Comissão Especializada Permanente de Política Económica e Social


A Comissão Especializada Permanente de Política Económica e Social (CEPES) é composta por quatro representantes do Governo, das Confederações Patronais, das Confederações Sindicais e das autarquias locais, um representante de cada uma das regiões autónomas e um representante de cada um dos demais sectores representados no CES, podendo ainda ser integrada por uma ou duas personalidades de reconhecido mérito.

CEPES é dirigida por um Presidente, coadjuvada por dois Vice-Presidentes a eleger de entre os seus membros, na primeira reunião após a sua composição.

As reuniões da CEPES não têm uma periodicidade fixa, realizando-se por iniciativa do respetivo Presidente ou a pedido fundamentado de um terço dos seus membros em efetividade de funções.

Lucinda Manuela de Freitas Dâmaso

Indicada pela UGT - União Geral de Trabalhadores

Presidente da UGT - União Geral de Trabalhadores


Nota Biográfica

Professora do Ensino Secundário do grupo 340, do Quadro na Escola Secundária Aurélia de Sousa - Porto

Atividade sindical

- Presidente da UGT – União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013

- Membro da Direção do SPZN – Sindicato dos Professores da Zona Norte desde o ano de 1998

- Presidente da Direção do SPZN – Sindicato dos Professores da Zona Norte desde o ano de 2013

- Vice Secretária Geral da FNE – Federação Nacional da Educação desde o ano de 2010

- Vice Secretária Geral da FESAP – Federação de Sindicatos da Administração Pública desde o ano de 2016

 

Outros cargos e funções exercidos

- Membro Efetivo do CES – Conselho Económico e Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013

- Membro efetivo da CPCS – Comissão permanente da Concertação Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013

- Membro efetivo da CEPES – Comissão Especializada Permanente de Politica Económica e Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013

João Manuel Lança Vieira Lopes

Indicado pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Presidente da Direção da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)


Nota Biográfica

Percurso Profissional:

Iniciou a sua actividade na Nielsen (estudos de mercado). Desempenhou cargos de Direcção e Administração na indústria de produtos de grande consumo em empresas como a Compal, Nabisco, Benckiser e Knorr. Nos últimos 25 anos, esteve no Comércio Alimentar, como Administrador/Director Geral de várias empresas. Desde 2005 é  Administrador/Director Geral da central de compras Unimark que agrupa 25 PMEs, grossistas e retalhistas independentes.

Actividade Associativa:

É Presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) desde 2010. A CCP integra mais de uma centena de entidades associativas empresariais. Através das suas associações do comércio, dos serviços e regionais representa próximo de 200 000 mil empresas, sendo membro da Comissão Permanente da Concertação Social (CPCS) e do Conselho Económico e social (CES).

Preside igualmente à Direcção da Associação dos Distribuidores de Produtos Alimentares (ADIPA), desde 2011. A ADIPA engloba o sector grossista  e na sua divisão retalhista o comércio de proximidade (PME).

Formação Académica: 

Engenharia Eletrotécnica

José Manuel Pereira Ribeiro

Indicado pelo Conselho da Região - Norte

Presidente da Câmara Municipal de Valongo


Nota Biográfica

Tomou posse como presidente da Câmara Municipal de Valongo a 11 de outubro de 2017, ficando responsável pelos pelouros da Proteção Civil, Planeamento Estratégico e Captação de Investimento, Inovação, Internacionalização, Finanças Municipais, Gabinete Jurídico, Ambiente, Cidadania e Saúde.

Tomou posse pela primeira vez como presidente da Câmara Municipal de Valongo a 17 de outubro de 2013, tendo no seu primeiro mandato ficado responsável pelos pelouros das Finanças, do Planeamento, do Desenvolvimento Económico, do Plano Diretor Municipal, dos Grandes Investimentos, da Cultura, do Turismo, do Ambiente e do Gabinete Jurídico, bem como Presidente da Proteção Civil Municipal.

É auditor de Defesa Nacional, membro efetivo do Conselho Geral da Associação Nacional de Municípios Portugueses, administrador não executivo da LIPOR – Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto, Presidente da Rede de Autarquias Participativas, membro efetivo do Plenário do Conselho Económico e Social, membro do Conselho Social da Faculdade de Ciências da Economia e da Empresa da Universidade Lusíada Norte e Presidente do Conselho Executivo da Associação de Municípios Parque das Serras.

Licenciou-se em Relações Internacionais, enquanto trabalhador estudante, e tem um MBA em Gestão de Empresas com especialização em Marketing pela Universidade Católica do Porto. Pertence aos quadros seniores da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) desde 1999.

Em 2008, foi bolseiro do Programa German Marshall Fund Memorial Fellowship, nos Estados Unidos da América.

Possui uma diversificada experiência profissional tanto no sector público como no privado, quer a nível nacional quer a nível internacional, tendo sido Diretor Comercial da Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confeção, entre 2004 e 2006, Presidente e Diretor Geral do Instituto do Consumidor atual Direção Geral do Consumidor entre 2007 e 2009, bem como Professor Convidado no IPAM (Instituto Português de Administração de Marketing) entre 2009 e 2011.

Entre outros cargos foi membro dos Conselhos Consultivos das Entidades Reguladoras da Comunicação Social (ERC), dos Serviços Energéticos (ERSE), das Águas e Resíduos (ERSAR), do Instituto de Seguros de Portugal (ISP), bem como membro dos órgãos de diversos Centros de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo, bem como representante português na rede europeia de proteção dos consumidores.

Foi candidato do Partido Socialista à presidência da Câmara Municipal de Valongo em 2001, e de 2005 a 2013, foi Deputado na Assembleia Municipal de Valongo e na Assembleia Metropolitana do Porto onde desempenhou as funções de porta-voz.

Foi Deputado à Assembleia da República nas X (2006-2007)) e XI Legislaturas (2009-2011), e Vereador sem Pelouros na Câmara Municipal de Valongo entre 1998 e 2005.

Foi agente recenseador na Freguesia de Valongo nos Censos 1991 e sempre trabalhou em part-time em diversas ocupações, como na ourivesaria, no artesanato, na pesquisa mineira, em campos de trabalho voluntário no País de Gales e na Holanda, entre outras atividades que muito o apoiaram nos seus estudos.

 É sócio de diversas coletividades no Concelho de Valongo, tais como a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Valongo, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde, o Centro Social de Ermesinde, a Associação Académica e Cultural de Ermesinde, o Núcleo Cultural e Recreativo de Valongo, a Associação Cultural e Recreativa Vallis Longus, o Grupo Dramático e Musical de Campo, a Associação Desportiva de Valongo, entre outras.

Efetivos

José Carlos Azevedo Pereira

Indicado pelo Governo

Diretor-Geral do GPEARI (Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais), Ministério das Finanças.

Nota curricular

Habilitações Académicas:

Doutoramento em Economia no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) - Universidade de Lisboa (UL), finalizado em 8 de março de 2007;

Mestrado em Economia Internacional no ISEG/UL, finalizado em dezembro de 1995.

Licenciatura do curso de Economia, no ISEG/UL, finalizado em julho de 1992.

Experiência Profissional:

Diretor-Geral do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI) do Ministério das Finanças (MF), desde dezembro de 2017

Subdiretor-Geral do GPEARI do MF, entre maio de 2014 e dezembro de 2017. Responsabilidade, em subdelegação de tarefas, pelo Departamento de Políticas e Finanças Públicas, pelo Departamento de Análise, Estudos e Previsão, pelo Departamento de Avaliação e Desenvolvimento Organizacional e pela Equipa Multidisciplinar de Modelização e Análise Quantitativa.

Elaboração, entre outras, das seguintes tarefas: i) Elaboração do cenário macroeconómico do Orçamento do Estado, do Programa de Estabilidade e Crescimento e das Grandes Opções do Plano; ii) Preparação e participação ativa das reuniões das avaliações Pós-Programa; iii) Coordenação por parte do GPEARI do Boletim Mensal de Economia Portuguesa (publicação mensal conjunta do GPEARI/MF e do GEE/M Economia); iv) Coordenação da publicação diária da Síntese de Indicadores de Conjuntura e da publicação mensal dos Indicadores de Conjuntura, da Nota Económica de Curto-Prazo e Desenvolvimentos Recentes da Economia Portuguesa; v)Acompanhar a evolução da conjuntura económica/ orçamental e financeira nacional e internacional e, de forma regular, elaborar relatórios analíticos de síntese; vi) Responsabilidades no acompanhamento de todas as variáveis macroeconómicas para a determinação do PIB, do lado da Oferta, Procura e Rendimento.

Representante nos grupos de trabalho do CPE (Comité de Política Económica) da CE, designadamente nos grupos de Previsões Macroeconómicas, do LIME, do Output Gap, do Subcomité de Estatísticas e acompanhamento do Grupo do Envelhecimento/ Sustentabilidade das Finanças Públicas. Representante português como delegado principal no Comité de Macro-Economic and Structural Policy Analysis da OCDE (WP1) e do Short-Term Economic Prospects (STEP).

Representante no Conselho Económico e Social pelo Ministério das Finanças.

Representante no Conselho Superior de Estatística na Reunião Plenária; nas Secções Permanentes das Estatísticas de Base Territorial, das Estatísticas Económicas; das Estatísticas Sociais; da Coordenação Estatística; nos Grupos de Trabalho do Desenvolvimento das Estatísticas Macroeconómicas; do Mercado de Trabalho; das Estatísticas da Saúde e das Desigualdades Sociais.

Representante na Unidade para Implementação da Nova Lei de Enquadramento Orçamental (UNILEO), no Grupo de Estatísticas das Administrações Públicas (GEAP) e no Conselho de Acompanhamento das Políticas Financeiras das Regiões Autónomas (CAPF).

Coordenador pela parte portuguesa da Comissão do Acordo de Cooperação Económica entre Portugal e São Tomé e Príncipe (COMACE).

Coordenador pela parte portuguesa da Comissão do Acordo de Cooperação Cambial Portugal – Cabo Verde (COMACC).

Co-Coordenador do Conselho Nacional de Produtividade, estrutura criada por despacho conjunto do Sr. Ministros das Finanças e do Sr. Ministro da Economia.

Administrador por Portugal no Council of Europe Development Bank (CEB).

Governador suplente por Portugal no Banco Europeu para a Reconstrução e Desenvolvimento (BERD)

Administrador Suplente por Portugal no European Stability Mechanism (ESM)


Joana Almodovar

Indicada pelo Governo

Diretora do Gabinete de Estratégia e Estudos (GEE), da área governativa da Economia e da Transição Digital


Nota Biográfica

Experiência Profissional Experiência em consultoria estratégica e em assessoria ao governo, nas áreas da economia, da inovação e do financiamento comunitário. Entre outubro de 2018 e agosto de 2020, economista chefe no Gabinete do Ministro da Economia dos XXI e XXII Governos Constitucionais (GC). Ponto focal no grupo de trabalho da Estratégia PT2030, incluindo a coordenação técnica da agenda “Inovação e qualificações”. Apoio à equipa ministerial em estudos e eventos de organizações internacionais (CE, OCDE, Fórum Económico Mundial). Entre novembro de 2015 e outubro de 2018, chefe do gabinete do Ministro da Economia do XXI GC. Entre abril de 2012 e novembro de 2015, assessoria estratégica na área do setor público na Ernst & Young (EY). Ponto focal da EY Portugal em projetos para a Comissão Europeia, nomeadamente de avaliação de Programas-Quadro de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico e de análise custo-benefício de projetos nacionais. 

Apoio a Municípios, CIM e investidores estrangeiros no âmbito da preparação de candidaturas a fundos comunitários. Elaboração de due diligences comerciais nos setores automóvel, media e utilities. Entre setembro de 2011 e março de 2012, assessoria estratégica na Galp Energia para apoio na sistematização de parcerias com o Sistema Científico, Tecnológico e de Inovação e apoio na definição da Estratégia de Investigação e Desenvolvimento.

Entre novembro de 2009 e junho de 2011, adjunta no Gabinete do Ministro das Finanças do XVIII GC. Participação na elaboração e monitorização dos principais documentos de finanças públicas e na monitorização da representação portuguesa em Instituições Financeiras Internacionais. Entre julho e outubro de 2009, adjunta no Gabinete do Ministro da Economia do XVII GC, com funções de monitorização de planos de apoios setoriais e de sistematização de informação sobre Projetos de Interesse Nacional. Entre setembro de 2003 e agosto de 2004, consultora júnior na Quaternaire Portugal, com participação na avaliação intercalar do QCA III e em diagnósticos estratégicos em diversos setores.

Habilitações Académicas 

2008: Doutoramento (PhD.) em Gestão da Inovação, pela Manchester Business School (MBS) (Reino Unido); 

2005: Mestrado (MSc.) em Gestão e Política de Ciência e Tecnologia, pela MBS; 

2003: Licenciatura em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto.

José Luís de Lemos de Sousa Albuquerque

Indicado pelo Governo


Diretor-Geral do Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social desde Janeiro de 2016, ingressou, em 1995, na carreira técnica superior no então Departamento de Estudos e Planeamento do Ministério do Emprego e da Segurança Social, tendo sido, Chefe da Divisão de Análise e Previsão (1999-2003), Direor de Serviços de Indicadores e Prospetiva (2003-2005), Subdiretor-Geral (2005-2010) e Diretor-Geral (2010-2012) nos organismos que lhe foram sucedendo.

Representante do Ministério no Conselho Económico e Social (desde 2017) e no Conselho Superior de Estatística (2006-2012 e desde 2016). Presidente (2007-2011) da tripartida Comissão de Acompanhamento da evolução da RMMG (salário mínimo nacional), tendo participado no Grupo de Trabalho Permanente Interministerial do Salário Mínimo (1995-1998). Coordenador do Grupo de Trabalho “A Sustentabilidade Financeira do Sistema de Solidariedade e Segurança Social” (2005-2006) e membro da Equipa Técnica do Financiamento no âmbito da Comissão de Regulamentação da Lei de Bases do Sistema de Solidariedade e Segurança Social (2001-2002) e da Comissão de Acompanhamento e Avaliação dos Modelos de Sustentabilidade Financeira da Segurança Social (2003). Acompanhou os grupos de trabalho no âmbito do PNE - Plano Nacional de Emprego, PNAI - Plano Nacional de Ação para a Inclusão, e foi co-responsável pela elaboração da Estratégia Nacional para a Proteção Social e Inclusão Social (2006-2008 e 2008-2010). Membro da Comissão para o Rendimento Mínimo (1996), e do Grupo de Trabalho com vista à criação de uma prestação extraordinária de combate à pobreza dos idosos - Complemento Solidário para Idosos (2005-2006).

Representante nacional no Comité de Proteção Social da União Europeia, Subgrupo de Indicadores do Comité de Proteção Social, Grupo de Indicadores do Comité do Emprego e Grupo de Alto Nível sobre Questões Demográficas e da Família (2003-2013). Co-coordenador da conferência de alto nível ‘A Europa, a globalização e o futuro da política social’, por ocasião da Presidência Portuguesa da União Europeia (2000), e coordenador da conferência ‘Os Caminhos da Sustentabilidade e a Reforma do Sistema de Pensões’, por ocasião da Presidência Portuguesa da União Europeia (2007). Representante do Ministério na delegação nacional à OCDE em exames bienais (2004-2010).

Licenciatura em Economia em 1993 no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) da Universidade Técnica de Lisboa, foi investigador permanente no Centro de Investigação sobre Economia Portuguesa (CISEP/ISEG) entre 1990 e 1995 e com colaborações pontuais até 2004.

Ana Margarida Magalhães Vasques

Indicada pelo Governo

Vogal do Conselho Diretivo do Instituto de Segurança Social, I.P.


Nota Biográfica

Licenciada em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa (2000) e pós-graduada em Treino de Liderança e Desenvolvimento de Equipas pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada (2011).
Em dezembro de 2019 foi designada Vogal do Conselho Diretivo do Instituto da Segurança Social, I.P. (ISS,I.P.), responsável pelos pelouros da Contribuições à Segurança Social, Financeiro, Recursos Humanos, Administração e Património e Gabinete de Planeamento e Estratégia.
Entre abril e dezembro de 2019 exerceu funções como Vogal do Conselho Diretivo do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I.P. (IGFSS,I.P.), responsável pelos pelouros da dívida à Segurança Social e da Comunicação e Qualidade. Entre junho de 2018 e março de 2019 exerceu funções de Técnica Especialista no Gabinete da Secretária de Estado da Segurança Social. Entre 2015 e 2018 foi Presidente do Conselho de Administração e Diretora-Geral de um grupo no sector da aviação comercial. Entre janeiro de 2013 e novembro de 2014 exerceu funções de Diretora do Departamento de Património Imobiliário do IGFSS,I.P.. Entre janeiro de 2008 e janeiro de 2013 exerceu funções de Diretora do Departamento de Gestão da Dívida à Segurança Social do IGFSS,I.P.. Entre março de 2002 e outubro de 2005 exerceu funções de Coordenadora do Núcleo de Apoio à Gestão e Monitorização de Dívidas à Segurança Social também do IGFSS,I.P. onde ingressou em março de 2002 como técnica superior. Entre janeiro de 2001 e fevereiro de 2002 foi jornalista na área de Economia na Agência Financeira.
É também representante da Segurança Social no Conselho de Gestão do Fundo de Compensação do Trabalho e Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho.
Ao longo da sua carreira participou em vários projetos no Sistema de Segurança Social, nomeadamente, de Sistemas de Gestão da Qualidade, do processo de titularização de dívidas à Segurança Social, Regularização de prestações indevidamente pagas e modelo de gestão de reclamações. Foi representante da Segurança Social em vários grupos de trabalho em colaboração com outras entidades públicas dos ministérios das finanças e da economia.

Suplentes

Elda Maria Correia Guerreiro Morais

Indicada pelo Governo

Subdiretora-Geral da Direção-Geral da Administração e Emprego Público

Marta Elisa Pedro Silva

Indicada pelo Governo

Chefe de equipa multidisciplinar da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género

Formação académica

  • Licenciada em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa
  • Mestre em Psicologia da Saúde e Psicoterapia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa
  • Curso de Formação Especializada em Igualdade de Género - Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
  • FORGEP - Programa de Formação em Gestão Pública - 
  • Diploma de especialização em Mainstreaming de Género nas Políticas Públicas 

  Experiência Profissional:

  • 03/07/2009– Presente - Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género - Presidência do Conselho de Ministros - Coordenadora do Núcleo de Prevenção da Violência Doméstica e Violência de Género.

Representante do estado português ao Comité das Partes à Convenção do Conselho da Europa para a Prevenção e o Combate à Violência contra as Mulheres e a Violência Doméstica

Representante nacional, enquanto perita, em organizações internacionais (Conselho da Europa, Comissão Europeia, Organização Mundial de Saúde, Instituto Europeu para a Igualdade de Género, etc.) na área da violência doméstica e da violência de género.

Representante da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género na Comissão Técnica Multidisciplinar para a Melhoria da Prevenção e Combate à Violência Doméstica  criada pelo Governo pela  RCM n.º 52/2019, de 6 de março

 De 2007 a 2009

Técnica Superior no Núcleo de Prevenção da Violência Doméstica e de Género - Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género - Presidência do Conselho de Ministros

Apoio à implementação, acompanhamento e avaliação das políticas públicas de prevenção e combate à violência doméstica e de género. Representação, enquanto perita, em organizações internacionais (Conselho da Europa, Comissão Europeia, Organização Mundial de Saúde, etc.) na área da violência doméstica e da violência de género.

2001/2007

Técnica Superior de Reinserção Social

Instituto de Reinserção Social - Ministério da Justiça

Assessoria técnica aos tribunais nas jurisdições cível, penal e tutelar educativa. Acompanhamento de medidas judiciais, de execução na comunidade.

Realização de perícias e avaliação psicológica, na jurisdição tutelar educativa

Humberto Fernando Simões dos Santos

Indicado pelo Governo


Nasceu a 14 de março de 1963

Formação académica:

Licenciatura em Sociologia, pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Experiência Profissional:

Licenciado em Sociologia, pela Faculdade de Ciências Sociais e
Humanas da Universidade Nova de Lisboa;
No período de 2008 a 2016, desenvolveu o processo de instalação e afirmação institucional do Comité Paralímpico de Portugal;
Integrou o Conselho Nacional de Desporto e a sua Comissão Permanente, o Conselho Consultivo do Instituto Português do Desporto e Juventude e o Conselho Nacional para Reabilitação e Integração das Pessoas com Deficiência, do qual resultou a participação em inúmeros grupos de trabalho específicos na área da inclusão das pessoas com deficiência;
Integrou também a Comissão Intersetorial para a Promoção da Atividade Física;
Integra as Comissão de Politicas para a Inclusão das Pessoas com Deficiência, o Conselho Consultivo da Rede de Escolas com Formação em Desporto do Ensino Superior Público e a Comissão Nacional de Saúde Mental;
Membro suplente do Conselho Económico e Social em representação do Instituto Nacional para Reabilitação, I.P. - MTSSS;
É desde janeiro de 2017, Presidente do Conselho Diretivo Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P..

António Luis Valadas da Silva

Indicado pelo Governo

Presidente do Conselho Diretivo do Instituto do Emprego e da Formação Profissional (IEFP)


Nota Biográfica

Nasceu em 9 de abril de 1954, natural de Évora, licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa da Universidade Clássica. Técnico Superior Consultor do Instituto do Emprego e Formação Profissional. Subdiretor-Geral do antigo Departamento para os Assuntos do Fundo Social Europeu, de 1987 a 1990; Conselheiro para os Assuntos Sociais na Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia, de 1990 a 1998; Vice-presidente do Conselho Diretivo do ex-Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu, de 2001 a 2002; Presidente do Conselho Diretivo do ex-Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu, de 2002 a 2008; Conselheiro para os Assuntos do Trabalho e Emprego na Missão Permanente de Portugal junto dos Organismos e Organizações Internacionais em Genebra (NUOI),  de 2009 a  2015; Presidente do Conselho Diretivo do Instituto do Emprego e da Formação Profissional desde 2016; Presidente do Centro de Relações Laborais (DRL) de 2018 a 2019.

Efetivos

Ana Isabel Lopes Pires

Indicada pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN)

Membro da Comissão Executiva e do Conselho Nacional da CGTP-IN

José Augusto Tavares Oliveira

Indicado pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional 8 CGTP-IN)

Membro da Comissão Executiva e do Secretariado do Conselho Nacional da CGTP-IN


Nota Biográfica

Dirigente Sindical no Sindicato dos Trabalhadores da Marinha Mercante (SIMAMEVIP) e na Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP-IN)

- Membro da Comissão Executiva e do Secretariado do Conselho Nacional

- Responsável pela Área de Ação Sindical das Políticas Sociais

- Responsável pelo Gabinete de Estudos da CGTP-IN

- Membro efetivo do Comité Permanente de Política Económica da Confederação Europeia de Sindicatos (CES).

- Membro do Conselho Consultivo do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social;

- Membro do Conselho Nacional para as Políticas de Solidariedade, Voluntariado, Famílias, Reabilitação e Segurança Social;

- Membro da Comissão de Políticas da Segurança Social;

- Membro da Comissão Executiva de Políticas da Segurança Social

- Membro do Conselho Económico e Social (CES) e da Comissão Especializada Permanente de Política Económica e Social (CEPES);

- Vogal do Conselho de Administração do INOVINTER – Centro de Formação e Inovação Tecnológica

Suplentes

Andreia Isabel Araújo Doroteia

Indicada pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN)


Nota biográfica 

Membro da Comissão Executiva do Conselho Nacional da CGTP-IN, Responsável pela Área do Emprego e Formação Profissional e pelo Departamento de Informação e Propaganda Sindical da CGTP-IN.

Membro da Comissão de Igualdade entre Mulheres e Homens da CGTP-IN

Membro da Comissão Executiva do CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal.

Funções que Desempenhou: 

1999 – integrou a Direção Nacional do CESP

2006 – Coordenou a Direção Regional da Beira Litoral do CESP

2016 – integrou o Conselho Nacional da CGTP-IN

Fernando José Machado Gomes

Indicado pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses, Intersindical Nacional (CGTP-IN)


Nota Biográfica  

Membro do Secretariado e da Comissão Executiva do Conselho Nacional da CGTP-IN.

Responsável pela Área de Ação Sindical Segurança e Saúde no Trabalho, Igualdade, Cultura e Tempos Livres.

Direção do Centro de Arquivo e Documentação.

Responsável pelo Departamento de Migrações

Representante da CGTP-IN no Conselho de Administração do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Representante da CGTP-IN no Conselho Consultivo para a Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT).

Membro do Conselho Económico e Social (CES).

Coordenador da Comissão de Trabalhadores do Grupo Pestana Pousadas.

Efetivos

Lucinda Manuela de Freitas Dâmaso

Indicada pela UGT - União Geral de Trabalhadores

Presidente da UGT - União Geral de Trabalhadores


Nota Biográfica

Professora do Ensino Secundário do grupo 340, do Quadro na Escola Secundária Aurélia de Sousa - Porto

Atividade sindical

- Presidente da UGT – União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013

- Membro da Direção do SPZN – Sindicato dos Professores da Zona Norte desde o ano de 1998

- Presidente da Direção do SPZN – Sindicato dos Professores da Zona Norte desde o ano de 2013

- Vice Secretária Geral da FNE – Federação Nacional da Educação desde o ano de 2010

- Vice Secretária Geral da FESAP – Federação de Sindicatos da Administração Pública desde o ano de 2016

 

Outros cargos e funções exercidos

- Membro Efetivo do CES – Conselho Económico e Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013

- Membro efetivo da CPCS – Comissão permanente da Concertação Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013

- Membro efetivo da CEPES – Comissão Especializada Permanente de Politica Económica e Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013

Ana Paula Mata Bernardo

Indicada pela União Geral de Trabalhadores (UGT)

Secretária-Geral Adjunta da UGT


Nota Biográfica

É Licenciada em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG).

É Secretária-Geral Adjunta da União Geral de Trabalhadores desde Abril 2009, estando no seu segundo mandato. Atualmente é responsável pelas áreas da política económica e emprego.

Membro da Comissão Permanente de Concertação Social (CPCS) desde 2004 - Acompanhamento do diálogo social em geral, tendo participado na discussão de vários acordos tripartidos em CPCS.

Membro do Conselho Superior de Estatística.

Representante da UGT em vários Comités e Grupos de Trabalho da Confederação Europeia de Sindicatos e da Comissão Europeia, nomeadamente no quadro do diálogo social europeu.

Curso de Auditores de Defesa Nacional (2008/2009).

Suplentes

Sérgio Alexandrino Monteiro do Monte

Indicado pela União Geral de Trabalhadores (UGT)

Secretário Geral Adjunto da UGT


Nota Biográfica

Secretário Geral Adjunto da UGT – desde abril de 2017
Vice-Presidente da UGT – entre 2009 e 2013
Secretário Geral do SITRA – Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes entre 2009 e março de 2017
Membro suplente do Conselho Económico e Social
Presidente do Centro de Relações Laborais desde fevereiro de 2019
Coordenador do Departamento de Negociação coletiva da UGT
Membro do Conselho Consultivo do Instituto de Gestão de Fundos de capitalização da segurança Social
Membro do Conselho de Gestão do Fundo de Garantia Salarial
Membro do Conselho de Gestão do Fundo de Compensação do Trabalho
Membro do Conselho Nacional do Consumo

José Manuel da Luz Cordeiro

Indicado pela União Geral de Trabalhadores (UGT)

Secretário Geral Adjunto da UGT


Nota Biográfica

Doutorando em Filosofia Moral e Política, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa; Mestre em História Cultural e Política, pela FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Licenciatura em Filosofia-(Variante de História das Ideias), na FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Frequência do curso de Direito - Universidade Autónoma “Luís de Camões”.

Atividade Sindical na União Geral de Trabalhadores:
- Abril 2004 a set. 2010 – UGT / Secretário Permanente/Executivo
- Abril de 2016 a set. 2018 - UGT / Secretário Executivo
- Desde set. de 2018 - UGT / Secretário-geral Adjunto
Outras funções sindicais atuais:
- Membro do Secretariado Nacional FNE;
- Dirigente do SPDGL-VT.
Atividades Profissionais desempenhadas:
- Professor de Filosofia das Ciências– Professor Convidado - ISIG- Lisboa; - Docente de Filosofia PQND na Esc. Sec. Eça de Queiroz – Lisboa; SEE - Técnico Especialista Junto do Secretário de Estado do Emprego entre Fev- 2013 e Dez 2015; OIT / Escritório de Lisboa – Gestor de Programas de 2016 - 2017. Direção Geral de Geologia e Minas, 1988-1990; Investigador do Centro de História da Cultura - UNL - Revistas e Ideias / FCT/FCSH-UNL desde 1998.
Atividade Sindical, Social e Política :
Diversos Conselhos e Comissões nacionais e estrangeiras nomeadamente:
- CIT da OIT/Genebra; Comité da Livre Circulação de Trabalhadores/UE; Centro Europeu para o Desenvolvimento da Formação Profissional (CEDEFOP)/UE; Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho/UE; Comité Europeu de Segurança e Saúde no Trabalho/UE; COCAI/ACM; (Ex. ACIME); CICDR/ACM; CNE; CA-IEFP; CA-CEFOSAP ; CG da Fundação INATEL; CC da Fundação INATEL; ANQEP; POCTI ; POCI; POCH; POISE; CES; CPCS; ACT/CCPSST; CNAmbiente; ANFOP – Associação Nacional de Formação de Professores…
Atividades em voluntariado:
- Membro da Direção Nacional da Cáritas Portuguesa;- Membro da Comissão Nacional Justiça e Paz;- Membro da Equipa Nacional da Pastoral Penitenciária de Portugal; e Presidente da direção da PROFCOOP- Cooperativa de Habitação de Professores.

Bibliografia:-"Filosofia e Política da Educação em João Crisóstomo do Couto e Melo (1778-1838)", Lisboa 2002, BN, Depósito Legal;- “Da constante rectificação mental : III Série da Nação Portuguesa (1924-1926)”, Promontoria-Revista, Departamento de História, Arqueologia e Património da Universidade do Algarve, anos 9 n.9, 2011;- “Integralismo Lusitano: Filosofia e Política de acção também regional e local.”, Promontoria-Revista, Departamento de História, Arqueologia e Património da Universidade do Algarve, anos 7/8, 2009/2010;- “Nação Portuguesa 1914-1916 – Que Integralismo Lusitano?” Revista Cultura-Revista de História e Teoria das Ideias, (O Tempo das Revistas) vol. 26/2009, II Série.- "Integralismo, Nacionalismo ou Integrismo Lusitano?", in Revista Portuguesa de Ciência Política, Observatório Político, 2011;- Recensões na Revista “As Faces de Eva – Estudos sobre a Mulher” n.º 1, 2 e 3, realizada sobre o patrocínio da FCT-Fundação para a Ciência e Tecnologia e Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, e do Instituto Pluridisciplinar de História das Ideias, da F.C.S.H. da Universidade Nova de Lisboa;“O Movimento sindical e a complexidade do fenómeno Migratório”- 2008, in Migrações–Revista do Observatório da Imigração, nº 2, 2008;“Desemprego/Emprego”- 2013, in Revista Cáritas, nº2; Revista “Nação Portuguesa” - 1914-1938, Edição/publicação-multimédia, em co-autoria, séries 1 a 10 (ongoing); -“Reflexão sobre a recuperação económica - as expectativas, as políticas públicas e o enquadramento internacional”- Publicações do Conselho Económico e Social/2020 – no Prelo.

Efetivos

Eduardo Manuel Drummond de Oliveira e Sousa

Indicado pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP)

Presidente da Direção da CAP desde 19 de abril de 2017.


Nota Biográfica

É licenciado em Engenharia Agronómica pelo Instituto Superior de Agronomia, em Lisboa, tendo participado no PAGE 30, Programa Avançado de Gestão para Executivos, lecionado pela Universidade Católica Portuguesa.

Foi Diretor Agrícola na Estação Zootécnica Nacional (1979-1983), Professor Assistente de Agricultura Geral e Máquinas Agrícolas, e Pastagens e Forragens na Escola Superior Agrária de Santarém (1981-1984) e Diretor Agrícola da primeira fábrica de Açúcar instalada no continente, SUCRAL (1986-1989).

Durante três décadas (1983-2013) foi o Representante do Estado e Diretor Executivo da Associação de Regantes do Vale do Sorraia, organismo responsável pela Obra de Rega do Vale do Sorraia, que beneficia 15.000 hectares de terras no Alentejo e Ribatejo.

Possui um longo percurso de dedicação ao movimento associativo agrícola, de que se destaca a atividade de Membro Fundador da Associação de Produtores Florestais de Coruche e da Sociedade Portuguesa de Pastagens e Forragens, Presidente da Direção da ANPC – Associação Nacional de Proprietários Rurais, Gestão Cinegética e Biodiversidade e Produtores de Caça (1994-2014), sendo hoje em dia Presidente da sua Assembleia Geral e fundador da Associação de Jovens Agricultores de Coruche e Vale do Sorraia.

Tem desenvolvido desde estudante a atividade de Empresário Agrícola e Florestal no Ribatejo.

Atualmente é Presidente da Direção da Confederação dos Agricultores de Portugal, cargo que ocupa desde 19 de abril de 2017, tendo sido anteriormente seu Vice-Presidente (2005-2008). Ao serviço da Confederação dos Agricultores de Portugal tem levado a efeito tarefa de defender e representar a agricultura e os agricultores que desenvolvem a sua atividade em Portugal, perante todas as autoridades portuguesas e instâncias comunitárias e internacionais.


Suplentes

Cristina Isabel Jubert de Nagy Morais
Indicado pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP)


Nota Biográfica

É licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa, Pós Graduada em Estudos Europeus pelo Instituto Europeu da Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa, Pós Graduada em Direito do Ambiente pelo Centro de Estudos Judiciários e concluiu o Programa de Desenvolvimento em Gestão e Soft Skills, ministrado pelo ISEG (Executive Education).

É advogada e desempenha desde 2002 as funções de Chefe do Gabinete da Direção da Confederação dos Agricultores de Portugal.

Recentemente desempenhou funções de coordenação do Projeto Trasnacional “FAYP – Promover a Agricultura entre os Jovens”, que envolveu uma entidade italiana especialista em questões laborais e sociais, bem como parceiros agrícolas italianos, espanhóis e gregos a par da própria CAP.

Possui um longo percurso profissional ao serviço da Confederação dos Agricultores de Portugal, tendo já colaborado nas seguintes áreas: Política Agrícola Comum, Fiscalidade, Ambiente e Água e Desenvolvimento Rural, mas é a área de trabalho, emprego e social que mais a tem ocupado nos últimos anos, de que se pode destacar a participação assídua na Comissão Permanente de Concertação Social em representação da CAP, no GEOPA – Grupo de Empregadores das Organizações Profissionais Agrícolas da U.E., com sede em Bruxelas e também na Organização Internacional do Trabalho.

É membro do Tribunal Arbitral do CES, na qualidade de Árbitro dos Empregadores, desde 2011.

Efetivos

João Manuel Lança Vieira Lopes

Indicado pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Presidente da Direção da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)


Nota Biográfica

Percurso Profissional:

Iniciou a sua actividade na Nielsen (estudos de mercado). Desempenhou cargos de Direcção e Administração na indústria de produtos de grande consumo em empresas como a Compal, Nabisco, Benckiser e Knorr. Nos últimos 25 anos, esteve no Comércio Alimentar, como Administrador/Director Geral de várias empresas. Desde 2005 é  Administrador/Director Geral da central de compras Unimark que agrupa 25 PMEs, grossistas e retalhistas independentes.

Actividade Associativa:

É Presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) desde 2010. A CCP integra mais de uma centena de entidades associativas empresariais. Através das suas associações do comércio, dos serviços e regionais representa próximo de 200 000 mil empresas, sendo membro da Comissão Permanente da Concertação Social (CPCS) e do Conselho Económico e social (CES).

Preside igualmente à Direcção da Associação dos Distribuidores de Produtos Alimentares (ADIPA), desde 2011. A ADIPA engloba o sector grossista  e na sua divisão retalhista o comércio de proximidade (PME).

Formação Académica: 

Engenharia Eletrotécnica

Suplentes

José António Castelo Branco Cortez

Indicado pela  Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)


Diretor Executivo da CCP

Efetivos

António Manuel Frade Saraiva

Indicado pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP)

Presidente da CIP


Nota Biográfica

Diretor da Metalúrgica Luso-Italiana desde 1989 e Administrador a partir de 1992, adquiriu a empresa ao Grupo Mello em 1996, sendo atualmente Presidente do Conselho de Administração.

Começou a sua carreira na Lisnave, aos 17 anos.

Completou o Curso da Escola Industrial e frequentou o Instituto Superior Técnico.

Membro da Direção da Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos de Afins de Portugal (AIMMAP), de 2001 a 2003, Vice-Presidente de 2004 a 2006 e Presidente de 2007 a 2009.

Membro da Direção da CIP – Confederação da Indústria Portuguesa de 2004 a 2006 e Vice-Presidente de 2007 a 2009.

Presidente da CIP – Confederação da Indústria Portuguesa de Janeiro de 2010 a Janeiro de 2011, altura em que foi eleito Presidente do Conselho Geral e da Direção da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, organização associativa empresarial de cúpula que resulta da integração das componentes institucionais da AEP e da AIP e das Câmaras de Comércio e Indústria na CIP.

Presidente do Conselho Geral da ELO – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Económico e a Cooperação desde 2014

Vogal do Conselho Estratégico da SOFID – Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento, SA, desde 2014

Membro do Conselho Consultivo da ATEC – Associação de Formação para a Indústria desde 2014

Membro do Conselho de Escola do ISCSP

Membro do Conselho de Curadores do ISCTE

Membro do Conselho Superior da PASC – Plataforma de Associações da Sociedade Civil – Casa da Cidadania

Suplentes

Óscar Manuel de Oliveira Gaspar

Indicado pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP)


Nota Biográfica

Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia do Porto. Pós –graduação em gestão pública pela Universidade de Aveiro.

Trabalhou na banca de investimentos e na banca comercial no BCP entre 1992 e 1997, foi assessor do Grupo Parlamentar do PS entre 1997 e 1999 e assessor e chefe de gabinete do Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento entre 1999 e 2001. Membro do Conselho de Fiscalização do Instituto de Gestão de Fundos de Capitalização da Segurança Social e Administrador da Metro-Mondego, SA entre 2001 e 2004. Colaborador da Iberdrola em 2004-Março 2005. Assessor Económico do Primeiro-ministro de 2005 a 2009 e Secretário de Estado da Saúde de 2009 a 2011. Entre 2011 e Setembro de 2014 foi assessor económico do Secretário-Geral do PS.

Foi Diretor de External Affairs da MSD Portugal até agosto de 2016.

É atualmente Presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP).

Vice Presidente do Conselho Estratégico Nacional da Saúde da CIP. Membro da Direção da CIP e da Associação Europeia da Hospitalização Privada (UEHP). Membro do Conselho Nacional de Saúde e do Conselho Nacional de Saúde Pública. Membro do Conselho Consultivo da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa e do Colégio de Economia Política da Ordem dos Economistas. Membro do Conselho Fiscal do Health Cluster Portugal. Membro do Júri do Programa Gilead Génese.

Administrador da Fundação do Gil, Presidente da Assembleia Geral da Santa Casa da Misericórdia de Vagos e da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vagos.

Efetivos

Francisco Maria Malheiro Calheiros e Menezes

Indicado pela Confederação do Turismo Português (CTP)

Presidente da CTP


Nota Biográfica

Licenciado em Gestão e Administração de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa.

No seu currículo soma mais de 20 anos de experiência no setor do Turismo, tendo sido inclusivamente condecorado, pelo então Primeiro-ministro António Guterres, com a Medalha de Mérito Turístico e, pelo então Presidente da República Jorge Sampaio, com a Comenda de Mérito Comercial.

O seu percurso é, desde cedo, marcado por uma forte e ativa participação associativa, tendo sido representante de Portugal na ECTAA - Associação Europeia das Associações de Agentes de Viagens e Tour Operadores, entre 1995 e 2008, da qual foi Presidente durante 3 anos.

Enquanto gestor, desempenhou cargos de anta direcção no Grupo Espírito Santo Viagens e na Springwater Capital, accionista de referência de um dos maiores grupos de turismo da Península Ibérica. Springwater Tourism Group. Macrotur, Poligrupo e Sonicel são outras empresas por onde passou.

Desde 2004 que é o Presidente da Assembleia-Geral da APAVT – Associação Portuguesa das Agências de Viagens, cargo que já tinha desempenhado entre 2000 e 2001, dando continuidade ao seu percurso nesta associação da qual foi Vice-presidente em dois mandatos. Integra ainda os Órgãos Sociais da CTP - Confederação do Turismo Português há já alguns anos, tendo assumido a presidência da mesma em Maio de 2012, renovado o mandato em Março de 2015.

A participação associativa não se limita à área do turismo estendendo-se igualmente a outras, integrando por exemplo, a Associação de Antigos Alunos da Universidade Católica Portuguesa, da qual assumiu a presidência entre 2004 e 2013, e o Conselho Leonino do Sporting Clube de Portugal, clube do seu coração, até 2013.

Suplentes

Nuno Alexandre da Silva Bernardo

Indicado pela CTP - Confederação do Turismo Português


Nota Biográfica

Jurista, atualmente Vogal da Comissão Executiva da CTP, coordena a área do Diálogo Social e das Relações Laborais em estreita ligação com o âmbito da CPCS - Comissão Permanente de Concertação Social e do CES – Conselho Económico e Social.

É Licenciado em Direito possuindo ainda duas Pós-Graduações em Direito do Trabalho, no âmbito do Instituto do Direito do Trabalho da Faculdade de Direito de Lisboa, tendo igualmente iniciado também na Faculdade de Direito de Lisboa, e com aproveitamento na componente escolar (1.ª Fase), o Mestrado em Ciências Jurídicas (pré-Bolonha). Destaca-se também, a conclusão do Programa Avançado de Gestão para o Turismo (PAGETUR) conferido pela Católica Lisbon School of Business & Economics.

Foi Director de Recursos Humanos num Grupo Hoteleiro nacional (SANA Hotels) e tem mais de 12 anos de experiência profissional no âmbito das relações laborais. 

Participa regularmente nas Conferências da OIT - Organização Internacional do Trabalho, fazendo parte da Delegação de Empregadores nacionais, tendo igualmente integrado o Comité de Redacção da “Declaração de Oslo” por ocasião da 9ª Reunião Regional Europeia da OIT. 

Representa ainda a sua Confederação em vários organismos nacionais do âmbito das relações laborais, como por exemplo o Centro de Relações Laborais e o Conselho de Gestão do Fundo de Compensação do Trabalho, bem como, em Comités Especializados junto da Comissão Europeia, fazendo ainda parte do Conselho de Administração do IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional.

É Árbitro da lista de árbitros de Empregadores do Conselho Económico e Social (CES), designadamente, para efeitos de realização de arbitragem de serviços mínimos em caso de greve.

É Associado da APODIT - Associação Portuguesa Direito do Trabalho e da AJJ – Associação de Jovens Juslaboralistas.

Efetivos

José Manuel Jerónimo Teixeira

Indicado pela CONFECOOP-Confederação Cooperativa Portuguesa, CCRL


Nota Biográfica

Nasceu a 5 de março de 1953, no Porto, mas as suas raízes familiares estão em Carviçais, Concelho de Torre de Moncorvo, Distrito de Bragança.

Fez o curso geral dos liceus no liceu Nacional de Bragança e fez a formação superior já em Lisboa, em Economia, no ISE - Instituto Superior de Economia da Universidade Técnica de Lisboa, graduando-se em 1976.

Tem vivido e trabalhado como economista em Lisboa desde então, sempre ligado ao setor cooperativo e social, acumulando ainda, desde 2004, a experiência no ensino, como Professor da unidade curricular de economia social mercantil não agrícola, cooperativas e mutualidades, do curso de pós graduação em Economia Social do ISCSP - IEPG, em Lisboa.

Coordenou os gabinetes técnicos de vários sindicatos até 1984, data em que entrou na então Mútua dos Pescadores - Sociedade Mútua de Seguros, como economista, assessorando o Diretor Geral de então. Em 1989 assume o cargo de Diretor-Geral até aos dias de hoje.

Quando a Mútua dos Pescadores se torna cooperativa em 2004, passa a integrar, em nome da Mútua, a Direção da Federação Nacional de Cooperativas de Consumidores, FCRL, e em 2008 é designado por esta Federação para a representar na Confecoop - Confederação Cooperativa Portuguesa, CCRL.

Na Confecoop assumiu a Presidência da Direção até 2016, assumindo então o cargo de Vice-Presidente.

Tem assumido a representação da Confecoop em diversos órgãos/fóruns, entre os quais se destacam: CASES - Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, no cargo de vogal da Direção, entre 2010 (data da criação da CASES, que veio substituir o INSCOOP - Instituto António Sérgio para o Setor Cooperativo) e 2012, e como vogal do Conselho Fiscal, desde 2013 até ao presente; no CNES - Conselho Nacional para a Economia Social, desde a sua criação em 2011 e como conselheiro do CES desde 2008.


Suplentes
-
Efetivos

António Bob Moura Santos

Representante da Ciência e Tecnologia


Administrador da Agência Nacional da Inovação, S.A.

Suplentes

José Manuel de Araújo Baptista Mendonça

Representante da Ciência e Tecnologia


Nota Biográfica

É Professor Catedrático no Departamento de Engenharia e Gestão Industrial da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e Presidente do Conselho de Administração do INESC TEC.
Licenciou-se em Engenharia Electrotécnica na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e obteve o Ph.D. em Engenharia Electrotécnica no Imperial College of Science and Technology, Reino Unido.
É actualmente Fellow do IC2 Institute da Universidade do Texas em Austin, membro do High-Level Group da Plataforma Tecnológica Europeia Manufuture e Presidente do Conselho de Administração do CoLAB ForestWISE.
Trabalhou na indústria em Portugal - Equipa de Projeto da Central de Sines da EDP - e na Suíça - no Departamento TGG – Turbo-generator Design, da Brown, Boveri & Cie.
Desenvolveu trabalhos de investigação no Laboratoriet for Almen Elektroteknik da Denmark Technical High School, Copenhague, no Wind Energy Systems Group do Department of Electrical Engineering, Imperial College of Science and Technology, Londres, no Department of Enterprise Development and Logistics do Fraunhofer IPA, Stuttgart, para além de leccionar na FEUP e de desenvolver investigação no INESC Norte, depois INESC Porto e INESC TEC.
Das funções de gestão de ciência e tecnologia destaca-se ter sido Vice-Presidente da Agência de Inovação, Administrador Executivo da Fundação Ilídio Pinho e Administrador Não-executivo de três start-up de base tecnológica: Tech M5 SGPS, Fibersensing SA e Kinematix SA.
Foi ainda Director Científico da Rede UTEN (University Technology Enterprise Network) e do Programa UTAustin Portugal, Delegado Nacional ao Comité de Programa em diferentes Programas Europeus de Investigação - Innovation and SME’s (FP5), Growth (FP5), NMP (FP6) e ICT (FP7 e H2020) - e membro do International Evaluation Panel do Eureka Eurostars, tendo ainda sido coordenador técnico e avaliador de diversos projetos europeus no âmbito do Programa ESPRIT (FP4 e FP5).

Efetivos

Carlos Alberto Mineiro Aires

Indicado pelo CNOP - Conselho Nacional das Ordens Profissionais

Bastonário da Ordem dos Engenheiros


Nota Biográfica

Engenheiro Civil (IST), com formação complementar em várias áreas, nomeadamente na área dos recursos hídricos e de infraestruturas sanitárias.

Foi Presidente do Conselho Diretivo da Região Sul (2010-2016) e atualmente está a cumprir o 2º mandato como Bastonário da Ordem dos Engenheiros

Presidente do CNOP - Conselho Nacional das Ordens Profissionais (2020-2023)

Membro do Conselho Económico e Social

Membro do Conselho Económico e Social Europeu (2020-2025)

Presidente do World Council of Civil Engineers (2018-2021)

Com um longo percurso nas áreas pública e privada, entre diversos cargos e atividades, foi Diretor do Gabinete de Saneamento Básico da Costa do Estoril, Presidente e Vice-Presidente do Instituto da Água, Presidente do Metropolitano de Lisboa, Presidente do Conselho de Administração da Simtejo, SA, Presidente da Comissão Executiva da Simarsul, SA e foi sócio fundador de duas empresas de serviços na área da engenharia.

É, por inerência, membro do Conselho Superior de Obras Públicas (CSOP), do Conselho Nacional da Água, do Conselho de Escola do Instituto Superior Técnico (IST), do Conselho Consultivo da Escola de Engenharia da Universidade do Minho, do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Lisboa (IPL), do Conselho de Honra do Instituto Superior de Educação e Ciências (ISEC Lisboa) e do Conselho Estratégico da Proforum.

Tem larga experiência em cooperação internacional e tem sido palestrante e orador em múltiplos eventos nacionais e internacionais.

Suplentes

Rui Manuel Leão Martinho

Indicado pelo CNOP - Conselho Nacional das Ordens Profissionais

Bastonário da Ordem dos Economistas


Nota Biográfica

É desde 2011, Bastonário da Ordem dos Economistas.

Sendo ele próprio economista de formação, ao longo da sua vida foi presidente de várias instituições financeiras, entre as quais o Deutsche Bank de Investimento e várias Companhias de Seguros.

Foi também, ao longo de dois mandatos, presidente de uma das três instituições de supervisão do sistema financeiro: o Instituto de Seguros de Portugal, actual Autoridade de seguros e fundos de pensões.

Teve também funções de direcção e de administração no Banque Nationale de Paris, na Locapor (primeira sociedade de Leasing em Portugal) e nas Sociedades de Investimento MDM e Euro-financeira.

Em termos associativos, foi presidente da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã e do Fórum de Administradores de Empresas.

Como docente, tem sido professor convidado ao longo da vida de várias universidades e faculdades de economia portuguesas.

Efetivos

Nuno Alexandre Carvalho Martins

Representante do Setor Empresarial do Estado


Nota Biográfica

É Administrador Executivo da Caixa Geral de Depósitos S.A. desde Fevereiro de 2017.

Nuno possui 20 anos de experiência profissional no sector financeiro português. Foi responsável pela área de mercados para Portugal no Citigroup, onde ingressou em 2011, cobrindo os mercados de ações e dívida e posteriormente técnico especialista do gabinete no Ministério das Finanças em 2016. Entre 2005 e 2011 foi diretor do Barclays Capital na equipa de distribuição para instituições financeiras na Península Ibérica. Foi também analista sectorial e de mercados para Zacks Investment Research Inc., Chicago, e em 2000 consultor para o International Finance Corporation, IFC, parte do Banco Mundial.

É licenciado em Engenharia Física Tecnológica pelo Instituto Superior Técnico, mestre em Economia pela Universidade Nova de Lisboa na área de Economia Industrial. Doutorou-se em Economia pela Northwestern University, Chicago, Illinois, em 2000, área de Finanças e Econometria. Entre 2000 e 2005, foi professor na Universidade Nova de Lisboa e na Universidad de Navarra e economista no Grupo de Mercados Financeiros, Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal.

Nuno tem a distinção de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.

Suplentes

Alexandra Sofia Vieira Nogueira Barbosa

Representante do Setor Empresarial do Estado


Nota Biográfica

Licenciou-se em Direito pela Universidade de Lisboa em 1994, tendo complementado a sua formação académica com o Programa Avançado de Gestão para Executivos da Universidade Católica em 2004.

Inicia a sua atividade profissional em 1996 como Advogada, com patrocínio de processos nos ramos de direito comercial, penal e laboral.

Em 2000 principia a sua colaboração com a Refer Telecom, SA, tendo sido nomeada Diretora de Recursos Humanos.

Em 2004 integra o quadro da Rede Ferroviária Nacional, REFER - E.P.E. com a responsabilidade da área de Relações de Trabalho e Contencioso Laboral, empresa onde vem a assumir a Direção de Capital Humano, além de funções na Comissão de Supervisão de Gestão de Riscos.

Com a criação da Infraestruturas de Portugal, S.A., por incorporação da Estradas de Portugal, S.A. na Rede Ferroviária Nacional, REFER - E.P.E., é nomeada Diretora de Capital Humano.

Em 2018 é nomeada para o Conselho de Administração Executivo da Infraestruturas de Portugal, S.A. e, em 2019, para o Conselho de Administração da IP Engenharia, S.A. e da IP Património, S.A., empresas do Grupo IP.

Efetivos

João Carlos Aguiar Teixeira

Representante da Região Autónoma dos Açores


Nota biográfica

É doutorado e mestre em Finanças pela Lancaster University, no Reino Unido, mestre em Gestão de Empresas (MBA) pela Universidade Nova de Lisboa, e licenciado em Gestão de Empresas pela Universidade dos Açores.

É Professor Auxiliar de Finanças na Faculdade de Economia e Gestão da Universidade dos Açores, desempenhando atualmente as funções de Presidente da Faculdade. Nesta Faculdade, já desempenhou as funções de Vice-Presidente, diretor do mestrado em Ciências Económicas e Empresariais, diretor da licenciatura em Economia e diretor da licenciatura em Gestão. Ainda na Universidade dos Açores já desempenhou as funções de Provedor do Estudante.

Desenvolve a sua investigação na área das finanças e economia. É autor de diversos artigos científicos em revistas internacionais, designadamente Review of Finance, North American Journal of Economics and Finance, International Journal of Finance and Economics, Applied Economics, Review of Quantitative Finance and Economics, Applied Economics Letters, Defence and Peace Economics, entre outras.

É o representante da Universidade dos Açores no Conselho Consultivo da ANA Aeroportos, desde 2018, e foi representante da mesma universidade no Comité Consultivo para a Sustentabilidade do Destino Turístico dos Açores, em 2019.

Foi membro da Comissão Especial de Acompanhamento da alienação parcial do capital social da Sata Internacional, em 2018.


Suplentes

Mário Jorge Belo Maciel

Representante da Região Autónoma dos Açores


Nota Biográfica 

- Licenciado em Biologia/Geologia pela Universidade dos Açores.

- Monitor de Antropologia Física na Universidade dos Açores (1984).

- Deputado pelo Círculo Eleitoral dos Açores à Assembleia da República (1985-1995).

- Vice Presidente do Grupo Parlamentar do PSD na Assembleia da República (1991-1995).

- Porta voz do Grupo Parlamentar do PSD para as questões ambientais (1991-1995).

- Membro da Delegação Portuguesa na Assembleia da NATO (1987-1995).

- Membro da 2ª Comissão de Revisão Constitucional (1989).

- Membro da 4ª Comissão de Revisão Constitucional (1994).

- Presidente da Comissão de Ambiente na Assembleia da República (1991-1995).

- Representante do PSD/Açores na Comissão Política Nacional do PSD (1990/1995).

- Presidente da JSD/Açores (1986-1989).

- Vice Presidente do PSD/Açores (2000-2004).

- Publicou mais de 100 artigos de opinião na imprensa (1982-2006).

- Publicou um livro de intervenções parlamentares na Assembleia da República (1990).

- Professor do Ensino Secundário (desde 1995).

Efetivos

José Paulo Baptista Fontes

Representante da Região Autónoma da Madeira



Suplentes

Nuno Filipe Fernandes Pereira Agostinho

Representante da Região Autónoma da Madeira

Hortênsia dos Anjos Chegado Menino

Indicado pelo Conselho da Região - Alentejo

Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo

Efetivos

Anabela Gaspar de Freitas

Indicada pelo Conselho da Região - Lisboa e Vale do Tejo

Presidente da Câmara Municipal de Tomar


Nota Biográfica

Nasceu e estudou em Tomar, tendo concluído a sua formação superior no Instituto Politécnico de Tomar, em Recursos Humanos.
Tem 53 anos, 1 filho de 17, e profissão de Técnica de Emprego do quadro do Instituto de
Emprego desde 1986.
Das suas atividades fora da política e da sua profissão, cumpre destacar o facto de ter sido durante vários anos campeã nacional na modalidade de Badminton, pelo Sporting Clube de Tomar, entre outros clubes. É apaixonada pelos desportos motorizados, pelo Teatro, pelas bigbands, orquestras e pela escrita policial.
Exerceu, entre 2005 e 2009, as funções de Diretora do Centro de Emprego de Tomar, ano em que rumou à Assembleia da Republica como deputada, até às eleições de 2011. Aí, fez dezenas de intervenções em plenários, tendo integrado a Comissão de Trabalho, Segurança Social e Administração Pública e a Comissão de Assuntos Europeus, Ética, Sociedade e Cultura. Foi a representante do grupo Parlamentar do PS ao 18º Congresso da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Foi coordenadora do Grupo de Trabalho da Assembleia da República do Emprego protegido (na área das deficiências).
Tendo integrado de novo a lista de candidatos a deputados pelo PS, em 2011, tomou posse nesta legislatura (2011-15), tendo estado em 2012-3, integrada a Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública.
Profissionalmente esteve colocada em vários dos Centros de Emprego do Distrito de Santarém.
Eleita Presidente da Câmara Municipal de Tomar em 2013, foi reeleita para novo mandato (2017– 2021) nas eleições que tiveram lugar em 1 de outubro de 2017.

Suplentes

Hélder António Guerra de Sousa Silva

Indicado pelo Conselho da Região - Lisboa e Vale do Tejo

Presidente da Câmara Municipal de Mafra


Nota Biográfica

É atualmente o Presidente da Câmara Municipal de Mafra, Vice-Presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa, Presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil de Lisboa e membro do Comité da Regiões da União Europeia.

Nascido em Mafra, a 21 de julho de 1965, é doutorando em Estudos Estratégicos, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, mestre em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores pelo Instituto Superior Técnico (IST) da Universidade Técnica de Lisboa, pós-graduado em Segurança e Defesa e licenciado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, pelo IST, e em Ciências Militares, ramo de transmissões, pela Academia Militar.

Foi Deputado pelo Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata na Assembleia da República, durante a XII Legislatura, e Vereador da Câmara Municipal de Mafra.

Tem uma vasta experiência profissional enquanto Diretor de Serviços Técnicos do Serviço Nacional de Bombeiros e Proteção Civil, Oficial do Exército, docente universitário, bem como representante nas mais diversas entidades públicas e privadas.

Efetivos

Luis Filipe da Silva Lourenço Matias

Indicado pelo Conselho da Região - Centro

Presidente da Câmara Municipal de Penela


Nota Biográfica

Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, na variante jurídico-económicas

2005-2011: Advogado na Sociedade de Advogados António Arnaut & Associados, com incidência na área do direito administrativo, comercial e societário.

Foi Vereador e Vice-Presidente da Câmara Municipal de Penela entre outubro de 2009 e outubro de 2013.

Desde outubro 2013 que exerce as funções de Presidente da Câmara Municipal de Penela.

Diretor da Agência de Desenvolvimento das Aldeias do Xisto.

Presidente da Associação de Desenvolvimento Local Terras de Sicó.

Presidente da Direcção da Agência para o Desenvolvimento dos Castelos e Muralhas do Mondego.

Coordenador do Programa de Valorização Económica dos Recursos Endógenos - PROVERE Villa Sicó (Romanização).

Coordenação da Estratégia de Eficiência Colectiva INature (Áreas Naturais Protegidas e Classificadas na Região Centro).

Membro da Comissão Instaladora e do Conselho de Administração da APIN- Empresa Intermunicipal de Ambiente do Pinhal Interior, E.I.M., S.A.

Coordenador do Programa Smart Rural Living Lab (Membro da Enoll - European Network of Living Labs).

ERMIS (INTERREG IVC).

Membro do Conselho de Administração da Sicó Formação – Sociedade de Ensino Profissional, SA.

Suplentes

Rui Manuel Leal Marqueiro

Indicado pelo Conselho da Região - Centro

Presidente da Câmara Municipal da Mealhada


Nota Biográfica

Iniciou a sua formação escolar nas Irmãs Doroteias, em Serralves, em 1957. Em 1958 ingressou na Escola Primária de Antes, do concelho de Mealhada. Em 1962 concluiu a instrução primária e a admissão ao liceu. No final de 1962 ingressou no colégio nacional de Anadia onde concluiu o 5º ano do liceu. Em 1968/69 ingressou no liceu D. Manuel II, no Porto, onde concluiu o 7º ano do liceu. Em 1970 ingressou na faculdade de economia da universidade do Porto, onde concluiu a sua licenciatura em economia. Em 1976 ingressou na Fabrica de Malhas Tentativa, onde trabalhou na aplicação do POC à empresa. Em janeiro de 1978 ingressou na empresa Domingos Machado e Cª Lda – Famalicão – onde foi diretor financeiro. Em outubro de 1978 ingressou na empresa Alves Barbosa Automóveis, Lda, na Malaposta, município de Anadia, como diretor financeiro. Em 1985 trabalhou em acumulação com a empresa Alves Barbosa na empresa Sistematic, em Coimbra, como diretor financeiro. 

Cargos Políticos 

Em 1979 aceitou ser candidato independente pelo partido socialista à Assembleia Municipal de Mealhada, onde foi eleito presidente da mesa. Em 1981 aderiu ao partido socialista. Em 1982 foi eleito presidente da Assembleia Municipal da Mealhada. Em 1985 foi eleito membro da Assembleia Municipal da Mealhada e da Assembleia de Freguesia da Antes. Em 1989 foi eleito presidente da Câmara Municipal de Mealhada onde foi reeleito em 1993 e1997.Em 1999 é eleito deputado à Assembleia da República tendo acabado o mandato em abril de2001 por dissolução da Assembleia. Em junho 2001 é nomeado vice-presidente do Centro Estudos e Formação Autárquica. Em 2009 é nomeado presidente do Centro Estudos e Formação Autárquica. Em 2013 é eleito eleito presidente da Câmara Municipal de Mealhada. Faz parte do conselho executivo da CIM-RC, pelo exercício das suas funções de presidente da Câmara Municipal de Mealhada.

Luis António Alves da Encarnação

Indicado pelo Conselho da Região - Algarve

Presidente da Câmara Municipal de Lagoa


Nota Biográfica

É Licenciado em Gestão de Recursos Humanos e Mestre em Gestão Empresarial. Exerceu a profissão de Gerente Bancário.

Foi Secretário da Mesa da Assembleia Municipal de Lagoa e membro da Assembleia de Freguesia do Parchal no mandato 1998-2001 e Presidente da Junta de Freguesia do Parchal no mandato 2002-2005.

Foi Presidente da Assembleia de Freguesia de Lagoa e Presidente do Grupo Municipal do Partido Socialista na Assembleia Municipal de Lagoa.

Foi ainda Presidente da Direção da S.R.B. U. Parchalense entre1993 e 2001, é desempenhado o cargo de Presidente da Assembleia Geral, desde essa data até 2013.

Efetivos

José Manuel Pereira Ribeiro

Indicado pelo Conselho da Região - Norte

Presidente da Câmara Municipal de Valongo


Nota Biográfica

Tomou posse como presidente da Câmara Municipal de Valongo a 11 de outubro de 2017, ficando responsável pelos pelouros da Proteção Civil, Planeamento Estratégico e Captação de Investimento, Inovação, Internacionalização, Finanças Municipais, Gabinete Jurídico, Ambiente, Cidadania e Saúde.

Tomou posse pela primeira vez como presidente da Câmara Municipal de Valongo a 17 de outubro de 2013, tendo no seu primeiro mandato ficado responsável pelos pelouros das Finanças, do Planeamento, do Desenvolvimento Económico, do Plano Diretor Municipal, dos Grandes Investimentos, da Cultura, do Turismo, do Ambiente e do Gabinete Jurídico, bem como Presidente da Proteção Civil Municipal.

É auditor de Defesa Nacional, membro efetivo do Conselho Geral da Associação Nacional de Municípios Portugueses, administrador não executivo da LIPOR – Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto, Presidente da Rede de Autarquias Participativas, membro efetivo do Plenário do Conselho Económico e Social, membro do Conselho Social da Faculdade de Ciências da Economia e da Empresa da Universidade Lusíada Norte e Presidente do Conselho Executivo da Associação de Municípios Parque das Serras.

Licenciou-se em Relações Internacionais, enquanto trabalhador estudante, e tem um MBA em Gestão de Empresas com especialização em Marketing pela Universidade Católica do Porto. Pertence aos quadros seniores da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) desde 1999.

Em 2008, foi bolseiro do Programa German Marshall Fund Memorial Fellowship, nos Estados Unidos da América.

Possui uma diversificada experiência profissional tanto no sector público como no privado, quer a nível nacional quer a nível internacional, tendo sido Diretor Comercial da Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confeção, entre 2004 e 2006, Presidente e Diretor Geral do Instituto do Consumidor atual Direção Geral do Consumidor entre 2007 e 2009, bem como Professor Convidado no IPAM (Instituto Português de Administração de Marketing) entre 2009 e 2011.

Entre outros cargos foi membro dos Conselhos Consultivos das Entidades Reguladoras da Comunicação Social (ERC), dos Serviços Energéticos (ERSE), das Águas e Resíduos (ERSAR), do Instituto de Seguros de Portugal (ISP), bem como membro dos órgãos de diversos Centros de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo, bem como representante português na rede europeia de proteção dos consumidores.

Foi candidato do Partido Socialista à presidência da Câmara Municipal de Valongo em 2001, e de 2005 a 2013, foi Deputado na Assembleia Municipal de Valongo e na Assembleia Metropolitana do Porto onde desempenhou as funções de porta-voz.

Foi Deputado à Assembleia da República nas X (2006-2007)) e XI Legislaturas (2009-2011), e Vereador sem Pelouros na Câmara Municipal de Valongo entre 1998 e 2005.

Foi agente recenseador na Freguesia de Valongo nos Censos 1991 e sempre trabalhou em part-time em diversas ocupações, como na ourivesaria, no artesanato, na pesquisa mineira, em campos de trabalho voluntário no País de Gales e na Holanda, entre outras atividades que muito o apoiaram nos seus estudos.

 É sócio de diversas coletividades no Concelho de Valongo, tais como a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Valongo, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde, o Centro Social de Ermesinde, a Associação Académica e Cultural de Ermesinde, o Núcleo Cultural e Recreativo de Valongo, a Associação Cultural e Recreativa Vallis Longus, o Grupo Dramático e Musical de Campo, a Associação Desportiva de Valongo, entre outras.

Suplentes

Manuel João Sampaio Tibo

Indicado pelo Conselho da Região - Norte

Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro


Nota Biográfica

Frequentou a Escola Martins Capela em Terras de Bouro, tendo ingressado no Instituto Politécnico de Castelo Branco em 1998, onde frequentou o 1º ano do Curso Técnico Superior Profissional em Redes e Sistemas Informáticos.

Iniciou a sua actividade profissional em 1999 no Ministério da Saúde na carreira administrativa.

Fundou a Associação Rio Homem de cariz cultural, desportiva e recreativa no ano de 2002, onde foi presidente da Direcção.

No ano de 2014 e em resultado das eleições  para os órgãos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro, assumiu o cargo de Presidente da Direcção, que ainda mantem.

A Associação Humanitária de Bombeiros, graças à sua abnegada e profícua liderança, tem vindo a crescer em toda a sua estrutura organizativa e patrimonial, sendo considerada uma Instituição de referência.

Desde 20 de outubro 2017 é Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro em resultado da candidatura que liderou nas listas  pelo PSD.

 Integra os órgãos sociais do Turismo do Porto e Norte de Portugal como membro cooptado na Comissão Executiva.

Efetivos

Cármen Sofia Murilhas Cardoso de Lima e Sousa

Indicada pela CPADA - Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente


Nota Biográfica

É coordenadora do Centro de Informação de Resíduos da Quercus, fundadora e Coordenadora do SOS AMIANTO – Grupo de Apoio às Vítimas de Amianto. É membro do Grupo do Observatório dos CIRVER. Responsável criativa e coordenadora do projeto para o desenvolvimento da aplicação informática wasteapp, que ensina a separar os resíduos (www.wasteapp.pt). Acompanha as temáticas dos Resíduos, Economia Circular e Amianto.
Responsável pelos conteúdos da rubrica da Quercus na revista “O Instalador” e da rubrica da Quercus “Folha Verde” no jornal da FENPROF. Membro da Comissão de Revisão do Plano Estratégico de Resíduos Urbanos (PERSU 2020+), PNGR, PERSU e PERNU. É igualmente membro da Comissão Técnica do Amianto, sob coordenação da APA – Agência Portuguesa do Ambiente e membro da Comissão do Amianto do IPQ com o objetivo de criar normalização para a identificação e remoção do amianto.
É licenciada em Engenharia do Ambiente, possui os cursos de Pós-Graduação em Gestão Ambiental e em Construção Sustentável, e Mestrado em Planeamento e Construção Sustentável. É doutorando em Engenharia do Ambiente, no Instituto Superior Técnico, trabalhando no tema “Modelo integrado de hierarquização de prioridades na gestão do risco do amianto nos edifícios existentes”, sob orientação do Professor Doutor Manuel Duarte Pinheiro e do Professor Doutor Jorge Cruz.
Participou na Audição para a elaboração do “Parecer para eliminar o amianto na Europa”, enquanto especialista convidada, publicado pelo Comité Económico e Social Europeu. Organizou Ações de Sensibilização sobre Amianto em Lisboa, Porto e Cidade da Praia – Cabo Verde. Tem participado como oradora e moderadora em diversas conferências, seminários e audições em Portugal, Brasil, Polónia, Bélgica e EUA. Tem participado em diversas entrevistas para jornais, rádios e programas de televisão, tendo sido responsável pela apresentação da rubrica “Querido Ambiente” do programa “Queridas Manhãs” da SIC.
É autora do livro “Não há Planeta B: dicas e truques para um Ambiente Sustentável”.


Suplentes

José Manuel Caetano

Indicado pela CPADA - Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente


Nota Biográfica

Empresário e gestor, fundou, em 1987, a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, sendo Membro Honorário. Da atividade associativa, destaca-se a organização de eventos mobilizadores da sociedade civil do cicloturismo e mobilidade sustentável.
Na Presidência Aberta pelo Ambiente do Presidente da República Mário Soares (Sintra, 1994), coordenou a ação dedicada à bicicleta, com a participação de mais de 2500 utilizadores, incluindo o próprio Presidente.
Orador em dezenas de conferências e eventos, tendo coordenado ações no âmbito do Dia Europeu Sem Carros e da Semana Europeia da Mobilidade.
Na área do ambiente, promoveu o Encontro Nacional das Associações de Defesa do Ambiente, o Prémio Nacional de Ambiente Fernando Pereira, as Cimeiras Ecologistas Ibéricas, a Conferência Os Desafios Estratégicos para o Turismo Sustentável e o Encontro Nacional de Jovens para o Ambiente, ambos no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia.
Preside à Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente (que cofundou em 1987), Membro Associado do GEOTA, da QUERCUS, da European Cyclist’s Federation, da Alliance Internationale de Tourisme, da Union Européenne de Cyclotourisme, da Coordinadora Ibérica en Defensa de la Bici, da Confederação Portuguesa de Prevenção do Tabagismo e do Núcleo Cicloturista de Sesimbra (ambos de que é sócio fundador) e da Associação de Residentes de Telheiras.
Foi, em 2012, nomeado pelo Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações para a Unidade de Missão para elaborar a Carta de Mobilidade Ligeira.
Representa o Movimento Ambientalista no CES e no ICFN.
Galardoado com o “Prémio Nacional da Mobilidade em Bicicleta” em 2018 pela dedicação à evolução da bicicleta em Portugal e com o “Prémio Quercus 2018”, pelo trabalho meritório realizado na área do Ambiente.
Medalha de Mérito – Grau Ouro da cidade de Faro em 2019, por ser dinamizador da sociedade civil nas temáticas do cicloturismo e da mobilidade sustentável e pelo seu percurso assinalável do ponto de vista ambiental e cívico.

Efetivos

Luis Sieuve de Lima da Silveira Rodrigues

Indicado pela DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor


Nota Biográfica

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa
É advogado. Vice-Presidente da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor - DECO. Membro do Executivo do BEUC, a organização europeia das associações de consumidores. Representante das Associações de Consumidores Portuguesas junto do European Consumers Consultative Group (ECCG). Representante da DECO no Conselho Nacional de Consumo. Juiz Arbitro no Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Seguros (CIMPAS). Presidente da Associação HighScope Portugal. Diretor da RAIZ International Active Learning School. Formador. Diretor do Vitamina P, Psicologia Saúde e Bem-Estar.
Publicou em coautoria com Manuel. Ataíde Ferreira o livro “Cláusulas Contratuais Gerais – Anotações ao Diploma”, DECO 2011. Publicou igualmente o livro “Walkabout – Sara e Jeremias na Austrália” Chiado Editora 2016. Foi co-coordenador dos dois volumes publicados em Homenagem a Manuel Cabeçadas Ataíde Ferreira, DECO 2016.


Suplentes

Paulo André Fonseca

Indicado pela DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor



Efetivos

Eleutério Manuel Alves

Indicado pela Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS)


Nota Biográfica

Licenciatura em Ciências Empresariais

Especialização em Gestão de Recursos Humanos

– Professor da Escola Preparatória Augusto Moreno em Bragança,

– Professor do Seminário Maior de S. José em Bragança,

– Professor do Instituto Superior de Línguas e Administração de Bragança

-  Vogal da Comissão Instaladora da Administração Regional de Saúde de Bragança

– Técnico Superior Principal, da Administração Regional de Saúde  de Bragança   

-  Responsável pela instalação e coordenação da Delegação de Bragança da Secretaria de Estado da Emigração e das Comunidades Portuguesas

-  Chefe de Divisãde Equipamento, da Câmara Municipal de Bragança

– Diretor do Departamento Social e Cultural da Câmara Municipal de Bragança

-  Deputado eleito à Assembleia Constituinte

 – Deputado eleito à Assembleia da República nas I, II e III Legislaturas

-  Deputado honorário da Assembleia da República

Atualmente

Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Bragança

Vice-Presidente da Direcção Nacional da CNIS (Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade)

Membro do Conselho de Gestão do FRSS (Fundo de Reestruturação do Sector Solidário)

Membro da Comissão Executiva das Linhas de Crédito de Apoio à Economia Social

Vogal da Direcção da CASES (Cooperativa António Sérgio para a Economia Social)

Vice-Presidente da CPES (Confederação Portuguesa para a Economia Social)


Suplentes

José Manuel Gâmboa Pestana Boavida

Indicado pela APDP - Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal

Presidente da APDP


Nota Biográfica

Especialista em Endocrinologia.
Foi assistente de endocrinologia no Instituto Português de Oncologia, de 1988 a 2008, onde implementou a 1ª consulta de diabetes para doentes com cancro.
Integrou o corpo clínico da Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP) em 1983 e foi Diretor Clínico de 2002 a 2008.
Presidiu ao Diabetes Education Study Group (DESG) e integrou o Grupo de Trabalho da
Campanha Internacional da UNite for Diabetes para a Resolução das Nações Unidas sobre a Diabetes.
Foi Presidente da Sociedade Portuguesa de Diabetologia de 2008 a 2011.
Foi Diretor do Programa Nacional para a Diabetes do Ministério da Saúde de 2007 a 2016.
É membro do Board Europeu da International Diabetes Federation (IDF).
É Presidente da Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal e conselheiro eleito pela Assembleia da República para o Conselho Nacional de Saúde.

Efetivos

Maria Teresa Paulo Sampaio da Costa Macedo

Indicada pela CNAF - Confederação Nacional das Associações de Família


Nota Biográfica

Presidente da CNAF - Confederação Nacional das Associações de Família, é uma das primeiras promotoras de uma política de Família em Portugal. Com elevadas responsabilidades de âmbito internacional, foi, entre muitos outros cargos, Secretária de Estado da Família dos VI, VII e VIII Governos Constitucionais  e é Consultora Pontifícia para Assuntos da Família (Vaticano) desde Sua Santidade João Paulo II.

Suplentes

João Pedro Galhofo

Indicado  pela CNAF - Confederação Nacional das Associações de Família 


Nota Biográfica:

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa; Mestrando em Direito e Prática Jurídica na especialidade de Economia e Políticas Públicas pela Faculdade de Direito de Lisboa; Advogado estagiário de 2ª fase, a preparar Agregação à Ordem dos Advogados.

Funções Académicas: Assistente de Teoria Geral do Direito Civil na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor António Pinto Monteiro); Assistente de Economia Política na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Luís Vaz da Silva); Assistente de Moot Court na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Eduardo Vera- Cruz Pinto); Secretário da Comissão de Avaliação Interna da FDUL (Presidente Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa); Membro efetivo à Assembleia da Faculdade de Direito de Lisboa (Presidente Prof. Doutor Eduardo Paz Ferreira); Quadro de Gratidão FDUL pelo resultado da Avaliação A3ES (Diretor Prof. Doutor Jorge Duarte Pinheiro).

Experiência Associativa: Membro do Conselho Consultivo da Juventude da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto; Presidente do Conselho de Juventude CNAF- Confederação Nacional de Associações de Família; Secretário -executivo do Conselho Consultivo CNAF- Confederação Nacional de Associações de Família; Conselheiro Municipal da Educação do Município de Odivelas; Conselheiro Municipal da Juventude do Município de Odivelas, Presidente do Conselho Fiscal AAFDL- Associação Académica Faculdade de Direito de Lisboa.

Efetivos

António Augusto Fontainhas Fernandes

Indicado pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas


Professor da UTAD

Suplentes

Maria de Lurdes Reis Rodrigues

Indicada pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas


Nota Biográfica

É Reitora do ISCTE– Instituto Universitário de Lisboa, desde março de 2018.

É investigadora no CIES-ISCTE (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia) desde 1986, onde, entre outros cargos, integrou a Direção (1989-96) e foi Presidente do Conselho Científico (2004-2005).

Fez o doutoramento em Sociologia, no ISCTE– Instituto Universitário de Lisboa, em 1996, onde é Professora Associada (com agregação) do Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas.

Presidiu ao Observatório das Ciências e das Tecnologias do Ministério da Ciência e da Tecnologia, entre 1996 e 2003.

Foi Ministra da Educação no XVII Governo Constitucional, entre 2005 e 2009.

Foi Presidente do Conselho de Administração da FLAD - Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, entre 2010 e 2013.

É autora de diversos trabalhos publicados, com especial destaque nas áreas de Sociologia das Profissões, Sociedade da Informação e das Políticas Públicas.

Efetivos

Luis Alexandre Aparício do Vale

Indicado pela ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários


Nota Biográfica

Integra a Direção Nacional da ANJE desde Junho de 2019.

CEO da ValeConsultores, empresa focada na melhoria e desenvolvimento da área social, com o propósito de apoiar Instituições, Autarquias e Empresas Públicas e Privadas a desenvolverem estratégias que produzissem impactos significativos no funcionamento das suas estruturas, na prestação de serviços aos seus clientes e na melhoria da sua competitividade.

Psicólogo na Instituição Portas prá Vida.

Foi Diretor Técnico da IPSS Portas prá Vida.

Foi Assessor da Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação.

Foi Adjunto da Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, onde lhe coube o planeamento e implementação da Estratégia Nacional para a Deficiência em vigor.

Licenciado em Psicologia pela Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto, efetuou também o Curso Geral de Gestão na EGP- Porto Business School.

Suplentes

José Firmino Brunhoso Cordeiro

Indicado pela Associação dos Jovens Agricultores de Portugal (AJAP)


Nota Biográfica

Licenciado em Engenharia Agrícola pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e Mestre em Economia Agrária e Sociologia Rural pelo Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa.

Presidente Honorário da Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, Foi Vice-Presidente do CEJA - Conselho Europeu de Jovens Agricultores entre 2001 e 2003 e membro de vários Comités de Representação de vários setores Agrícolas na Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural da Comissão Europeia.

Diretor-Geral da AJAP - Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, tendo sido Presidente da Direção entre 2000 e 2012.

Empresário Agrícola, desde 1991, nas áreas de olival e amendoal em Trás-os-Montes bem como em ovinos de leite na Beira Interior, é ainda sócio de uma empresa associada ao ramo agrícola em Moçambique.

Desde longa data dirigente associativo, em várias associações de carater local e regional, foi diretor da CAN- Câmara de Agricultura do Norte, sendo ainda um dos fundadores e atual Presidente da Globalcoop - Cooperativa Agrícola Transnacional.

Efetivos

Laura Maria Tarrafa Pereira da Silva

Indicada pela CNA - Confederação Nacional da Agricultura Portuguesa


Nota Biográfica

Nascida na vila da Póvoa de Lanhoso, estudou na Escola Secundária do concelho, tendo desempenhado funções na Associação de Estudantes, como Presidente e Vice da Direcção, em 2007 e 2008, respectivamente.
Engenheira do Ambiente de profissão, pela Universidade de Coimbra, foi distinguida pelo trabalho final sobre a avaliação da qualidade do ar interior com o 2.º Prémio do Concurso Uma onda Efs na formação da UC – Campus Sustentável, posteriormente publicado na revista científica Sustainable Cities and Society com o artigo Análise da qualidade do ambiente interior num centro de incubação de empresas (2016). É também detentora do título de Técnica Superior de Segurança e Saúde no Trabalho (SST) e do Certificado de Competências Pedagógicas (CCP).
Exerce funções como Engenheira do Ambiente no Departamento Técnico da CNA - Confederação Nacional da Agricultura, na execução de projetos no âmbito do PDR 2020 e na Rede Rural Nacional. Participou na Comissão de Acompanhamento da alteração ao PNPOT (2017), participou no Grupo de trabalho do sector da agricultura para definição da ENAAC 2020 e é conselheira no Conselho Nacional de Desenvolvimento e Ambiente Sustentável (CNADS).
A nível internacional participou na Escuela de Accion Campesina organizada pela Plataforma Rural espanhola e frequentou o curso da FAO/UN Training of Trainers on Farmer organizations performance, equity, governance and negotiation, em Córdoba (Espanha) e leccionou-o em Portugal (Janeiro 2020). Em Dezembro passado integrou a delegação da Via Campesina Internacional na COP 25 (Madrid).
É Presidente da Direcção da Associação das Mulheres Agricultoras e Rurais Portuguesas, integra a Direcção Nacional da CNA e o seu órgão executivo.

Suplentes

Pedro Jorge Mendes dos Santos

Indicado pela CNA - Confederação Nacional da Agricultura Portuguesa


Membro da Direção Nacional da Confederação Nacional de Agricultores (CNA).

Engenheiro Agro-Pecuário


Efetivos

Ana Maria Rodrigues Ribeiro

Indicada pela Associação Nacional das Empresárias - ANE


Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Nacional das Empresárias.

Suplentes

Ana Isabel Martins da Conceição

Indicada pela Associação Nacional das Empresárias - ANE


Nota Biográfica

Licenciada em Direito na Universidade Lusíada do Porto, em 1994.

Advogada Inscrita na Ordem dos Advogados desde 1997.Formadora na área da Legislação Laboral.

Pós-Graduação em Direito do Trabalho, na Universidade Moderna, em 2000.

Curso de Formação de Formadores, em 2002.

Curso de Formação de Formadores em Igualdade de Género, em 2004.

Membro do Grupo de Trabalho para a Renovação da Contratação Colectiva promovida pela Associação dos Comerciantes do Porto, entre 2004 e 2005.

Pós-Graduação em Direito do Trabalho e de Processo de Trabalho, na Universidade Católica – Centro Regional do Porto, em 2009.

Presidente da Associação Nacional das Empresárias, desde 2009.

Conselheira do Conselho Económico e Social, desde 2009.

Conselheira do Conselho Superior da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, desde 2009.

Membro da Jutra – Associação Luso-Brasileira de Juristas do Trabalho.

Efetivos

Ana Sofia Fernandes

Indicada pela Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PpDM)


Nota Biográfica

Desde maio de 2015 é Secretária Geral da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PpDM), ONG que congrega 25 organizações de direitos das mulheres e promotoras da igualdade entre mulheres e homens. É, igualmente, desde junho de 2016, membro do Conselho de Administração do Lobby Europeu das Mulheres, a maior plataforma europeia de organizações de defesa e promoção dos Direitos Humanos das Mulheres, e cujas atividades em Portugal são coordenadas pela PpDM.

Entre 2010 e 2015 trabalhou no Instituto Europeu para a Igualdade de Género, Agência da União Europeia (UE) sediada em Vilnius, Lituânia, e criada para promover o reforço da igualdade de género, nomeadamente a integração do mainstreaming de género em todas as políticas da UE e nas políticas nacionais delas decorrentes. Nesta instituição exerceu funções de Coordenadora de Stakeholders e Chefe de Equipa responsável pelo Centro de Recursos e Documentação.

Entre 2000 e 2010 desempenhou funções em vários domínios da administração pública portuguesa, nomeadamente no gabinete do Alto Comissário para a Imigração e Diálogo Intercultural, no gabinete do ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, no Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu e na Direção Geral da Saúde.

O seu envolvimento na área da igualdade remonta a 2000, quando fundou e foi a primeira presidente da Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens, organização que tem promovido o mainstreaming de género no domínio da juventude em Portugal.

Tem formação de base em Relações Internacionais e Cooperação para o Desenvolvimento e é formadora certificada em igualdade de género, tendo contribuído para numerosas publicações nas áreas do mainstreaming de género, mulheres na tomada de decisão e formação na área da igualdade.

Maria de Fátima Caeiro Queimado Amaral

Indicada pela MDM - Movimento Democrático de Mulheres


Nota biográfica

- Membro da Assembleia de Freguesia de Santa Maria dos Olivais, Lisboa (mandato 1982- 1986)

- Dirigente Sindical do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas - SBSI (mandatos 1988- 1991; 1991-1994)

- Deputada e presidente da Comissão para a Paridade, Igualdade de Oportunidades e Família e membro da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia da República (VIII Legislatura)

- Membro do Conselho Consultivo da CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género de 2010-2014

- Membro do Conselho Municipal para a Igualdade de Lisboa (2015-2017)

- Membro da Direcção Nacional e Conselho Nacional do MDM – desde 2005

- Representante do MDM no Conselho Consultivo do Museu do Aljube Resistência e Liberdade – MARL

- Representante do MDM na Plataforma Lisboa em Defesa do SNS

Maria Armanda da Silva Pinto Teixeira

Indicada pelo Graal-associação Social e Cultural


Nota Biográfica

Habilitações literárias (curso geral do comércio e Novas Oportunidades equivalência a 12º.Ano). Habilitações Profissionais: Administrativa e Técnica de Contabilidade. Área de trabalho profissional: Iniciativa privada. Exercício de Voluntariado em diversas estruturas de ação Cívica, Associativa e Apostólica, ao longo do meu percurso de Vida.

Suplentes

Alexandra Sofia de Moura Teixeira da Silva

Indicada pela Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PpDM)


Ativista e investigadora na área dos direitos humanos das mulheres e da igualdade de género e formadora em igualdade entre mulheres e homens. Licenciada em sociologia e mestranda em estudos sobre as mulheres. Foi co-fundadora e dirigente da Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens bem como da EOS – Associação de Estudos, Cooperação e Desenvolvimento. É atualmente Presidente da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, e Vice-Presidente da EOS. Foi representante no Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e membro do Conselho de Administração do Lobby Europeu das Mulheres (a mais representativa a nível europeu na influência de políticas europeias na área dos Direitos das Mulheres). Elemento de equipas de investigação em projetos europeus, é co-autora de publicações e relatórios de investigação nacionais e europeus – exemplos:

(2005) Impacto em função do género. Avaliação de medidas de política. Lisboa: Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres, Colecção Bem Me Quer, nº 10.

(2005) Guia para o mainstreaming de género na actividade profissional e na vida familiar. Lisboa: Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres, Colecção Bem Me Quer, nº 14.

(2008) Referencial de formação em Igualdade de Género para consultores/as e auditores/as. Lisboa: CITE.

(2008) Solucionário: um instrumento para a promoção de boas práticas em igualdade de género nas empresas. Lisboa: CITE.

(2008) Guia de auto-avaliação da igualdade de género nas empresas. Lisboa: CITE.

(2013) Mind the Gap. A training programme for law enforcement agencies. Avalilable at: http://www.ipvow.org/images/ipvow/reports/training/Portugal_training_material_police_English.pdf

(2016), Make it Happen – European toolkit on improving needs assessment and victims support in domestic violence related criminal prooceedings. Lisboa: CESIS

(2016), Rotas de empoderamento: Contributos para a avaliação de necessidades e apoio a vítimas de violência em relações de intimidade no sistema penal em Portugal. Lisboa: CESIS.

Ana Paula Proença Borges 

Indicada pelo MDM-Movimento Democrático de Mulheres


Nota Biográfica

Gestora de Equipamentos Culturais, é licenciada em Estudos Portugueses com uma especialização em Cultura Portuguesa, mestranda em Movimentos Sociais. Foi membro do Conselho de Administração da SintraQuorum E.M. entre 2002 e 2006. Foi Vereadora da Câmara Municipal de Sintra em regime de substituição no mandato de 1997/2001, e Vogal do Conselho de Administração da Fundação CulturSintra. Foi membro do Senado da Universidade Nova de Lisboa, enquanto estudante foi ainda membro da Direcção da Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Presidente da sua Assembleia Geral, membro da sua Assembleia de Representantes e do seu Conselho Directivo. Fez parte da Associação de Estudantes da Escola Secundária Ferreira Dias. É membro do conselho Nacional do Movimento Democrático de Mulheres.

Ana Maria Parada da Costa

Indicada pelo Graal-associação Social e Cultural


Nota Biográfica

Membro do Graal desde 2006.
Licenciada em História pela Universidade de Coimbra e com Mestrado em Ciências Políticas pela Università Degli Studi di Siena.
Trabalhou na Banca, em Empresas e em ONG.
É Formadora em Igualdade de Género e Cidadania.
É membro do Conselho Consultivo da CIG.

Efetivos

Lina Paula David Coelho

Indicada pela CIG


Nota Biográfica

Professora Auxiliar na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Doutorou-se em Economia, na especialidade de Estruturas Sociais da Economia, com uma tese intitulada Mulheres, Família e Desigualdades em Portugal.

Vice-Diretora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES), no qual é investigadora desde 1995. Os seus interesses de investigação centram-se em temas de economia feminista, economia da família, economia da desigualdade e economia portuguesa. Tem-se dedicado, em particular, à análise das desigualdades entre homens e mulheres, na família e no mercado de trabalho, em Portugal.

Diretora-Adjunta da Redação da Revista Crítica de Ciências Sociais, a cujo Conselho de Redação pertence desde 2015. Integra também o Conselho de Redação da revista ex æquo - Revista da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres.

Membro da equipa de direção da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres (APEM), associação que faz parte do Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG).

Tem colaborado como perita em igualdade de género com mecanismos oficiais para a Igualdade e agências e organizações não governamentais, nacionais e europeias. Em 2018 fez parte da equipa técnica que coadjuvou a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género na elaboração do relatório geral sobre a implementação de orçamentos com impacto de género em Portugal.

Ao longo dos anos, tem desempenhado múltiplas funções de gestão universitária. Atualmente é membro do Conselho Geral da Universidade de Coimbra e vice-presidente da Assembleia da FEUC.

Foi Vice-Presidente (1999-2003) e Diretora de Serviços de Planeamento e Desenvolvimento da Comissão de Coordenação da Região Centro (1997-1999).

É mãe de um filho e de uma filha, agora adultos.

Suplentes
-
Efetivos

Jorge Manuel Pires da Silva

Indicado pela CNOD - Confederação Nacional dos Organismos de Deficientes


Nota Biográfica

Natural de Lisboa, é reformado da atividade seguradora desde 2013 e tem integrado as várias Direcções Executivas  da CNOD desde 2010, primeiro como Tesoureiro e desde Outubro de 2015 como Vice-Presidente.

Suplentes

José Cabaço dos Reis

Indicado pela CNOD - Confederação Nacional de Organismos de Deficientes 


Nota Biográfica

Natural da Guarda, é presidente da Confederação Nacional de Organismos de Deficientes desde 2010. É também presidente da AMORAMA, uma associação vocacionada para a deficiência profunda.

É o representante da CNOD no Conselho de Opinião da RTP, no Conselho Concultivo da CP para as Pessoas com Necessidades Especiais e no Fórum Europeu da Deficiência.

Efetivos

Norberto Emílio Sequeira Rosa

Indicado pela APB - Associação Portuguesa de Bancos


Nota Bibliográfica

Economista, iniciou a sua carreira profissional como docente nas áreas de economia aplicada, estatística e econometria no Instituto Superior de Economia e Gestão.
Ingressou, em 1980, no Departamento de Estudos Económicos e Estatística do Banco de Portugal, fazendo parte, mais tarde (1995 a 2002), da Direção da Supervisão Bancária com a responsabilidade pela supervisão direta das instituições de crédito e sociedades financeiras em Portugal.
Em 1989, é nomeado Subdiretor-Geral da Direção Geral da Contabilidade Pública, tendo
participado na Reforma da Administração Financeira do Estado.
Entre 1993 a 1995 e 2002 a 2004 exerceu as funções de Secretário de Estado do Orçamento.
No período compreendido entre 2004 e 2013 foi administrador e vice-presidente da
Comissão Executiva da CGD, vice-presidente do BPN, após a nacionalização e até a sua privatização, presidente do Conselho Diretivo da CGA, administrador não executivo da SIBS e da ZON e representante da CGD na Associação Portuguesa de Bancos.
Foi Consultor do Conselho de Administração do Banco de Portugal e Administrador
Delegado da Sociedade Gestora de Fundos de Pensões do Banco de Portugal entre 2013 e 2018.
Desempenha as funções de Secretário-geral da Associação Portuguesa de Bancos desde 1 de janeiro de 2019.
É presidente da assembleia geral da Alumni Economicas – Associação dos Antigos Alunos do ISEG e presidente do Conselho Fiscal da Casa do Açores de Lisboa.
A nível internacional representou o Banco de Portugal no Grupo sobre as Perspetivas
Económicas da OCDE, no Grupo de Contacto dos Supervisores Bancários dos países do Espaço Económico Europeu e na Ethics Framework Task Force do European System of Central Banks, participou no grupo de trabalho sobre Procedimento de Défices Excessivos e Dívida Pública em representação do Ministério das Finanças e foi membro
do Conselho do European Savings Banks Group e do World Savings Banks Institute, em
nome da CGD.
Publicou, em 2014, o livro "Vamos Pagar a Nossa Dívida Pública? O Que Devemos
Fazer?" Da Editora Bnomics, com prefácio de Vítor Bento.

Suplentes

Carlos António Torroaes Albuquerque 

Indicado pela APB - Associação Portuguesa de Bancos


Nota Bibliográfica

Licenciado em Organização e Gestão de Empresas pelo ISE UTL com bacharelato em Contabilidade e Administração no ISCAL e Pós-Graduação em Ciência Política e Relações Internacionais na Universidade Católica. Atualmente é administrador executivo na Caixa Geral de Depósitos tendo como principais pelouros a direção de assuntos jurídicos, riscos de crédito, negócio imobiliário e direção de recursos e meios.
Durante o seu percurso profissional passou por diferentes áreas no setor bancário, foi responsável pelo Departamento de Supervisão Prudencial do Banco de Portugal, exerceu funções de Diretor da Divisão de Intermediários Financeiros da CMVM (Comissão de Mercados de Valores Imobiliários), membro alternante do Supervisory Board do Mecanismo Único de Supervisão do Banco Central Europeu (BCE). Esteve cerca de 19 anos no Grupo BCP, passando por diversas áreas - investimentos, retalho, canais digitais e à distância, compliance e gestão de recursos e meios - e administrador da Fundação Millennium BCP e responsável pela gestão operacional da coleção de arte do Millenium BCP.
Ao longo de vários anos e durante períodos diferenciados, foi docente no Instituto Superior de Economia e Gestão da UL (ISEG), no Instituto Superior de Gestão Bancária (ISGB), na Universidade Aberta e na Faculdade de Direito de Lisboa nas áreas de economia, financeira, mercados financeiros e governance e compliance.
Publicou vários livros, sendo o mais recente, em 2018, “Os Bancos Portugueses e o Mecanismo Único de Supervisão (SSM)”, teve diversas publicação de artigos na imprensa especializada no domínio da economia e dos mercados financeiros.


Efetivos

Augusto Máximo Flor

Indicado pela Confederação das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto


Nota Biográfica

Antropólogo e Investigador

Orientador de estágios e membro de júri (convidado) em Psicologia Comunitária e Saúde Mental (ISPA); Comunicação e Cultura (Faculdade Letras de Lisboa) e Economia Social - Pós graduação (ISCSP);

- Dirigente Associativo Voluntário e Benévolo desde 1970;

- Cofundador e dirigente de várias colectividades e associações;

- Comissário Nacional do Ano Europeu do Voluntariado (2011);

- Embaixador para a Ética no Desporto;

- Membro do Conselho Nacional do Desporto (CND);

- Membro do Conselho Nacional da Economia Social (CNES);

- Cofundador da Confederação da Economia Social Portuguesa (CESP).

- Administrador (não executivo) da AMARSUL desde Outubro 2012;


Suplentes

Sérgio Manuel Pratas

Indicado pela Confederação das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto


Nota Biográfica

Licenciado em Direito e Mestre em Administração e Políticas Públicas.

Foi assessor jurídico na Câmara Municipal de Loures, Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos e Direção-Geral da Administração e do Emprego Público.

Foi dirigente na Câmara Municipal de Loures e investigador/Programa Sabáticas no Instituto Nacional de Administração.

Autor de obras nas áreas da transparência do Estado, Direito da Função Pública e Economia Social.

É atualmente Vice-Presidente da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto e Diretor da Revista Análise Associativa.


Efetivos

Anabela Lopes Rodrigues

Indicada pela Associação Solidariedade Imigrante


Nota Biográfica

É uma Artivista na Solidariedade Imigrante, e desempenha o papel de mediadora cultural. É formadora e Coordenadora dos  grupos comunitários que praticam teatro Fórum da rede multiplica do GTO.  Membro do ‘Together’ uma rede europeia do Teatro dos Oprimidos. Ela é descendente de imigrantes, mãe, poeta com  experiência de trabalho comunitário no Bairro da Cova da Moura, Vale de Amoreira, na Adroana, Casal da Mira  e  em Loios. 

Membro da Direção Nacional da Associação Solidariedade Imigrante

Suplentes

Timóteo Rodrigues Macedo

Indicado pela Associação Solidariedade Imigrante


Nota Biográfica

Líder do movimento associativo e professor em Luanda após o 25 de Abril e até Agosto de 1980, Bacharel em engenharia do curso de Eletrotecnia e Máquinas do antigo Instituto Industrial de Luanda.

Trabalhador fabril, membro de Comissão de Trabalhadores e dirigente sindical em Lisboa desde 1981 até 1998.

Dirigente do movimento associativo na área dos direitos humanos e imigração de 1998 até ao presente momento.

Presidente da Direção Nacional da Associação Solidariedade Imigrante

Efetivos

Sílvia Maria Lobo Araújo Renda

Indicada pelo Conselho das Comunidades Portuguesas


Nota Biográfica

Licenciada em Direito pela Universidade de La Trobe, Melbourne, Australia. Mestre em Gestão de Conflitos pela mesma Universidade. Certificação em Mediação e Meios Alternativos de Resolução de Conflitos pelo Instituto de Arbitrators & Mediators.

Actualmente Senior Manager- Strategy and Policy, com o Financial Ombudsman Service Australia (Provedor de Justiça na àrea de serviços financeiros).

CONTRIBUIÇÃO COMUNITÁRIA

Eleita como Conselheira com o Conselho das Comunidades Portuguesas em 2015. Lecionou Português no Centro Português de Cultura de Melbourne e no Victorian School of Languages durante 10 anos. Nos últimos 20 anos exerceu os cargos de Presidente e Vice-Presidente do Centro Português de Cultura de Melbourne e das Comunidades de Língua Portuguesa Inc.

Suplentes

Pedro Rupio

Indicado pelo Conselho das Comunidades Portuguesas


Nota Biográfica

Graduado em Marketing Management, Pedro Rupio é bacharelato em Ciência Política pela Université Saint-Louis, de Bruxelas, e Mestre em Ciência Política pela Université Libre de Bruxelles com um trabalho de fim de estudos intitulado “Quel est l’impact de la structure des opportunités politiques sur la participation électorale des Portugais de Belgique aux élections communales ?”. Trabalha atualmente no departamento de comunicação de uma instituição financeira franco-belga.

Foi eleito Conselheiro das Comunidades Portuguesas pelo círculo eleitoral da Bélgica em 2008 e 2015. Durante o primeiro mandato, foi eleito Vice-Presidente da Comissão do Associativismo e Comunicação Social. No segundo mandato, atualmente a decorrer, foi eleito membro do Conselho Permanente e Presidente do Conselho Regional das Comunidades Portuguesas na Europa no início de 2020.

Desempenhou ainda, entre 2012 e 2018, os cargos de Conselheiro Municipal na Comuna de Saint-Gilles e Conselheiro de Polícia na zona Midi, tendo sido o primeiro português eleito em Bruxelas para tais funções.

Luis Miguel Gubert Morais Leitão

Personalidade de Reconhecido Mérito


Nota Biográfica

É licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa e fez o Programa Avançado de Gestão da Universidade Stanford, na Califórnia.

Exerceu funções de Direção e Administração em empresas privadas do setor financeiro, nomeadamente no Banco BPI, BPI Gestão de Activos, BPI Pensões, BPI Vida, A Social- Companhia Portuguesa de Seguros e Allianz Portugal.

Foi Presidente do Conselho de Administração na empresa pública Empordef – Empresa Portuguesa de Defesa SGPS AS, bem como nas suas participadas OGMA, Edisoft, EID e IDD.

Exerceu, ainda, funções governativas enquanto Secretário de Estado do Tesouro, dos Assuntos Europeus, Adjunto do Vice-Primeiro Ministro e Ministro da Economia.

Adalberto Campos Fernandes

Personalidade de Reconhecido Mérito


Nota Biográfica

É doutorado em Administração da Saúde pela Universidade de Lisboa, mestre em Saúde Pública na especialidade de Administração dos Serviços de Saúde pela Universidade Nova de Lisboa licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. É, ainda, pós-graduado em Gestão pela Universidade Católica Portuguesa.

Foi Ministro da Saúde do XXI Governo Constitucional (2015-2018), sendo hoje Professor Associado convidado da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa e Professor Catedrático convidado da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa. Especialista em Saúde Pública. É, também, presidente da Assembleia Geral do Instituto de Saúde Baseada na Evidência e consultor estratégico na área da Saúde da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Assumiu funções de Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Lisboa Norte, EPE, Hospital de Santa Maria e Hospital Pulido Valente e de Presidente da Comissão Executiva dos SAMS - Prestação Integrada de Cuidados de Saúde. Exerceu, igualmente, as funções de Presidente do Conselho de Administração da HPP Parcerias Saúde, SA Hospital de Cascais.

Detentor das competências de Medicina Farmacêutica e Gestão em Saúde atribuídas pela Ordem dos Médicos e do Diploma do Programa de Alta Direção de Instituições de Saúde (PADIS) da AESE, em Lisboa. Foi coordenador do Programa de Cuidados de Saúde Hospitalares no âmbito do Plano Nacional de Saúde 2011-2016. Integrou o Working Group 1 - Health Services and Public Health - The Gulbenkian Platform - Future for Health. Integrou o Grupo Técnico para a Reforma da Organização Interna dos Hospitais. Coordenador da área transversal “Governação” no âmbito do Plano Nacional de Saúde 2012-2016. Coordenador do Programa de Cuidados de Saúde Hospitalares no âmbito do Plano Nacional de Saúde 2011-2016. Integrou a Direção do Colégio da Competência de Gestão dos Serviços de Saúde da Ordem dos Médicos. Membro do Conselho Consultivo da SEDES - Associação para o Desenvolvimento Económico e Social. Membro da Direção do INODES - Associação de Inovação e Desenvolvimento em Saúde. Membro do Conselho Geral da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar.

Integrou o Conselho de Curadores do Centro Académico de Medicina de Lisboa de que fazem parte a Faculdade de Medicina de Lisboa, o Instituto de Medicina Molecular e o Centro Hospitalar Lisboa Norte, EPE; e foi membro do Conselho de Curadores da Fundação para o Serviço Nacional de Saúde e da Academia Nacional de Medicina de Portugal. Integrou o Conselho Geral da Universidade de Évora. Foi Presidente do Conselho Fiscal do Instituto de Medicina Molecular e integrou o Grupo Técnico para a Reforma da Organização Interna dos Hospitais.

É autor de dezenas de artigos e comunicações. Integra diversas associações científicas nacionais e internacionais.

Efetivos

João Pedro Rocha Videira

Indicado pelo Conselho Nacional de Juventude (CNJ)


Presidente da Direção do CNJ



Suplentes

Alexandre Pinto Rodrigues Galiza Sousa

Indicado pelo Conselho Nacional de Juventude (CNJ) 

Efetivos

Tiago Manuel Rego  

Indicado pela Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ)


Nota Biográfica

É licenciado em Estudos Básicos de Ciências Farmacêuticas pela Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto e estudante de Direito na Faculdade de Direito da Universidade do Porto.

Assumiu funções em várias Instituições, sendo atualmente presidente da Federação Nacional das Associações Juvenis, cargo que acumula com a Presidência da Federação das Associações Juvenis do Distrito de Viana do Castelo. Foi presidente da Direção da Associação de Estudantes e Representante dos Alunos no Conselho Pedagógico na Escola EB 2,3/S de Barroselas, em Viana do Castelo. Enquanto dirigente associativo é membro dos órgãos sociais de várias associações locais que desenvolvem trabalho com relevante impacto na comunidade, nomeadamente o Centro Recreativo e Cultural das Neves (Associação Juvenil com estatuto de Utilidade Pública), no qual é presidente do Clube de Xadrez, e a Associação de Jovens Dadores de Sangue de Viana do Castelo – Sangue Novo, onde coordena programas de educação para a saúde. Paralelamente à participação associativa juvenil, foi ainda líder de uma organização juvenil partidária e é Deputado da Assembleia Municipal de Viana do Castelo. É socorrista voluntário no Centro Humanitário do Alto Minho da Cruz Vermelha Portuguesa.

No plano institucional é representante no Conselho Consultivo da Juventude da Secretaria de Estado da Juventude e Desporto, no Instituto Português do Desporto e Juventude, no Comité de Seleção da Agência Nacional do Erasmus+ Juventude em Ação, no Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e no Conselho Económico e Social, entre outros espaços de participação cívica.

Suplentes

Rui Gonçalo Maia Rego

Indicado pela Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ)


Nota Biográfica

Conselheiro da Direção da Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ)

Investigador Universitário, bolseiro da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).Presentemente desenvolve os seus trabalhos de doutoramento em Ética, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, instituição pela qual é Licenciado e Mestre em Filosofia. Tem-se dedicado ao estudo da racionalidade prática, ética e política, áreas sobre as quais tem publicado em Portugal e no estrangeiro.

É membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa (CFUL-PRAXIS). Integra projetos e equipas multidisciplinares em diversos Centros de Investigação, nomeadamente, no Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa(CLEPUL); na Cátedra Convidada FCT/Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização (CIDH); e no Instituto Europeu Ciências da Cultura Padre Manuel Antunes (IECC-PMA).Preside a Conselhos Fiscais de diversas associações civis e institutos académicos.

Efetivos

Casimiro António da Piedade Menezes

Indicado pela Confederação Nacional MURPI


Nota Biográfica

Médico licenciado em 1969 e inscrito no Colégio da Especialidade de Medicina Interna da Ordem dos Médicos.

Chefe de Serviço de Medicina Interna em 1979 e Diretor do Serviço de Medicina Interna do Hospital Distrital de Portalegre de 1975 a 2005.

Vereador da Câmara Municipal de Portalegre 1982/86.

Participou no projeto europeu (EURODIAB) epidemiológico de incidência da diabetes mellitus tipo 1.

Presidente da Comissão de Ética da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal de 2015/18 e 2018/21.

Medalha Municipal da Câmara Municipal de Portalegre em 2006.

Medalha de mérito da Ordem dos Médicos em 2018.

Presidente da Direção da Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos MURPI desde 2006.

Membro do Movimento de Utentes dos Serviços Públicos.

Membro do Conselho Económico e Social em 2018.

Membro do Conselho Nacional da Saúde 2019/21.


Suplentes

Luis Manuel Jacob Jacinto

Indicado pela RUTIS - Associação Rede de Universidades da Terceira Idade


Nota Biográfica

Doutorado Internacional em “Sociedade do Conhecimento/Ciências da Educação” pela Universidade de Salamanca (Espanha).

Mestre em Politicas de Desenvolvimento de Recursos Humanos pelo ISCTE.

Licenciado em Educação Social pela Escola Superior de Educação de Santarém e Universidade de Vigo (Espanha).

Presidente da RIPE50+ (Rede Mundial de Projectos Educativos para maiores de 50 anos)

Presidente-fundador da RUTIS (Associação Rede de Universidades da Terceira Idade) desde 2005.

Coordenador de vários projectos europeus (Tempus, Erasmus, Grundtvig e AAL)

Professor-adjunto na Escola Superior de Saúde de Bragança, desde 2007.

Docente com o titulo de “Especialista em Gerontologia”, passado pelo Instituto Politécnico de Bragança.

Diretor Técnico de uma IPSS durante 8 anos.

Autor dos livros “Animação de idosos”, “Educação Sénior em Portugal”, “Ideias para um envelhecimento ativo” e “Economia Social e envelhecimento”

Imprimir