Comissão Especializada Permanente de Política Económica e Social


A Comissão Especializada Permanente de Política Económica e Social (CEPES) é composta por quatro representantes do Governo, das Confederações Patronais, das Confederações Sindicais e das autarquias locais, um representante de cada uma das regiões autónomas e um representante de cada um dos demais sectores representados no CES, podendo ainda ser integrada por uma ou duas personalidades de reconhecido mérito.

CEPES é dirigida por um Presidente, coadjuvada por dois Vice-Presidentes a eleger de entre os seus membros, na primeira reunião após a sua composição.

As reuniões da CEPES não têm uma periodicidade fixa, realizando-se por iniciativa do respetivo Presidente ou a pedido fundamentado de um terço dos seus membros em efetividade de funções.

António Manuel Frade Saraiva

Indicado pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP)


Nasceu em novembro de 1953 em Ervidel.

Diretor da Metalúrgica Luso-Italiana desde 1989 e Administrador a partir de 1992, adquiriu a empresa ao Grupo Mello em 1996, sendo atualmente Presidente do Conselho de Administração.

Começou a sua carreira na Lisnave, aos 17 anos.

Completou o Curso da Escola Industrial e frequentou o Instituto Superior Técnico.

Membro da Direção da Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos de Afins de Portugal (AIMMAP), de 2001 a 2003, Vice-Presidente de 2004 a 2006 e Presidente de 2007 a 2009.

Membro da Direção da CIP – Confederação da Indústria Portuguesa de 2004 a 2006 e Vice-Presidente de 2007 a 2009.

Presidente da CIP – Confederação da Indústria Portuguesa de Janeiro de 2010 a Janeiro de 2011, altura em que foi eleito Presidente do Conselho Geral e da Direção da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, organização associativa empresarial de cúpula que resulta da integração das componentes institucionais da AEP e da AIP e das Câmaras de Comércio e Indústria na CIP.

Presidente do Conselho Geral da ELO – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Económico e a Cooperação desde 2014

Vogal do Conselho Estratégico da SOFID – Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento, SA, desde 2014

Membro do Conselho Consultivo da ATEC – Associação de Formação para a Indústria desde 2014

Membro do Conselho de Escola do ISCSP

Membro do Conselho de Curadores do ISCTE

Membro do Conselho Superior da PASC – Plataforma de Associações da Sociedade Civil – Casa da Cidadania

Alberto Heleno do Nascimento Regueira

Indicado pela DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor


Licenciado em Economia pelo ISCEF (agora ISEG).

Entre os cargos públicos que exerceu, foi Director do Gabinete de Planeamento da Secretaria de Estado do Comércio (1970-74), Diretor-Geral do Comércio Externo (1974-77), Secretário de Estado do Turismo (1980) e Secretário de Estado do Planeamento (1981-83).

Presidiu ao Conselho de Administração da COSEC – Companhia de Seguro de Créditos (1979; 1983-93) e ao Conselho de Administração da FINANGESTE (1993-2009).

Foi co-fundador e Presidente do Conselho Coordenador da SEDES (Novembro 1974 – Maio 1977), co-fundador da DECO, de que é atualmente Presidente da Mesa da Assembleia Geral e co-fundador do CIDSENIOR – Movimento para a Cidadania Sénior, de que é atualmente Presidente da Direcção.

Lucinda Manuela de Freitas Dâmaso

Indicada pela UGT - União Geral de Trabalhadores


Presidente da UGT - União Geral de Trabalhadores

Efetivos

Ricardo Manuel de Magalhães Pinheiro Alves

Indicado pelo Governo

Diretor do Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia


Economista.

José Luís de Lemos de Sousa Albuquerque

Indicado pelo Governo


Diretor-Geral do Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social desde Janeiro de 2016, ingressou, em 1995, na carreira técnica superior no então Departamento de Estudos e Planeamento do Ministério do Emprego e da Segurança Social, tendo sido, Chefe da Divisão de Análise e Previsão (1999-2003), Director de Serviços de Indicadores e Prospectiva (2003-2005), Subdirector-Geral (2005-2010) e Diretor-Geral (2010-2012) nos organismos que lhe foram sucedendo.

Representante do Ministério no Conselho Superior de Estatística (2006-2012). Coordenador do Grupo de Trabalho “A Sustentabilidade Financeira do Sistema de Solidariedade e Segurança Social” (2005-2006) e membro da Equipa Técnica do Financiamento no âmbito da Comissão de Regulamentação da Lei de Bases do Sistema de Solidariedade e Segurança Social (2001-2002) e da Comissão de Acompanhamento e Avaliação dos Modelos de Sustentabilidade Financeira da Segurança Social (2003). Presidente (2007-201) da tripartida Comissão de Acompanhamento da evolução da RMMG (salário mínimo nacional), tendo participado no Grupo de Trabalho Permanente Interministerial do Salário Mínimo (1995-1998). Acompanhou os grupos de trabalho no âmbito do PNE - Plano Nacional de Emprego, PNAI - Plano Nacional de Acção para a Inclusão (2001-2008) e foi co-responsável pela elaboração da Estratégia Nacional para a Protecção Social e Inclusão Social (2006-2008 e 2008-2010). Membro da Comissão para o Rendimento Mínimo (1996), e do Grupo de Trabalho com vista à criação de uma prestação extraordinária de combate à pobreza dos idosos - Complemento Solidário para Idosos (2005-2006).

Representante nacional no Comité de Protecção Social da União Europeia, Subgrupo de Indicadores do Comité de Protecção Social, Grupo de Indicadores do Comité do Emprego e Grupo de Alto Nível sobre Questões Demográficas e da Família (2003-2013). Co-coordenador da conferência de alto nível ‘A Europa, a globalização e o futuro da política social’, por ocasião da Presidência Portuguesa da União Europeia (2000), e coordenador da conferência ‘Os Caminhos da Sustentabilidade e a Reforma do Sistema de Pensões’, por ocasião da Presidência Portuguesa da União Europeia (2007). Representante do Ministério na delegação nacional à OCDE em exames bienais (2004-2010).

Licenciatura em Economia em 1993 no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) da Universidade Técnica de Lisboa, foi investigador permanente no Centro de Investigação sobre Economia Portuguesa (CISEP/ISEG) entre 1990 e 1995 e com colaborações específicas até 2004.

José Carlos Azevedo Pereira

Indicado pelo Governo

Diretor-Geral do GPEARI (Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais), Ministério das Finanças.


Nascido a 23 de Setembro de 1969, casado, dois filhos.

Doutorado em Economia no ISEG/ Universidade de Lisboa, Mestre em Economia Internacional no ISEG/UL, e Licenciado em Economia, no ISEG/UL.

Diretor-Geral do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI) do Ministério das Finanças, desde 18 de dezembro de 2017. Tendo exercido, neste Gabinete, o cargo de Subdiretor-Geral (2014-2017), Diretor de Departamento de Análise Económica e Finanças Públicas (2013-2014), Chefe da Divisão de Modelização e Previsão (2008-2013) e Técnico Superior (de 2000-2008).

Elaboração, entre outras, das seguintes tarefas: i) Elaboração do cenário macroeconómico do Orçamento do Estado, do Programa de Estabilidade e Crescimento e das Grandes Opções do Plano; ii) Preparação e participação ativa das reuniões das avaliações Pós-Programa; iii) Coordenação por parte do GPEARI do Boletim Mensal de Economia Portuguesa (publicação mensal conjunta do GPEARI/MF e do GEE/M Economia); iv) Coordenação da publicação diária da Síntese de Indicadores de Conjuntura e da publicação mensal dos Indicadores de Conjuntura, da Nota Económica de Curto-Prazo e Desenvolvimentos Recentes da Economia Portuguesa; v)Acompanhar a evolução da conjuntura económica/ orçamental e financeira nacional e internacional e, de forma regular, elaborar relatórios analíticos de síntese; vi) Responsabilidades no acompanhamento de todas as variáveis macroeconómicas para a determinação do PIB, do lado da Oferta, Procura e Rendimento.

Representante nos grupos de trabalho do CPE (Comité de Política Económica) da CE, designadamente nos grupos de Previsões Macroeconómicas, do LIME, do Output Gap, do Subcomité de Estatísticas e acompanhamento do Grupo do Envelhecimento/ Sustentabilidade das Finanças Públicas. Representante português como delegado principal no Comité de Macro-Economic and Structural Policy Analysis da OCDE (WP1) e do Short-Term Economic Prospects (STEP).

Representante no Conselho Superior de Estatística; na Unidade para Implementação da Nova Lei de Enquadramento Orçamental (UNILEO), no Grupo de Estatísticas das Administrações Públicas (GEAP) e no Conselho de Acompanhamento das Políticas Financeiras das Regiões Autónomas (CAPF)

Professor do 1.º ano do ISLA/ Universidade Europeia (Laureate), de 2009 a 2014. Professor Regente da disciplina de Economia Internacional do 4º ano do Curso de Organização e Gestão de Empresas do Instituto Superior de Novas Profissões, INP, de 1996 a 2004.

Rui Manuel Baptista Fiolhais

Indicado pelo Governo

Presidente do Conselho Diretivo do Instituto de Segurança Social (ISS, IP)


Licenciado em Direito, pela Universidade de Coimbra (1991), é Mestre em Políticas e Gestão de Recursos Humanos, pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (1995).

No âmbito do setor público exerceu funções dirigentes como Gestor do POPH – Programa Operacional Potencial Humano (2007-2012); Vice-Presidente do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social (2005-2007); Chefe do Gabinete do Ministro do Trabalho e da Solidariedade Social (2005); Subdiretor-Geral do Departamento de Estudos, Estatística e Planeamento do Ministério da Segurança Social e do Trabalho – DEEP/MSST (2003-2005); Diretor de Serviços de Estudos do Trabalho e Concertação Social – DEEP (2002-2003); Chefe do Gabinete do Secretário das Obras Públicas (2001-2002); Chefe do Gabinete do Secretário de Estado da Segurança Social (1999-2001); Assessor do Gabinete do Secretário de Estado do Emprego e Formação (1998-1999); e Adjunto do Gabinete da Ministra para a Qualificação e o Emprego (1995-1997).

No âmbito do setor privado exerceu funções de Manager da CH Business Consulting, membro da Comissão Executiva do Grupo CH, diretor da CH Events e diretor do Escritório do Grupo em Lisboa (2012-2016).

Suplentes

Pedro Manuel Francisco da Silva Dias

Indicado pelo Governo


Presidente do Conselho Diretivo da Agência para a Modernização Administrativa, I.P. (AMA), desde abril de 2015.

Iniciou a sua atividade profissional como Consultor na The Boston Consulting Group, onde trabalhou com várias organizações multinacionais nas áreas de Energia, Telecomunicações e Indústria.

Assumiu ao longo do seu percurso profissional vários cargos de gestão e liderança nos setores da Saúde e da Banca. Desempenhou, no Grupo Português de Saúde, as funções de Diretor da Rede de Clínicas Unimed e foi ainda Diretor do Desenvolvimento de Novos Negócios.

Da sua experiência profissional no sector da Banca, destacam-se as suas responsabilidades na área da gestão de processos e eficiência operacional do Millennium bcp, tendo desempenhado o cargo de Diretor da Unidade de Transformação Operativa. Foi ainda, entre 2010 e 2014, o responsável pelas atividades de marketing de clientes particulares do Millennium bcp, assumindo o cargo de Diretor de Marketing de Clientes Particulares.

É nomeado em 2014, pelo Conselho de Ministros, responsável pela Estratégia de Reorganização dos Serviços de Atendimento da Administração Pública, com a gestão do processo de expansão das redes de Lojas e Espaços do Cidadão.

É licenciado em Engenharia Informática e de Computadores pelo Instituto Superior Técnico. Possui ainda o Mestrado em Engenharia Informática, também pelo Instituto Superior Técnico.

Tem o Master in Business Administration (MBA) pelo INSEAD, em Fontainebleau, França.

Conta com várias ações de formação para executivos, nomeadamente um programa de Gestão de Executivos pela Harvard Business School, EUA.

Fernando Miguel Catarino José

indicado pelo Governo


Licenciatura em Direito.

Subdiretor-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho do MTSSS.

Vereador na Câmara Municipal de Setúbal.

Membro do Conselho de Gestão do FCT e FGCT.

Maria Joana de Andrade Ramos

Indicada pelo Governo

Diretora-Geral da Administração e do Emprego Público


Licenciada em Direito pela Universidade Católica Portuguesa e pós-graduada em Estudos Europeus pela mesma Universidade.

Diretora-Geral da Administração e do Emprego Público, desde 1 de julho de 2013, ingressou na Função Pública como técnica superior da Direcção-Geral da Administração Pública, precedendo concurso externo, em 1988, tendo exercido nestas direções-gerais os cargos de Chefe da Divisão de Recrutamento (1995-2002) e Chefe da Divisão de Regimes Laborais e Mobilidade (2007-2011).

Desempenhou funções como Inspetora da Inspeção-Geral dos Serviços de Justiça (2005-2006), tendo sido Chefe do Gabinete do Secretário de Estado da Administração Pública, de 28 de Junho de 2011 a 30 de junho de 2013, e adjunta da Ministra da Educação (Julho de 2004 a Março de 2005) e do Secretário de Estado da Administração Educativa (Abril de 2002 a Julho de 2004).

É Representante de Portugal no Comité de Governação Pública da OCDE e na rede EUPAN (rede de Administrações Públicas da União Europeia); participou em missões da OCDE como perita na área dos recursos humanos na Administração Pública e foi, entre outras funções, vogal da CRESAP, membro do Grupo de trabalho nomeado para preparação da fusão dos serviços sociais de vários ministérios e criação dos Serviços Sociais da Administração Pública, e Representante da Administração na Comissão de Observação e Acompanhamento dos concursos para cargos dirigentes.

É formadora, entre outras, nas áreas de vínculos de emprego público, reorganização de serviços, regime de recrutamento e seleção na Administração Pública e estatuto do pessoal dirigente.

Cursos de formação, entre outras,  na área da gestão e organização, contencioso administrativo, procedimento administrativo, planeamento estratégico e gestão orçamental pública, para além de preparação pedagógica de formadores, FORGEP e CAGEP.

Efetivos

João Fernando Freitas Torres

Indicado pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN)

Membro da Comissão Executiva e do Secretariado do Conselho Nacional da CGTP-IN

José Augusto Tavares Oliveira

Indicado pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional 8 CGTP-IN)

Membro da Comissão Executiva e do Secretariado do Conselho Nacional da CGTP-IN

Suplentes

Ana Isabel Lopes Pires

Indicada pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN)

Membro da Comissão Executiva e do Conselho Nacional da CGTP-IN

Carlos Manuel Alves Trindade

Indicado pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses, Intersindical Nacional (CGTP-IN)

Membro da Comissão Executiva e do Secretariado do Conselho Nacional da CGTP-IN

Efetivos

Lucinda Manuela de Freitas Dâmaso

Indicada pela UGT - União Geral de Trabalhadores


Presidente da UGT - União Geral de Trabalhadores

Ana Paula Mata Bernardo

Indicada pela União Geral de Trabalhadores (UGT)


Secretária-Geral Adjunta da UGT


Suplentes

Sérgio Alexandrino Monteiro do Monte

Indicado pela União Geral de Trabalhadores (UGT)


Habilitações académicas:

Em 1975 Conclusão do 7º ano [Curso Complementar dos liceus (actual 12º Ano)]

Atividade profissional:

1986/2002 – Motorista de Serviços Públicos na Companhia Carris de Ferro de Lisboa, S.A. (em 1996 – Promoção a Técnico de Tráfego e Condução)

Formação profissional:

Frequência do Curso Monográfico de Medicina Preventiva e Saúde Ocupacional

(Instituto de Higiene e Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra) – 1993

Curso de Formação de Formadores em Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho (Instituto de Higiene e Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra) – 1994

Curso de Formação Inicial de Formadores (Centro de Formação Sindical e Aperfeiçoamento Profissional /CEFOSAP)

Outras qualificações:

Vice-presidente da UGT – entre 2009 e 2013

Secretário-geral do SITRA – Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes, desde 2009

Membro do Secretariado Executivo da União Geral de Trabalhadores desde 2013

Membro do Conselho de Gestão do Fundo de Garantia Salarial

Membro do Centro de Relações Laborais

Membro do Conselho de Gestão do Fundo de Compensação do Trabalho

Membro do Conselho de Gestão do Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho

Coordenador do Departamento de Negociação Coletiva da UGT

Membro do Conselho Nacional do Consumo

António Luís  Ferreira Correia

Indicado pela União Geral de Trabalhadores (UGT)


Secretário Geral Adjunto da UGT

Efetivos

Eduardo Manuel Drummond de Oliveira e Sousa

Indicado pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP)


Nasceu a 5 de Maio de 1953

Engenheiro Agrónomo pelo Instituto Superior de Agronomia;

Empresário Agrícola e Florestal no Ribatejo;

Técnico Superior do quadro do Ministério da Agricultura de 1979 a 2013;

Director Agrícola na Estação Zootécnica Nacional entre 1979 e 1983;

Director Executivo da Associação de Regantes e Beneficiários do Vale do Sorraia de 1983 a 2013;

Professor assistente de Agricultura Geral e Máquinas Agrícolas, e Pastagens e Forragens na Escola Superior Agrária de Santarém entre 1981 e 1984;

Director Agrícola da SUCRAL entre 1986 e 1989;

Vice-Presidente da CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal, entre 2005 e 2008;

Fundador da Sociedade Portuguesa de Pastagens e Forragens;

Fundador da APFC – Associação dos Produtores Florestais de Coruche e Limítrofes, sendo actualmente o Presidente da Assembleia Geral;

Vogal do Conselho Nacional da Água entre 1996 e 2007;

Fundador da FeNaReg – Federação Nacional de Regantes de Portugal;

Director Honorário da EIC – Euro-Mediterranean Irrigators Community, com sede em Madrid;

Presidente da Direcção da ANPC – Associação Nacional de Proprietários Rurais, Gestão Cinegética e Biodiversidade e Produtores de Caça, de 1994 a 2014, sendo actualmente Presidente da Assembleia Geral;

Fundador da Associação dos Jovens Agricultores de Coruche, da qual foi Director e Presidente da Mesa da Assembleia Geral;

Foi membro do Conselho Fiscal da ANPROBE – Associação Nacional de Produtores de Beterraba;

Foi membro do Conselho Fiscal da COPSOR – Cooperativa dos Produtores Agrícolas do Vale do Sorraia;

Foi membro da Comissão Nacional Portuguesa de Irrigação e Drenagem

Foi Vice-Presidente do Conselho Consultivo da Água e Ambiente, da CAP;

Foi membro efectivo dos Grupos Consultivos Agrícolas “Arroz” no domínio da Política Agrícola Comum;

Foi vogal do Conselho Nacional da Caça e da Conservação da Fauna;

Foi membro da Comissão Nacional de Homologação de Troféus.

Presidente da Direção da CAP desde 19 de abril de 2017.

Suplentes

Cristina Isabel Jubert de Nagy Morais
Indicado pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP)


É licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa, Pós Graduada em Estudos Europeus pelo Instituto Europeu da Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa e Pós Graduada em Direito do Ambiente pelo Centro de Estudos Judiciários.

É advogada desde o ano de 1992 e desempenha desde 2002 as funções de Chefe do Gabinete da Direção da Confederação dos Agricultores de Portugal.

Recentemente (2015/2016) desempenhou funções de coordenação do Projeto Trasnacional “FAYP – Promover a Agricultura entre os Jovens”, que envolveu uma entidade italiana especialista em questões laborais e sociais, bem como parceiros agrícolas italianos, espanhóis e gregos a par da própria CAP.

Possui um longo percurso profissional ao serviço da Confederação dos Agricultores de Portugal, tendo já colaborado nas seguintes áreas: Política Agrícola Comum, Fiscalidade, Ambiente e Água e Desenvolvimento Rural, mas é a área de trabalho, emprego e social que mais a tem ocupado nos últimos anos, de que se pode destacar a participação assídua na Comissão Permanente de Concertação Social em representação da CAP, no GEOPA – Grupo de Empregadores das Organizações Profissionais Agrícolas da U.E., com sede em Bruxelas e também na Organização Internacional do Trabalho.

Já desempenhou funções de Adjunta do Ministro da Justiça do XIV Governo Constitucional, que terminou em 2002.

 Integra as listas de árbitros a que se refere o artigo 2º do Decreto-Lei nº259/2009, de 25 de setembro, do CES – Conselho Económico e Social, na qualidade de árbitro da parte empregadora desde 2011.

Efetivos

João Manuel Lança Vieira Lopes

Indicado pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)


Presidente da Direção da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Suplentes

José António Castelo Branco Cortez

Indicado pela  Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)


Diretor Executivo da CCP

Efetivos

António Manuel Frade Saraiva

Indicado pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP)


Nasceu em novembro de 1953 em Ervidel.

Diretor da Metalúrgica Luso-Italiana desde 1989 e Administrador a partir de 1992, adquiriu a empresa ao Grupo Mello em 1996, sendo atualmente Presidente do Conselho de Administração.

Começou a sua carreira na Lisnave, aos 17 anos.

Completou o Curso da Escola Industrial e frequentou o Instituto Superior Técnico.

Membro da Direção da Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos de Afins de Portugal (AIMMAP), de 2001 a 2003, Vice-Presidente de 2004 a 2006 e Presidente de 2007 a 2009.

Membro da Direção da CIP – Confederação da Indústria Portuguesa de 2004 a 2006 e Vice-Presidente de 2007 a 2009.

Presidente da CIP – Confederação da Indústria Portuguesa de Janeiro de 2010 a Janeiro de 2011, altura em que foi eleito Presidente do Conselho Geral e da Direção da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, organização associativa empresarial de cúpula que resulta da integração das componentes institucionais da AEP e da AIP e das Câmaras de Comércio e Indústria na CIP.

Presidente do Conselho Geral da ELO – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Económico e a Cooperação desde 2014

Vogal do Conselho Estratégico da SOFID – Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento, SA, desde 2014

Membro do Conselho Consultivo da ATEC – Associação de Formação para a Indústria desde 2014

Membro do Conselho de Escola do ISCSP

Membro do Conselho de Curadores do ISCTE

Membro do Conselho Superior da PASC – Plataforma de Associações da Sociedade Civil – Casa da Cidadania

Suplentes

Gregório da Rocha Novo

Indicado pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP)


  • Licenciatura em Direito.
  • Técnico Especialista na Área Jurídica e Sócio Laboral da CIP (1974-2002).
  • Responsável pela Área Jurídica e Sócio Laboral da CIP desde 2002.
  • Advogado, com especialização na Área do Direito Laboral e Negociação Coletiva.
  • Consultor jurídico de empresas nas vertentes laboral e comercial.
  • Membro de órgãos estatutários de Empresas e Associações.
  • Negociador de convenções coletivas.
  • Mediador na área das relações comerciais.
  • Perito empregador à CIT (OIT) (1981-2000).
  • Árbitro por parte dos Empregadores nos Colégios Arbitrais no âmbito do CES (2006-2014).
  • Conferencista em iniciativas na área jurídica e sócio laboral.
  • Presidente do Centro de Relações Laborais desde setembro de 2016.
  • Vice-Presidente do Conselho Geral da CIP.
Efetivos

Francisco Maria Malheiro Calheiros e Menezes

Indicado pela Confederação do Turismo Português (CTP)


58 anos, casado e com duas filhas, Licenciado em Gestão e Administração de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa.

No seu currículo soma mais de 20 anos de experiência no setor do Turismo, tendo sido inclusivamente condecorado, pelo então Primeiro-ministro António Guterres, com a Medalha de Mérito Turístico e, pelo então Presidente da República Jorge Sampaio, com a Comenda de Mérito Comercial.

O seu percurso é, desde cedo, marcado por uma forte e ativa participação associativa, tendo sido representante de Portugal na ECTAA - Associação Europeia das Associações de Agentes de Viagens e Tour Operadores, entre 1995 e 2008, da qual foi Presidente durante 3 anos.

Enquanto gestor, desempenhou cargos de anta direcção no Grupo Espírito Santo Viagens e na Springwater Capital, accionista de referência de um dos maiores grupos de turismo da Península Ibérica. Springwater Tourism Group. Macrotur, Poligrupo e Sonicel são outras empresas por onde passou.

Desde 2004 que é o Presidente da Assembleia-Geral da APAVT – Associação Portuguesa das Agências de Viagens, cargo que já tinha desempenhado entre 2000 e 2001, dando continuidade ao seu percurso nesta associação da qual foi Vice-presidente em dois mandatos. Integra ainda os Órgãos Sociais da CTP - Confederação do Turismo Português há já alguns anos, tendo assumido a presidência da mesma em Maio de 2012, renovado o mandato em Março de 2015.

A participação associativa não se limita à área do turismo estendendo-se igualmente a outras, integrando por exemplo, a Associação de Antigos Alunos da Universidade Católica Portuguesa, da qual assumiu a presidência entre 2004 e 2013, e o Conselho Leonino do Sporting Clube de Portugal, clube do seu coração, até 2013.

Suplentes

António Alberto da Cunha Abrantes

Indicado pela Confederação do Turismo Português (CTP)


Especialista em turismo e lazer com experiência de 30 anos, em empresas privadas, organismos públicos e associativos do turismo, nas áreas de desenvolvimento de políticas públicas para o turismo; planeamento estratégico turístico; concepção e implementação de planos de acção para destinos turísticos e, ainda, nas áreas de planeamento e controlo de gestão, gestão de fundos comunitários (EU) e formação profissional no turismo. Lecciona em cursos superiores de turismo, nas áreas da economia do turismo, gestão empresarial, política do turismo e legislação turística. Integrou, como Chefe de Gabinete, a equipa governamental que implementou o Plano Nacional de Turismo de 1986-1989. Coordenou a equipa técnica que elaborou a Estratégia de Eficiência Colectiva de Turismo e Património no Vale do Côa. É Secretário-Geral da Confederação do Turismo Português.


Efetivos

Manuel dos Santos Gomes

Indicado pela CONFAGRI  — Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, CCRL


Presidente da Direcção da CONFAGRI.

Rogério Manuel Dias Cação

Indicado pela CONFECOOP — Confederação Cooperativa Portuguesa CCRL


NATURALIDADE

Natural de Peniche

Data de Nascimento 14 de Fevereiro de 1956

FORMAÇÃO ACADÉMICA

Supervisão Pedagógica e Gestão da Formação – Escola Superior de Educação de Lisboa

Antropologia – ISCSP (Parte Curricular do Mestrado)

SITUAÇÃO PROFISSIONAL

Professor especializado aposentado (2013)

CARGOS DESEMPENHADOS ATUALMENTE

Presidente da Direção da Cercipeniche

Vice-presidente da Direção da Federação Nacional das Cooperativas de Solidariedade Social

Presidente da Direção da CONFECOOP - Confederação das Cooperativas Portuguesas

Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa

Membro do Conselho Nacional de Educação

Membro do Conselho Consultivo do Instituto Superior de Serviço Social da Universidade Lusíada

Membro do CNES – Conselho Nacional para a Economia Social

Membro do Fórum para a Integração Profissional de Pessoas com Deficiência

Membro do Conselho Consultivo do Centro Hospitalar do Oeste

OUTRAS NOTAS

Membro convidado da Agência Europeia para a Educação Especial na área de transição para a vida adulta para alunos com necessidades educativas especiais - 2005

Formador nos domínios da ética e deontologia em intervenção social

Co -autor do código de ética da CODEM - Confederação da Deficiência Intelectual

Comendador da Ordem de Mérito – 2010

Presidente da Assembleia Municipal de Peniche – 2005-2012


Suplentes

Francisco João Bernardino da Silva

Indicado pela CONFAGRI  — Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, CCRL


Secretário-Geral da CONFAGRI.

José Manuel Jerónimo Teixeira

Indicado pela CONFECOOP-Confederação Cooperativa Portuguesa, CCRL


Nasceu a 5 de março de 1953, no Porto, mas as suas raízes familiares estão em Carviçais, Concelho de Torre de Moncorvo, Distrito de Bragança.

Fez o curso geral dos liceus no liceu Nacional de Bragança e fez a formação superior já em Lisboa, em Economia, no ISE - Instituto Superior de Economia da Universidade Técnica de Lisboa, graduando-se em 1976.

Tem vivido e trabalhado como economista em Lisboa desde então, sempre ligado ao setor cooperativo e social, acumulando ainda, desde 2004, a experiência no ensino, como Professor da unidade curricular de economia social mercantil não agrícola, cooperativas e mutualidades, do curso de pós graduação em Economia Social do ISCSP - IEPG, em Lisboa.

Coordenou os gabinetes técnicos de vários sindicatos até 1984, data em que entrou na então Mútua dos Pescadores - Sociedade Mútua de Seguros, como economista, assessorando o Diretor Geral de então. Em 1989 assume o cargo de Diretor-Geral até aos dias de hoje.

Quando a Mútua dos Pescadores se torna cooperativa em 2004, passa a integrar, em nome da Mútua, a Direção da Federação Nacional de Cooperativas de Consumidores, FCRL, e em 2008 é designado por esta Federação para a representar na Confecoop - Confederação Cooperativa Portuguesa, CCRL.

Na Confecoop assumiu a Presidência da Direção até 2016, assumindo então o cargo de Vice-Presidente.

Tem assumido a representação da Confecoop em diversos órgãos/fóruns, entre os quais se destacam: CASES - Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, no cargo de vogal da Direção, entre 2010 (data da criação da CASES, que veio substituir o INSCOOP - Instituto António Sérgio para o Setor Cooperativo) e 2012, e como vogal do Conselho Fiscal, desde 2013 até ao presente; no CNES - Conselho Nacional para a Economia Social, desde a sua criação em 2011 e como conselheiro do CES desde 2008.


Efetivos

Paulo Manuel Cadete Ferrão

Representante da Ciência e Tecnologia


Presidente do Conselho Diretivo da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). Foi durante 10 anos Diretor Nacional do Programa MIT-Portugal, uma parceria entre o Massachusetts Institute of Technology (MIT) e universidades e instituições portuguesas promovida pela FCT.

É Professor Catedrático no Instituto Superior Técnico (IST), Universidade de Lisboa, onde dirigiu a Iniciativa em Energia do IST, o Programa de Doutoramento em Sistemas Sustentáveis de Energia e o Centro de Investigação IN+.

Foi coordenador dos grupos de trabalho que elaboraram o PNGR-Plano Nacional de Gestão de Resíduos e o PERSU 2020 (Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos). É uma referência internacional nas áreas de energia e ecologia industrial, nas quais participa em comités de aconselhamento de governos e empresas. É Research Affiliate do MIT.

José Carlos Caldeira Pinto de Sousa

Representante da Ciência e Tecnologia


É Presidente da ANI – Agência Nacional de Inovação, S.A. Até 2014, foi administrador Executivo do PRODUTECH – Pólo das Tecnologias de Produção e Diretor do INESC TEC, Laboratório Associado coordenado pelo INESC Porto. É membro do High Level Group da Plataforma Tecnológica MANUFUTURE e Chairman do seu National and Regional Technology Platforms Group. É delegado nacional do NMP+B Programme Committee do HORIZON 2020 e, desde 2012, perito em RIS3 da DG REGIO.

Suplentes

Rita Silva Santos de Carvalho

Representante da Ciência e Tecnologia


Chefe de Divisão de Apoio ao Conselho Diretivo da Fundação para a Ciência e Tecnologia, I. P.

António Bob Moura Santos

Representante da Ciência e Tecnologia


Assessor da Agência Nacional da Inovação, S.A.

Efetivos

Augusto Ferreira Guedes

Indicado pela ordem Ordem dos Engenheiros Técnicos


Nasceu em Angola, Huambo, em novembro de 1957.

Reside na Amadora.

Formação 

Estudou no Huambo onde completou o curso Complementar de Eletricidade.

Em 1984 concluiu o Bacharelato em Engenharia Civil no Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) na especialidade de Transportes.

Em 2005 conclui a Pós-Graduação em “Gestão das Cidades”.

Em 2007 conclui a Licenciatura em Segurança e Higiene do Trabalho.

Em 2010 conclui o Mestrado em Gestão Integrada da Qualidade, Ambiente e Segurança.

Em 2015 conclui a Licenciatura em Engenharia Civil.

Perfil profissional

Em 1976 ingressa na Função Pública.

Em 1981 é eleito para o Conselho Diretivo do ISEL – Instituto Superior de Engenharia de Lisboa.

A partir de 1985 faz parte da Direção do Sindicato dos Engenheiros Técnicos.

Em 1988 fez parte dos órgãos dirigentes da APET - Associação Portuguesa de Engenheiros Técnicos.

Foi diretor da revista técnica “Engenho”, editada pelo Sindicato dos Engenheiros Técnicos.

Fundador, com outros elementos, da Escola Profissional Gustave Eiffel, em 1989.

Presidente da Cooptécnica – Gustave Eiffel – Cooperativa de Ensino Técnico-Profissional

desde 1989.

Em 1992 é consultor para a Formação Profissional do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento (IED).

Fez várias missões em Angola – Luanda, Lobito e Huambo – (1992-2000).

Foi, de 1999 a 2005, chefe de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal da Amadora.

Atualmente é o diretor da revista técnica “ENGenharia” editada pela Ordem dos

Engenheiros Técnicos.

Foi membro do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Coimbra – 2009.

Vice-Presidente do Sindicato Nacional dos Engenheiros, Engenheiros Técnico e

Arquitetos.

Bastonário da Ordem dos Engenheiros Técnicos.

Técnico Superior da Função Pública em 2017, em situação de licença sem vencimento.

 Administrador e Gerente de Empresas.

Suplentes

António Eduardo Garcia Lousada

Indicado pela Ordem dos Engenheiros Técnicos


Habilitações Académicas

1972 – Curso de Eletrotecnia e Máquinas – Instituto Industrial do Porto

Bacharelato de Eletrotecnia e Máquinas ISEP - Instituto Superior de Engenharia do Porto.

2007 - Licenciatura em Higiene e Segurança no Trabalho - Instituto Superior de Educação e Ciências

Carreira Profissional

Professor do ensino secundário.

Exercício de funções técnicas, na conceção, instalação e acompanhamento da formação profissional, tutelada pelo Ministério da Educação.

Profissionalização de docentes do ensino técnico e profissional.

Atividade Pedagógica

Co-autor de diferentes projetos de formação para os países de língua oficial portuguesa, designadamente, para Cabo Verde, Angola e Moçambique;

Outros Cargos Atuais

Vice-Presidente da Ordem dos Engenheiros Técnicos - OET

Membro do Comité Nacional da Fédération Européen des Associations National de Ingénieurs em representação da OET.

Efetivos

Nuno Alexandre Carvalho Martins

Representante do Setor Empresarial Estado


Cargos que Exerce 

Membro do Conselho da Administração e da Comissão Executiva da Caixa Geral de Depósitos

 

Cargos que Exerceu

2015-2016 – Gabinete do Secretário de Estado do Tesouro e das Finanças – Consultor para Área Financeira

2011-2015 – Citigroup – Diretor – Responsável pela Área de Mercados de Capitais para Portugal

2007-2011 – Barclays Capital, UK, Diretor – Distribuição e Soluções ALM a Instituições Financeiras na Península Ibérica

2005-2007 – Barclays Capital, London, UK, Diretor Adjunto – Área de Instituições Financeiras em Portugal

2001-2005 – Banco de Portugal, Departamento de Estudos Económicos – Grupo de Mercados Financeiros

1999-2000 – IFC, Banco Mundial

Consultor do Departamento Económico para o projeto: “Mercados Financeiros Primários – Condições Macroeconómicas e Evolução do Mercado”

1999-1999 – Zacks Investment Research, Inc., Analista – Análise de Mercados Globais/Internacionais

Atividade Académica:

2016 – Universidade Católica Lisboa, Portugal, Docente no Mestrado em Finanças, Programa de Pós-Graduação Executiva

2000-2005 – Universidade Nova de Lisboa, Portugal, Docente em Finanças nos cursos de MBA, Programa de Pós-Graduação Executiva em Finanças e Licenciatura em Economia e Gestão

2002-2005 – Universidad de Navarra, Spain, Docente em Finanças; Responsável pelo Curso de Derivados no Mestrado em Economia e Finanças

1999-2000 – Northwestern University – Evanston, Illinois, Assistente, Curso de Macroeconomia

1993-1995 – Universidade Nova de Lisboa, Portugal, Assistente; e Cursos de Cálculo e Álgebra, na Licenciatura em Economia e Gestão

1992-1993 – Instituto Superior Técnico, Monitor para os cursos de Electromagnetismo, Termodinâmica

Habilitações Académicas

2000 – Northwestern University – Evanston, Illinois, USA, Doutoramento em Economia

1995 – Universidade Nova de Lisboa, Mestrado em Economia e Prémio “Fundação Amélia Mello” para melhor desempenho académico no Programa de Mestrado

1993 – Instituto Superior Técnico – Lisboa, Licenciatura em Engenharia Física

Prémios e Distinções Obtidas

Agraciado pelo Sr. Presidente da República, com o grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.

Suplentes

António Carlos Laranjo da Silva

Representante do Setor Empresarial Estado


Nasceu e vive em Lisboa, tem 58 anos, é licenciado em Engenharia de Produção Industrial e mestre em Gestão de Projetos.

É Professor Especialista do Instituto Politécnico de Lisboa, desde 1979.

Na Ordem dos Engenheiros é Membro Conselheiro, Especialista em Engenharia e Gestão Industrial, tendo sido eleito em abril de 2016 Presidente do Conselho Diretivo da Região Sul.

Comendador da Ordem do Mérito do Infante D. Henrique.

Em 1993, integra o embrião da equipa responsável pela EXPO'98, onde se mantém até 2000.

Em 2000, é convidado para a Sociedade EURO 2004, como responsável pela segurança do evento e pelo controlo do programa de construção dos estádios.

Em 2002, a FPF e a UEFA convidam-nos pra Diretor do Torneio EURO 2004.

É membro da UEFA Stadium Construction & Management Experts Panel, desde 2006.

Coordenou o projeto e a construção da Cidade do Futebol inaugurada em 2016.

Mo início de 2005 assume o cargo de Presidente da EP - Estradas de Portugal, E.P.E., funções que exerce até final de 2007.

Em 2008 inicia funções na RAVE - Rede Ferroviária de Alta Velocidade, S.S., onde se manteve até 2011.

Em 2011 é nomeado Diretor-Geral da REFER - rede Ferroviário Nacional, E.P.E.

Entre 2009 e 2015 assume a presidência da Gare Intermodal de Lisboa, S.A., e, em 2011, é nomeado administrador da REFER Património, S.A., cessando funções em 2015.

Com a reorganização do Grupo REFER, em 2014, e depois com a fusão com a EP - Estradas de Portugal de que resultou, em 2015, a IP - Infraestruturas de Portugal, exerce diversos outros cargos de gestão nas áreas do Desenvolvimento do Negócio e do Marketing Estratégico.

Em 2016, assume a presidência da Infraestruturas de Portugal, S.A. e, também, a da IP Engenharia, S.A., empresa do Grupo IP.





Efetivos

Francisco Miguel Azinhais Abreu dos Santos

Representante da Região Autónoma dos Açores


Nascido a 6 de Maio de 1955, em Moçambique.

A) No plano académico, estudou 

i) Ciências Económico-Financeiras na Universidade de Moçambique;

ii) Educação Física e Desporto na Universidade Técnica de Lisboa (monografia em Gestão do Desporto subordinada ao tema “Autonomia e Desenvolvimento Desportivo da Região Autónoma da Madeira – O papel dos profissionais de Educação Física) e

iii) Policy Studies (MSc) na Universidade de Bristol (Reino Unido) com uma tese intitulada  “The impact of EU integration on gender relations in Madeira”, 

tendo ainda frequentado cursos de Alta Direção de Empresas na HEC (Paris), no INSEAD (Fontainebleau) e na AESE (Lisboa).

Ainda a este nível é, no momento, doutorando em Ciências da Educação, sendo a temática do projeto de tese : Regionalização da Educação e o Currículo: Uma Questão Ideológica e de Afirmação de Poder (O Caso da Madeira em Portugal).

B) Exerceu funções públicas diversas, de que se relevam, no plano cívico-político, as de

Secretário Regional da Educação do Governo Autónomo da Madeira, de 1992 a 2000, com a tutela dos sectores da Educação; Emprego, Formação Profissional e Fundo Social Europeu; Ciência e Tecnologia e Desporto;

Presidente do Conselho Económico e Social da Madeira no período 2002/06 e

Presidente da Câmara de Comércio e Indústria da Madeira  (ACIF) no triénio 2006/09.

C) Em termos profissionais,

1) Leccionou nos Ensinos Secundário e Superior (Universidade da Madeira), tendo, neste âmbito, sido Representante das Universidades Portuguesas à Rede Europeia de Ciências do Desporto no biénio 1990/92;

2) Exerceu as funções de Diretor Geral e Delegado do Grupo BCP para a Região Autónoma da Madeira e

3) Foi Vogal dos Conselhos de Administração da Via Litoral (SCUT - Madeira) e  da SDEM (capital de risco).

D) Noutro plano, é membro da Sociedade Internacional para a História do Desporto e da Academia Olímpica Internacional, tendo sido Tesoureiro da International Sports for All Federation.

E) Publicou e apresentou trabalhos de cariz geral e científico em revistas de especialidade e órgãos de comunicação social, bem como em seminários e congressos, tendo editado os livros *  “História da Cultura Lúdico-Desportiva da Madeira” e

*  “No Centro do Losango – “Estórias” da Governação Madeirense” e participado ainda em colectâneas científicas com artigos de que se destacam:

*   “A Luta Canária na Sociedade Madeirense dos séculos XV e XVI (estrutura e função social)”;

*   “Rethinking the Future ou o impacto da economia digitalizada na Educação”;

*   “O impacto da demografia no sistema educativo na Madeira: Encerrar Escolas ou revisitar o Quadro Normativo ?” e

*  “Regionalization of an Educational System and the Curriculum issue – The case of Madeira”.

F) No âmbito do Voluntariado Desportivo ocupou, entre outros cargos, os de Secretário Geral Adjunto da Associação Académica de Moçambique; Secretário Geral do Clube de Golfe do Santo da Serra (Madeira) e Presidente do Clube Naval do Funchal.

G) É membro honorário de vários Clubes Desportivos e de Casas da Madeira e foi agraciado com a Medalha de Mérito da Cruz Vermelha Portuguesa.

Suplentes

Rui Carlos Martins Tem-Tem

Representante da Região Autónoma da Madeira


Licenciado em Gestão Bancária e Seguradora e possuo uma Pós-graduação em Comunicação e Marketing. Tenho experiência profissional em Gestão administrativa e financeira, competências adquiridas em empresas e organismos nos quais colaboro e na execução de projetos dos quais faço parte.

Experiência profissional:

MLT, Madeira Luxury Travel, Lda., Função de Gestor e Consultor, desde o Ano 2014 até a data de hoje;

GRAFIMADEIRA Lda, Função de Director Comercial, desde o Ano 2010 a 2015.

GRAFIMADEIRA Lda, Função de Director Financeiro, desde o Ano 2001 a 2010.

Formação Complementar:

Saleability - Como vender e apresentar o nosso projecto a investidores, CEIM - Centro de Formalidade das Empresas – Madeira, Ano 2014.

Acção de Formação “ Team  Building e Liderança”, SINFIC, S.A., Ano 2005.

Clubes e Associativismo:

GLM - Grémio Literário da Madeira, Conselho Fiscal - Vice-presidente (Presidência de Octávio Pimenta Sousa), Ano 2016 / 2017

Autarca, Freguesia de Santo António – Madeira, Vogal e Tesoureiro do Executivo - Presidência Rui Santos, Vogal 2009 a 2013 e 2013 a 2016 / Tesoureiro Dezembro de 2016 a 2017, Responsabilidades na Juventude, Desporto e Organização de Eventos / Responsável Pagamentos e Receitas e elaboração do Orçamento e apresentação de Documentos Contabilísticos.

Voluntariado, Reflorestar o Pico do Prado (Serras de Santo António), Ano 2014/2015/2016/2017

Organismo Nacional, Conselho Económico e Social, suplente, Aprovado em sessão plenária da Assembleia Legislativa da Madeira 24/11/2016

Efetivos

Gilberta Pavão Nunes Rocha

Representante da Região Autónoma dos Açores


Professora Catedrática da Universidade dos Açores, é doutorada em Ciências Sociais, especialidade de Demografia. Tem trabalhos publicados a nível nacional e internacional em especial nas áreas da Dinâmica Demográfica, Migrações, Envelhecimento Populacional, Família e Género.

Suplentes

José Mancebo Soares

Representante da Região Autónoma dos Açores


Nasceu em 1951 na freguesia do Raminho, concelho de Angra do Heroísmo.

Fez o ensino secundário no Liceu local e licenciou-se em Finanças pelo Instituto Superior de Economia, em Lisboa.

Regressou à ilha Terceira em 1976, onde iniciou a atividade profissional no Departamento Regional de Estudos e Planeamento, um organismo da nova administração autonómica regional.

De 1981 a 1985 integra o quadro do Departamento Central de Planeamento, em Lisboa, onde participa na elaboração e no acompanhamento dos programas de investimento da Administração Central (PIDDAC) e do Sector Empresarial do Estado (PISEE).

Em 1986 volta novamente para a sua terra natal para uma breve passagem pela Secretaria Regional dos Assuntos Sociais, como Chefe de Divisão na área da Gestão Financeira da Saúde.

Em 1987 entra nos quadros da UNICOL, CRL, uma empresa cooperativa de lacticínios local de relevante atividade económica e social, onde exerce, sucessivamente, funções de Diretor Administrativo e Financeiro (1987-1992), Assessor da Direção (1993-2005) e Gerente (de 2006 em diante).

De 1993 até à data presente exerce, também, o cargo de Administrador Delegado da sociedade PRONICOL – Produtos Lácteos, SA.

Entre 1990 e 2016 exerceu funções de administrador da Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo, uma entidade bancária centenária de âmbito regional.

A partir de 2011 preside ao Conselho Fiscal da sociedade PORTOS DOS AÇORES, S.A.

Efetivos

Maria do Céu Oliveira Antunes Albuquerque

Indicada pelo Conselho da Região - Lisboa e Vale do Tejo

Presidente da Câmara Municipal de Abrantes


Data de Nascimento 

10-07-1970

Localde Nascimento 

Abrantes(S. João) 

Habilitações Literárias/ Formação 

Licenciatura em Bioquímica pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

Pós-Graduação em Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz

Atividade Profissional 

Bolseira de Investigação na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

Diretora Técnica do A. Logos

Diretora Executiva do Tagusvalley

Atividade Política/ Pública 

Presidente da Câmara Municipal de Abrantes

Presidente da Comunidade Intermunicipal do Medio Tejo

Presidente da Direção da Tagusvalley

Membro da Assembleia Geral da TECPARQUES

Membro do Conselho de Administração da IASP International

Presidente da Assembleia Geral da VALNOR

Presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil

Conselheira do Conselho Económico e Social

Membro do Conselho Geral da Associação Nacional de Municípios

Representante da ANMP no Conselho das Comunidades e Regiões da Europa na Comissão Permanente para a Igualdade das Mulheres e dos Homens na Vida Local

Representante da ANMP na Comissão de Gestão Técnica do Fundo de Promoção dos Direitos do Consumidor e no Órgão Consultivo do Fundo para a Promoção dos Direitos dos Consumidores

Conselheira do Conselho Económico e Social

Cargos exercidos 

Vereadora da Câmara Municipal de Abrantes (2006-2009)

Presidente do Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados de Abrantes (2006- 2010) (jan.2013 – out.2013)

Presidente da Direção do A.Logos (2006-2009)

Presidente do Conselho de Administração da Agência Médio Tejo 21 (2009-2014)

Presidente do Conselho da Comunidade do ACES Zêzere (2010-2013)

Presidente do Conselho da Comunidade do ACES do Medio Tejo (2013-2014)

Presidente da Direção da TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo (2009-2010) (2012-2013)

Vice-Presidente da ARTEMREDE (2012 - 2013)

Prémios atribuídos à Presidente de Câmara 

Prémio “The Tesla Sustainable Leadership Award”, categoria “Liderança”, no âmbito da I Cimeira para uma Liderança Sustentável que decorreu em Mumbai na India (2014)

Prémio Personalidade do Ano 2011 na Área da Política – Feminino - Jornal O Mirante

Prémios atribuídos à Autarquia 

Autarquia+Familiarmente Responsável desde 2012 – Atribuído pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis

Prémio Municipal Viver em Igualdade (bienal)/ 2012, 2014 e 2016 – Atribuído pela CIG

E-Municípios 2009 – 10 melhores serviços locais online – categoria maturidade; categoria sofisticação; categoria disponibilidade


Suplentes

Hélder António Guerra de Sousa Silva

Indicado pelo Conselho da Região - Lisboa e Vale do Tejo

Presidente da Câmara Municipal de Mafra


Atualmente, Presidente da Câmara Municipal de Mafra e Vice-Presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa.

Nascido em Mafra, a 21 de julho de 1965, é doutorando em Estudos Estratégicos, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, mestre em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores pelo Instituto Superior Técnico (IST) da Universidade Técnica de Lisboa, pós-graduado em Segurança e Defesa e licenciado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, também pelo IST. É ainda licenciado em Ciências Militares, ramo de transmissões, pela Academia Militar.

Exerceu as funções de Deputado pelo Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata na Assembleia da República, durante a XII Legislatura, e de Vereador da Câmara Municipal de Mafra.

Tem uma vasta experiência profissional enquanto Diretor de Serviços Técnicos do Serviço Nacional de Bombeiros e Proteção Civil, Oficial do Exército, docente universitário, bem como representante nas mais diversas entidades públicas e privadas.

As suas áreas de interesse são a política, a segurança e a proteção civil, o turismo, mas também a informática e as telecomunicações.

Efetivos

Francisco José Malveiro Martins

Indicado pelo Conselho da Região - Algarve

Presidente da Câmara Municipal de Lagoa

Suplentes

Francisco Augusto Caimoto Amaral

Indicado pelo Conselho da Região - Algarve

Presidente da Câmara Municipal de Castro Marim


Nasceu em Alcoutim, em 1955. É licenciado em Medicina. Foi presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, entre 1993 e 2013. Atualmente é presidente da Câmara Municipal de Castro Marim. É também médico voluntário no Hospital de Faro. De 1982 a 1993 foi médico de família no Centro de Saúde de Alcoutim. Foi deputado da Assembleia da República e membro do Comité das Regiões da Europa. Foi ainda membro do Conselho de Administração da AMAL – Associação de Municípios do Algarve e presidente da Assembleia-geral do Grupo Desportivo de Alcoutim. Além de autarca e médico voluntário, Francisco Amaral é presidente da Assembleia-geral dos Bombeiros Voluntários de Alcoutim, membro do Conselho Diretivo da Associação Nacional de Municípios Portugueses, dirigente da Associação ODIANA (Municípios de Alcoutim, Castro Marim e Vila Real de Santo António) e membro da Junta Metropolitana do Algarve.

Efetivos

Luís Manuel dos Santos Correia

Indicado pelo Conselho da Região - Centro

Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco


Nasceu a 29 de maio de 1964 em Moçambique.

Licenciado em Organização e Gestão de Empresas, pelo Instituto Superior Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE).

Lecionou no Instituto Superior de Matemáticas e Gestão no curso de Contabilidade e Administração, de 1992 a 1995.

Pertenceu ao gabinete técnico de apoio aos associados na Associação Comercial e Industrial de Castelo Branco.

Exerceu as funções de Diretor Financeiro, entre 1992 e 1998, na Escola Tecnológica Profissional Albicastrense.

Exerceu as funções de Diretor, na Escola Profissional Da Raia - Idanha-A-Nova, de 1996 a 1998.

Exerceu as funções de Diretor do Centro de Formação Profissional de Castelo Branco (IEFP), de 1998 a 2001.

Foi Vereador na Câmara Municipal de Castelo Branco entre dezembro de 1997 e outubro de 2013.

Exerceu as funções de Administrador dos Serviços Municipalizados de Castelo Branco - Água, Saneamento e Resíduos, de 2001 a 2010. Exerceu as funções de Presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco entre janeiro de 2010 e novembro de 2011.

Atualmente exerce as funções de Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco.

Suplentes

Rui Manuel Leal Marqueiro

Indicado pelo Conselho da Região - Centro

Presidente da Câmara Municipal da Mealhada

Efetivos

Francisco Manuel Lopes

Indicado pelo Conselho da Região - Norte

Presidente da Câmara Municipal de Lamego


Habilitações Académicas e formação complementar

Licenciatura em Engenharia Electrotécnica e de Computadores (1990,FEUP)
Pós-graduação em Engenharia e Planeamento Municipal (2005,UTAD).
MPA-Master in Public Administration (2011,UCP)
Auditor do 38.o Curso de Defesa Nacional(2014,IDN)
58.oPDE-Programa de Direcção de Empresas (2015,AESE/IESE-Universidade de Navarra)

Dados Profissionais

É quadro superior da EDP–Electricidade de Portugal,S.A.,desde1990;

Entre 1997 e 2001 exerceu funções de Assessor e Coordenador Técnico e Comercial do IND-Instituto de Navegabilidade do Douro;

Em 2001 e 2002 exerceu funções de Subdirector-Geral no IND-Instituto de Navegabilidade do Douro;

Entre novembro de 2002 e outubro de 2005 foi Vogal do Conselho de Administração do IPTM–Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos;

Desde 31 de Outubro de 2005 que exerce as funções de Presidente da Câmara Municipal de Lamego,tendo sido reeleito em 2009.

Outros elementos

Desenvolveu trabalhos em diversas áreas, nomeadamente de controlo de gestão, planeamento estratégico, gestão de projectos e manutenção industrial.

Foi membro de vários Conselhos, Comissões Técnicas e Grupos de Trabalho em organismos nacionais e internacionais e participou como orador em diversos encontros e conferências, nacionais e internacionais.

Ocupa, por inerência das funções de Presidente da Câmara Municipal de Lamego, entre outros,os seguintes cargos:

- Vogal do Conselho de Administração da Resinorte S.A.(eantesdaResidouroS.A.);
- Presidente da Assembleia Geral da Associação de Municípios Portugueses com Centro Histórico;
- Vogal do Conselho de Administração da Associação de Municípios Vale do Douro Sul;
- Tesoureiro da Associação de Desenvolvimento do Vale do Douro, Beira Douro;
- Presidente da ADUC - Agência para o Desenvolvimento Urbano de Lamego;
- Presidente da Assembleia Geral da Regiefrutas – Cooperativa Agrícola de Interesse Público,Távora–Varosa,CIPRL;
- Presidente da Assembleia Geral da Associação de Municípios Portugueses do Vinho;
- Membro do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Viseu;
- Membro do Conselho Geral da Associação Nacional de Municípios Portugueses;
- Membro do Conselho de Fundadores da Fundação do Museu do Douro;
- Membro da Comissão Permanente do Conselho Regional do Norte da CCDR(inerência);
- Presidente do Conselho ntermunicipal da CIMDouro - Comunidade Intermunicipal do Douro;
- Membro do CES-Conselho Económico e Social;
- Membro/suplente do CoR-Comité das regiões da Europa.

Atividade em instituições da sociedade civil

- Presidente da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lamego
- Irmão da Santa Casa da Misericórdia de Lamego e membro de diversas outras instituições sociais,desportivas e culturais;

Atividade político-partidária

- Membro do Concelho Nacional do PSD;
- 1º Vice-Presidente dos ASD - Autarcas Sociais Democratas.

Distinções e condecorações

Foi distinguido com diversas condecorações, nomeadamente:

- Comendador da Ordem do Infante Dom Henrique;
- Medalha de Mérito Cultural da República Portuguesa;
- Medalha D. Afonso Henriques - Mérito do Exército de 1.a Classe;
- Medalha de Ouro da Associaçãode Municípios Portugueses com Centro Histórico;
- Crachá de Ouro da Liga dos Bombeiros Portugueses;
- Comenda da Ordem Internacional do Mérito do do descobridor do Brasil Pedro Álvares Cabral,da Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística

Suplentes

António Fernando Nogueira Cerqueira Vilela

Indicado pelo Conselho da Região - Norte

Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde


Nasceu em 1960, na Vila do Pico de Regalados, em Vila Verde. Casado, pai de duas filhas, vive atualmente em Vila Verde. É licenciado em Geografia, pela Universidade do Porto e pós-graduado em Administração Escolar pelo Instituto Politécnico do Porto. Mestre em Administração Pública pela Universidade do Minho, com a tese “Sistemas de Gestão de Qualidade”. Posteriormente frequentou e conclui na Faculdade de Direito de Coimbra a parte curricular da pós-graduação em “Contratação Pública”. Professor de Geografia na escola Básica de Vila Verde e posteriormente na Escola Secundária de Vila Verde (ESVV). Em 1993 foi eleito Presidente do Conselho Diretivo da Escola Secundária de Vila Verde, cargo que manteve até 1997, ano em que foi eleito Vice-Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde. Após três mandatos como Vice-Presidente, em 2008, assumiu a presidência da Câmara Municipal de Vila Verde. Atualmente é Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde.

Efetivos

Hélder António de Oliveira Careto

Indicado pela CPDA - Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente


Secretário Executivo da CPDA - Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente

Suplentes

José Manuel Caetano

Indicado pela CPDA - Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente


Empresário e gestor, fundou, em setembro de 1987, a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, de que é Presidente e Membro Honorário.

Da sua vasta atividade associativa, destaca-se a organização de importantes eventos mobilizadores da sociedade civil em torno das temáticas do cicloturismo e da mobilidade sustentável.

Pai da introdução do BTT (bicicletas todo-o-terreno) em Portugal (1987) e do cicloturismo no Algarve (Alcantarilha, 1988). No âmbito da Presidência Aberta pelo Ambiente do Presidente da República Mário Soares (Sintra, 1994), coordenou a ação dedicada à bicicleta, com a participação de mais de 2500 utilizadores. Foi orador em dezenas de conferências e eventos, e tem coordenado ações no âmbito do Dia Europeu Sem Carros e da Semana Europeia da Mobilidade.

Na área do ambiente, especial menção para o papel impulsionador que teve na promoção do Encontro Nacional das Associações de Defesa do Ambiente, do Prémio Nacional de Ambiente Fernando Pereira, das I e II Cimeiras Ecologista Ibérica, da Conferência Os Desafios Estratégicos para o Turismo Sustentável e do Encontro Nacional de Jovens para o Ambiente, ambos no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia.

É Presidente da Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente (que cofundou em 1987), Membro Associado do Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente (GEOTA), da Associação Nacional de Conservação da Natureza (QUERCUS), da European Cyclist’s Federation, da Alliance Internationale de Tourisme, da Union Européenne de Cyclotourisme, da Coordinadora Ibérica en Defensa de la Bici, da Confederação Portuguesa de Prevenção do Tabagismo e do NúcleoCicloturista de Sesimbra (ambos de que é sócio fundador).

Foi, em 2012, nomeado pelo Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações para integrar a Unidade de Missão para a Elaboração da Carta de Mobilidade Ligeira.

Representa o Movimento Ambientalista no Conselho Económico Social e no Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, integrando, igualmente, o Observatório do Ambiente.

Efetivos

Alberto Heleno do Nascimento Regueira

Indicado pela DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor


Licenciado em Economia pelo ISCEF (agora ISEG).

Entre os cargos públicos que exerceu, foi Director do Gabinete de Planeamento da Secretaria de Estado do Comércio (1970-74), Diretor-Geral do Comércio Externo (1974-77), Secretário de Estado do Turismo (1980) e Secretário de Estado do Planeamento (1981-83).

Presidiu ao Conselho de Administração da COSEC – Companhia de Seguro de Créditos (1979; 1983-93) e ao Conselho de Administração da FINANGESTE (1993-2009).

Foi co-fundador e Presidente do Conselho Coordenador da SEDES (Novembro 1974 – Maio 1977), co-fundador da DECO, de que é atualmente Presidente da Mesa da Assembleia Geral e co-fundador do CIDSENIOR – Movimento para a Cidadania Sénior, de que é atualmente Presidente da Direcção.

Suplentes

Carlos Alberto Alvarez de Faria e Chagas

Indicado pela União Geral dos Consumidores (UGC)


I. HABILITAÇÕES ACADEMICAS

- 3o ciclo do doutoramento em Formação de Professores da Universidade da Extremadura -Espanha

- Pós-graduação em Gestão e Administração Educativa - Facúdade de Psicologia e Ciências da Educação de Lisboa

- Licenciatura em Ciências da Educação - ESEAG - Lisboa

- Bacharelato em Educação Física -Instituto Superior de Educação Física Universidade Técnica de Lisboa

2. ACTIVIDADE PROFISSIONAL

- Professor do Ensino Privado

- Membro da TUAC-OCDE.

- Membro em representação do SINDEP na Internacional de Educação (I.E.)

- Membro do Comité Sindical Europeu da Educação (CSEE)

3. ACTIVIDADE SINDICAL

- Vice-presidente da Mesa do Congresso e Conselho Geral das UGT

- Presidente da Mesa do Congresso e Conselho Nacional do Sindep

-Secretario Nacional da UGT

-Ex-Secretário Executivo da UGT

-Ex-Seuetário Geral do Sindep'

4. EXPERIÊNCN PROFISSIONAL

- Professor de Educação Física Ensino Básico

- Professor no Instituto de Educação Infantil (Mitza)

- Professor na Escola Superior de Educação Almeida Garrett

- Professor Coordenador dos Cursos de Pós graduação em Educação da Universidade Moderna

- Conselheiro da Comissão Nacional de Aprendizagem

- Membro do Conselho Consultivo Regional do Alentejo do IEFP

.Presidente do Conselho Diretivo da Escola EB2/3 Padre Bartolomeu de Gusmão, Lisboa

-Presidente da Direção da União Geral dos Consumidores

5. APTIDÕES E COMPETÊNCIAS SOCIAIS E ACADEMICAS

- Publicação de varias obras e artigos científicos

- Dissertações cientificas:

“A construção da Educação Pós-Moderna” Universidade da Extremadura – Espanha

“O Desenvolvimento Curricular no projeto área escola e a gestão intermédia da escola pluridocente” Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação – Lisboa

“ A Fundamentação para a aprendizagem da cidadania nas escolas do ensino básico  e secundário” – ESEAG – Lisboa

- Publicação de artigos de opinião e entrevistas na imprensa nacional na área Educação/Formação

- Participações e conferencista em inúmeras Conferências e Seminários nacionais e internacionais.

- Assessor no Ministério da Educação do CI Governo Constitucional

- Vereador da Câmara Municipal de Sintra

- Membro da Assembleia Municipal da Câmara Municipal da Amadora

- Membro do Comité da Política Regional e de Coesão da U.E. em Bruxelas

- Membro da Assembleia de Freguesia de Massamá-Monte-Abraão

Efetivos

Luís Alberto de Sá e Silva

indicado pela União das Mutualidades Portuguesas


- Nacional

Presidente do Conselho de Administração da União das Mutualidades Portuguesas (UMP)

Presidente do Conselho de Administração de A Mutualidade de Santa Maria – Associação Mutualista

Presidente da Direção de A Familiar de Grijó – Associação Mutualista

Presidente do Conselho Fiscal da Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (nomeado pelo governo de Portugal)

Conselheiro Económico e Social (CES)

Conselheiro Nacional para a Economia Social (CNES) e membro da Comissão Executiva do CNES

Membro Observador Consultivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Conselheiro Nacional de Saúde Mental (CNSM)

Conselheiro Nacional para a Promoção do Voluntariado (CNPV)

Conselheiro Consultivo do Fundo de Reestruturação do Setor Social (CCFRSS)

Comissário Nacional de Proteção de Crianças e Jovens em Risco (CNPJR),

Membro da Comissão Permanente do Setor Social (CPSS)

Comissário Nacional de Acompanhamento e Avaliação dos Acordos e Protocolos de Cooperação (CNAAPAC)

Comissário Distrital de Aveiro de Acompanhamento e Avaliação dos Acordos e Protocolos de Cooperação

Comissário Distrital de Porto de Acompanhamento e Avaliação dos Acordos e Protocolos de Cooperação

Comissário Distrital de Coimbra de Acompanhamento e Avaliação dos Acordos e Protocolos de Cooperação

Comissário Distrital da Guarda de Acompanhamento e Avaliação dos Acordos e Protocolos de Cooperação

Comissário Distrital de Viana do Castelo de Acompanhamento e Avaliação dos Acordos e Protocolos de Cooperação

Comissário Distrital de Lisboa de Acompanhamento e Avaliação dos Acordos e Protocolos de Cooperação

- Internacional

Membro efetivo da Associação Internacional das Mutualidades (AIM)

Membro efetivo da União Europeia das Farmácias Sociais (UEFS)

Representante da AIM no Social Economy Europe (SEE)

Representante da AIM no Fórum Pensões

Ao longo da sua carreira tem integrado inúmeras comissões de honra, proferido múltiplas conferências e comunicações em congressos, seminários, conferências, simpósios de âmbito nacional e internacional, da área da Economia Social e do Mutualismo.

Suplentes

José Vicente Costa de Carvalho

Indicado pela União das Mutualidades Portuguesas


Vice-Presidente do Conselho de Administração da União das Mutualidades Portuguesas

Efetivos

Maria Teresa Paulo Sampaio da Costa Macedo

Indicada pela CNAF - Confederação Nacional das Associações de Família


Presidente da CNAF - Confederação Nacional das Associações de Família, é uma das primeiras promotoras de uma política de Família em Portugal. Com elevadas responsabilidades de âmbito internacional, foi, entre muitos outros cargos, Secretária de Estado da Família dos VI, VII e VIII Governos Constitucionais  e é Consultora Pontifícia para Assuntos da Família (Vaticano) desde Sua Santidade João Paulo II.

Suplentes

Maria da Conceição Pereira Gomes dos Santos

Indicada pela CNAF - Confederação Nacional das Associações de Família


Membro da Direção Nacional da CNAF

Habilitações académicas e profissionais

Licenciaturas: Filologia Germânica; Administração Escolar e Administração Educativa

Pós-Graduação: Políticas Sociais Locais

Formação Especializada: Curso de Formação para a Cidadania; Curso de Formação de Formadores; Curso de Relação Pedagógica; Curso de Estratégias de Ensino e Aprendizagem de Línguas Estrangeiras; Curso de Formação Autárquica – O Novo Código de Contratação Pública; e Curso de Formação Autárquica – Regime de Avaliação do Desempenho


Experiência profissional           

Docência: Professora das Disciplinas de Inglês e de Alemão

Gestão Escolar: Presidente de Comissão Instaladora de Escola Básica e Secundária; Presidente de Conselho Diretivo de Escolas Básicas e Secundárias; Diretora de Escolas Básicas e Secundárias; Presidente de Conselhos Pedagógicos

Gestão Educativa: Orientadora de Estágios Profissionais de Professores do Ensino Básico e Secundário; Orientadora de Ações de Formação nas Áreas da Pedagogia e Didática, Avaliação e Estudo de Casos; Delegada de Disciplina; Diretora de Turma; Coordenadora dos Diretores de Turma; Participação Ativa na Reestruturação Metodológica da Disciplina de Inglês nos 2º e 3º Ciclo do Ensino Básico, promovida pelo Ministério da Educação

Gestão Associativa: Membro da Direção Nacional da CNAF, Confederação Nacional das Associações de Família; Coordenadora da CNAF para as Relações Institucionais com as Autarquias; Dinamizadora de Projetos e Iniciativas Promotoras da Ação Pró-Família em articulação com as Autarquias; Nomeada Representante da CNAF no CES


Experiência autárquica

Assembleia Municipal: Deputada Municipal

Câmara Municipal: Vereadora durante vários Mandatos na Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, com os Pelouros da Educação, Cultura, Desporto, Habitação, Atividades Económicas, Ação Social, Recursos Humanos e Notariado

Efetivos

Pedro Miguel Girão Nogueira Ramos

Indicado pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas


Doutorado e agregado em Economia, sendo atualmente Professor Catedrático da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. As suas áreas de trabalho são a macroeconomia, incluindo as análises multi-setoriais, os indicadores económicos, com relevo para as contas nacionais e regionais, a distribuição do rendimento e a economia regional. É coordenador da Licenciatura em Economia da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC). É investigador de vários centros de investigação, nomeadamente do CeBER, Univ. Coimbra (principal unidade de investigação), do GOVCOPP, Univ. Aveiro e do CETRAD, UTAD. É membro do Comité Editorial (foi Editor-chefe entre 2007 e Abril de 2016) da “Revista Portuguesa de Estudos Regionais”, Editor Associado de “Notas Económicas” e membro do Conselho Editorial do "Public Policy Portuguese Journal". Foi Pró-Reitor da Universidade de Coimbra (2007-2010) e Presidente do Conselho Científico da FEUC (1998-2000). Trabalhou para o Instituto Nacional de Estatística, tendo sido Diretor das Contas Nacionais portuguesas, no período 2001-2003, e Chefe do Serviço de Estudos da Direção Regional do Centro (1992-1998). Foi consultor do Eurostat na área de Contas Regionais (1994-1997). Foi membro da Comissão para a Análise das Contas Públicas, que determinou o défice público de 2001. Tem vários artigos publicados em revistas científicas portuguesas e internacionais, e foi autor ou editor de vários livros ou capítulos de livros em Portugal. Participou em vários projetos de investigação, e efetuou vários trabalhos de consultoria para diversas entidades.

Suplentes

Carlos Manuel Rodrigues Vieira 
Indicado pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas

Efetivos

Marco Belo Galinha

Indicado pela ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários


Vice-presidente da ANJE desde janeiro de 2017, tendo já integrado a direção nacional precedente (entre 2013 e 2017). Assume também a função de CEO do Portugal Fashion, projeto da ANJE dedicado à promoção da moda nacional.

É CEO do Grupo Bel, holding que integra 300 trabalhadores, agregando empresas em diferentes áreas: mercado de vending, imobiliário, produção de máquinas e moinhos de café artesanais e recentemente abriu o Innovation Center - um espaço dedicado à inovação tecnológica. O Grupo Bel encontra-se numa fase de expansão internacional e a sua atividade chega já a mercados como Alemanha, Estados Unidos da América, França, Brasil, Inglaterra, Bélgica, Luxemburgo ou Marrocos.

Nascido em 1977, em Rio Maior, Marco Galinha viveu a sua infância e adolescência na Benedita, no concelho de Alcobaça, Portugal. Em 1995, ingressa no Instituto Superior Técnico, em Engenharia Informática. Dois anos mais tarde, funda a sua primeira empresa e passa a dedicar-se, em exclusividade, ao mundo dos negócios. Em 2007, ingressa na Harvard Business School para se especializar em Marketing e Gestão. Em 2016, integra o painel de investidores do programa televisivo Shark Tank Portugal. 

Suplentes

José Firmino Brunhoso Cordeiro

Indicado pela Associação dos Jovens Agricultores de Portugal (AJAP)


Mestre em Economia Agrária e Sociologia Rural pelo Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa. Licenciado em Engenharia Agrícola pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Empresário Agrícola em Alfândega da Fé, em olivicultura, é sócio de duas empresas agro-pecuárias de ovinos de leite. Presidente da GLOBALCoop – Cooperativa Agrícola Transnacional, CRL, desde 2010.

Presidente Honorário da Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, Vice-Presidente do CEJA – Conselho Europeu de Jovens Agricultores no triénio 2001-2003. Director-Geral da AJAP – Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, tendo sido Presidente da Associação entre 2000 e 2012. Vice-Presidenteda AJAP – Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, entre 1998 e 2000. Delegado da AJAP (Associação dos Jovens Agricultores de Portugal) de Trás os Montes e Alto Douro entre 1995 e 1998.

Efetivos

Maria João Marques Pacheco Botelho

Indicada pela Minha Terra – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local


Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Minha Terra – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local.

Licenciatura em Arquitetura Paisagista e em Engenharia Agronómica.


Pedro Jorge Mendes dos Santos

Indicado pela CNA - Confederação Nacional da Agricultura Portuguesa


Membro da Direção Nacional da Confederação Nacional de Agricultores (CNA).

Engenheiro Agro-Pecuário


Suplentes

Ana Paula Vaz Almendra Xavier

Indicada pela Minha Terra – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local


Nasceu em Mirandela em 1969. Formou-se em 1992 (bacharelato) em Melhoramentos Rurais – Ministrado pela Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragança. Em 1994 concluiu um curso de Formação de Agentes de Desenvolvimento – Programa JADE II – Jovens Agentes para o Desenvolvimento – promovido pela Associação para o Desenvolvimento da Região norte com o apoio da CCDR-N – Sub Programa 3 – PO Região Norte com orientação pedagógica da Quaternaire Portugal- Recursos Humanos, S. A. Em 1999, concluiu o CESE – Organização e Gestão dos Recursos Rurais, ministrado pela Escola Superior Agrária de Ponte de Lima, tendo-lhe sido conferido o Grau de Licenciatura em Organização e Gestão dos Recursos Rurais. Em 2008, concluiu a Pós Graduação em Desenvolvimento de Processos de Agenda 21 Local promovido pela AESBUC – Associação para Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica – Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica – Porto.

Iniciou a sua atividade profissional em 1990 na equipa técnica do PDAR – Plano de Desenvolvimento Agrário Regional – da Terra Quente Transmontana e Colaborado na elaboração da pré-candidatura ao Programa LEADER I – Programa de Ligação entre Ações de Desenvolvimento de Economia Rural – da Terra Quente Transmontana. De 1991 a 1993 foi docente Escola Secundária de Vila Flor - Vila Flor - no Grupo 11º B – Ciências Naturais (7º ano de escolaridade); Noções básicas de Saúde e Ecologia (10º ano de escolaridade) e Docente Escola Secundária de Carrazeda de Ansiães no Grupo 11º B – Ciências Naturais (7º ano de escolaridade) e no Grupo 4º A – Físico-química (8º ano de escolaridade). A partir de 1994 iniciou a sua atividade na Associação de Municípios do Vale do Minho, com a elaboração do Estudo sobre o Estudo Estratégico para a revitalização do Centro Histórico de Valença,  colaboração com a Equipa Técnica encarregada de realizar um estudo encomendado pela CCRN para a implementação de um Observatório de Dinâmicas Transfronteiriças nas Regiões do Alto-Minho, Altocavado e Alto-Tâmega e o Estudo sobre a Revitalização das Zonas Industriais do Vale Do Minho. A partir de 1994 até à presente data tem estado afeta à ADRIMINHO – Associação de Desenvolvimento Rural Integrado do Vale do Minho, estando envolvida na implementação de e execução das politicas públicas de desenvolvimento local e rural.

Joaquim Silvino Pato Caçoete

Indicado pela CNA - Confederação Nacional da Agricultura Portuguesa


Membro da Direcção Nacional da CNA - Confederação Nacional da Agricultura


Efetivos

Ana Sofia Fernandes

Indicada pela Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PpDM)


Desde maio de 2015 é Secretária Geral da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PpDM), ONG que congrega 25 organizações de direitos das mulheres e promotoras da igualdade entre mulheres e homens. É, igualmente, desde junho de 2016, membro do Conselho de Administração do Lobby Europeu das Mulheres, a maior plataforma europeia de organizações de defesa e promoção dos Direitos Humanos das Mulheres, e cujas atividades em Portugal são coordenadas pela PpDM.

Entre 2010 e 2015 trabalhou no Instituto Europeu para a Igualdade de Género, Agência da União Europeia (UE) sediada em Vilnius, Lituânia, e criada para promover o reforço da igualdade de género, nomeadamente a integração do mainstreaming de género em todas as políticas da UE e nas políticas nacionais delas decorrentes. Nesta instituição exerceu funções de Coordenadora de Stakeholders e Chefe de Equipa responsável pelo Centro de Recursos e Documentação.

Entre 2000 e 2010 desempenhou funções em vários domínios da administração pública portuguesa, nomeadamente no gabinete do Alto Comissário para a Imigração e Diálogo Intercultural, no gabinete do ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, no Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu e na Direção Geral da Saúde.

O seu envolvimento na área da igualdade remonta a 2000, quando fundou e foi a primeira presidente da Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens, organização que tem promovido o mainstreaming de género no domínio da juventude em Portugal.

Tem formação de base em Relações Internacionais e Cooperação para o Desenvolvimento e é formadora certificada em igualdade de género, tendo contribuído para numerosas publicações nas áreas do mainstreaming de género, mulheres na tomada de decisão e formação na área da igualdade.

Suplentes

Alexandra Sofia de Moura Teixeira da Silva

Indicada pela Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PpDM)


Ativista e investigadora na área dos direitos humanos das mulheres e da igualdade de género e formadora em igualdade entre mulheres e homens. Licenciada em sociologia e mestranda em estudos sobre as mulheres. Foi co-fundadora e dirigente da Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens bem como da EOS – Associação de Estudos, Cooperação e Desenvolvimento. É atualmente Presidente da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, e Vice-Presidente da EOS. Foi representante no Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e membro do Conselho de Administração do Lobby Europeu das Mulheres (a mais representativa a nível europeu na influência de políticas europeias na área dos Direitos das Mulheres). Elemento de equipas de investigação em projetos europeus, é co-autora de publicações e relatórios de investigação nacionais e europeus – exemplos:

(2005) Impacto em função do género. Avaliação de medidas de política. Lisboa: Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres, Colecção Bem Me Quer, nº 10.

(2005) Guia para o mainstreaming de género na actividade profissional e na vida familiar. Lisboa: Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres, Colecção Bem Me Quer, nº 14.

(2008) Referencial de formação em Igualdade de Género para consultores/as e auditores/as. Lisboa: CITE.

(2008) Solucionário: um instrumento para a promoção de boas práticas em igualdade de género nas empresas. Lisboa: CITE.

(2008) Guia de auto-avaliação da igualdade de género nas empresas. Lisboa: CITE.

(2013) Mind the Gap. A training programme for law enforcement agencies. Avalilable at: http://www.ipvow.org/images/ipvow/reports/training/Portugal_training_material_police_English.pdf

(2016), Make it Happen – European toolkit on improving needs assessment and victims support in domestic violence related criminal prooceedings. Lisboa: CESIS

(2016), Rotas de empoderamento: Contributos para a avaliação de necessidades e apoio a vítimas de violência em relações de intimidade no sistema penal em Portugal. Lisboa: CESIS.

Efetivos

Ana Maria Rodrigues Ribeiro

Indicada pela Associação Nacional das Empresárias


Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Nacional das Empresárias.

Maria de Fátima Caeiro Queimado Amaral

Indicada pela MDM - Movimento Democrático de Mulheres


Data de nascimento: 08-04-1951

Actividade profissional: Bancária (Reformada)

Membro da Assembleia de Freguesia de Santa Maria dos Olivais (Lisboa)de 1982- 1986

Membro da Direcção do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas de 1988- 1994

Membro da Comissão Sindical do Crédito Predial Português de 1982-1988 e do Banco Santander de 1994-2003

Deputada na VIII Legislatura e presidente da Comissão para a Paridade Igualdade de Oportunidades e Família e  membro da Comissão de Educação e Cultura

Participação na Plataforma “Em Movimento pelo Sim” – pela Despenalização do aborto no referendo de 2007

Membro do Conselho Consultivo da CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género de 2010-2014

Membro da Comissão para a Igualdade da Câmara Municipal de Lisboa

Membro da Direcção e Conselho Nacional do MDM desde 2005

Suplentes

Ana Paula Proença Borges 

Indicada pelo MDM-Movimento Democrático de Mulheres


42 anos.

Gestora de Equipamentos Culturais, é licenciada em Estudos Portugueses com uma especialização em Cultura Portuguesa, mestranda em Movimentos Sociais. Foi membro do Conselho de Administração da SintraQuorum E.M. entre 2002 e 2006. Foi Vereadora da Câmara Municipal de Sintra em regime de substituição no mandato de 1997/2001, e Vogal do Conselho de Administração da Fundação CulturSintra. Foi membro do Senado da Universidade Nova de Lisboa, enquanto estudante foi ainda membro da Direcção da Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Presidente da sua Assembleia Geral, membro da sua Assembleia de Representantes e do seu Conselho Directivo. Fez parte da Associação de Estudantes da Escola Secundária Ferreira Dias. É membro do conselho Nacional do Movimento Democrático de Mulheres.

Efetivos

Marlene Alexandra Ferreira Mendes

Indicada pelo Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG).


Llicenciada e mestre em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Desenvolve os seus trabalhos de investigação no âmbito do curso de doutoramento que frequenta na área do Direito da Segurança e Saúde no Trabalho, na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa.

Desde 2003 exerce funções docentes no Ensino Superior Politécnico, integrando, atualmente, o departamento de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Beja. Docente da área científica de Direito leciona, atualmente, Direito do Trabalho e Processo de Trabalho, Direito das Sociedades, Direito Aplicado à Enfermagem e Direitos Reais.

É autora de O Contrato de Trabalho na Prática Jurídica, Nova Causa –Edições Jurídicas, Vila Nova de Famalicão, 2015. É co-autora de: Código de Processo de Trabalho Anotado, Petrony, Lisboa, 2010; O Contrato de Trabalho – regime actual, Petrony, Lisboa, 2010; Código do Trabalho Anotado, Petrony, Lisboa, 2009. É ainda autora de alguns artigos científicos e participa com regularidade em congressos temáticos na sua área científica de investigação.

Suplentes
Efetivos

Jorge Manuel Pires da Silva

Indicado pela CNOD - Confederação Nacional dos Organismos de Deficientes


Natural de Lisboa, é reformado da atividade seguradora desde 2013 e tem integrado as várias Direcções Executivas  da CNOD desde 2010, primeiro como Tesoureiro e desde Outubro de 2015 como Vice-Presidente.

Suplentes

José Cabaço dos Reis

Indicado pela Confederação Nacional de Organismos de Deficientes (CNOD)


Natural da Guarda, é presidente da Confederação Nacional de Organismos de Deficientes desde 2010. É também presidente da AMORAMA, uma associação vocacionada para a deficiência profunda.

É o representante da CNOD no Conselho de Opinião da RTP, no Conselho Concultivo da CP para as Pessoas com Necessidades Especiais e no Fórum Europeu da Deficiência.

Efetivos

Nuno Manuel da Silva Amado

Indicado pela APB - Associação Portuguesa de Bancos


Nasceu em Torres Vedras em 1957 tendo-se licenciado em Organização e Gestão de Empresas pelo Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) e concluído um Programa de Gestão Avançada para Dirigentes Empresariais no INSEAD, em Fontainebleau.

Integrou os quadros da KPMG, no Departamento de Auditoria e Consultoria em 1980 e cinco anos depois começou um percurso na banca que dura até hoje.

Começou como controller da Sucursal do Citibank tendo sido nomeado mais tarde Administrador e responsável pelos mercados financeiros e tesouraria do Citibank Portugal. Desde 1990 que ocupa cargos executivos, primeiro no Banco Fonsecas & Burnay, onde teve especial responsabilidade no processo de privatização da instituição, depois no Deutsche Bank Portugal onde foi Administrador responsável por operações e Infraestruturas e a área de Recursos Humanos e Infraestruturas. Integrou em 1997 o Grupo Santander Totta onde chegou à presidência do Grupo, em Portugal, em agosto de 2006.

De agosto de 2006 a janeiro 2012 foi adicionalmente Diretor Geral e membro do Comité de Direção do Grupo Santander e Vice Presidente do Conselho de Administração do Portal Universia Hispano.

Recebeu o Premio de Gestor do Ano 2008 atribuído pela Camara de Comercio Industria Luso Espanhola.

Desde 28 de fevereiro de 2012 que lidera a Comissão Executiva do Banco Comercial Português, S.A. e é Vice-Presidente do Conselho de Administração.

Nuno Amado é casado, tem duas filhas e gosta de desporto, especialmente de basquetebol e de ténis.

Suplentes

Licínio Manuel Prata Pina

Indicado pela Associação Portuguesa de Bancos (APB)


Nasceu em 1 de Março de 1957 na freguesia de Videmonte do concelho da Guarda . É casado e tem dois filhos.

Licenciado em Engenharia dos Recursos Florestais pela E.S.A.C. e mestre em Economia Portuguesa pelo I.S.C.T.E. – Business School onde ainda concluiu uma especialização em economia. Iniciou a sua actividade profissional como professor do Ensino Secundário em diversos estabelecimentos de ensino.

Ingressou nos quadros da Caixa de Crédito Agrícola de Vila Nova de Tazem em 1984 e posteriormente na Caixa de Seia. Nesta última instituição, foi responsável pela gestão da mesma e contribuiu para o desenvolvimento da instituição e do concelho, com os seus conhecimentos e aplicação dos diversos quadros comunitários para a agricultura da região. Foi um dos fundadores da ADRUSE (Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela) onde exerceu funções de Vice-Presidente.

A sua carreira no crédito agrícola desenvolver-se-ia cedo, começou a exercer cargos de responsabilidade nos serviços centrais. Foi membro do conselho consultivo e do conselho de administração da Caixa Central.

No ano 2002, iniciou o exercício de funções no conselho de administração executivo da Caixa Central e ocupou diversos cargos de administração tendo sido nomeado pelo governo de então como vogal da comissão directiva do Fundo de Garantia do Crédito Agrícola, junto do Banco de Portugal, que exerceu durante três mandatos.

Em 2008 foi o promotor e principal dinamizador da constituição de uma grande Caixa Agrícola Regional no Distrito da Guarda, a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo da Serra da Estrela, da qual é presidente não executivo do conselho de administração.

Em Janeiro de 2013 foi nomeado pelo Conselho Geral e de Supervisão da Caixa Central, Presidente do Conselho de Administração Executivo da Caixa Central e do Grupo Crédito Agrícola. É membro da Direcção da Associação Portuguesa de Bancos. Tendo sido reconduzido nos dois cargos em 2016 e que actualmente exerce.

Foi também eleito em Dezembro de 2016 para presidente do Conselho Fiscal da União das Misericórdias Portuguesas.

Autor e co-autor de diversos artigos publicados em revistas da especialidade, tem sido convidado com regularidade como orador principal em conferências, seminários e debates sobre a banca, a economia portuguesa e o crédito agrícola, em fóruns nacionais e internacionais.

Em Julho de 2014 foi agraciado pela Câmara Municipal de Seia, com o diploma de mérito municipal, pelo relevante contributo dado ao Concelho de Seia, na promoção do desenvolvimento económico e social do Município de Seia, tendo-lhe sido atribuída a Campânula Municipal de Mérito Empresarial. Em Setembro deste mesmo ano foi nomeado pelo Governo da República Portuguesa como membro do Conselho Nacional para a Economia Social na qualidade de personalidade relevante do sector da economia social.


Efetivos

Augusto Máximo Flor

Indicado pela Confederação das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto


Presidente da Direção da Confederação das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto

Suplentes

Sérgio Manuel Pratas

Indicado pela Confederação das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto


Vice-Presidente da Direção da Confederação das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto

Efetivos

Timóteo Rodrigues Macedo

Indicado pela Associação Solidariedade Imigrante


Presidente da Direção Nacional da Associação Solidariedade Imigrante

Suplentes

Anabela Lopes Rodrigues

Indicada pela Associação Solidariedade Imigrante


Membro da Direção Nacional da Associação Solidariedade Imigrante

Efetivos

Sílvia Maria Lobo Araújo Renda

Indicada pelo Conselho das Comunidades Portuguesas


Conselheira, Austrália e Nova Zelândia

QUALIFICAÇÕES

Licenciada em Direito pela Universidade de La Trobe, Melbourne, Australia. Mestre em Gestão de Conflitos pela mesma Universidade. Certificação em Mediação e Meios Alternativos de Resolução de Conflitos pelo Instituto de Arbitrators & Mediators.

Actualmente Senior Manager- Strategy and Policy, com o Financial Ombudsman Service Australia (Provedor de Justiça na àrea de serviços financeiros).

CONTRIBUIÇÃO COMUNITÁRIA

Eleita como Conselheira com o Conselho das Comunidades Portuguesas em 2015. Lecionou Português no Centro Português de Cultura de Melbourne e no Victorian School of Languages durante 10 anos. Nos últimos 20 anos exerceu os cargos de Presidente e Vice-Presidente do Centro Português de Cultura de Melbourne e das Comunidades de Língua Portuguesa Inc.

Suplentes

António Paulo Neves Marques

Indicado pelo Conselho das Comunidades Portuguesas


Presidente do Conselho das Comunidades Portuguesas

Serviço Militar 
1992-1993 Section Technique de l’Armée de Terre - Versailles
 
Habilitações Literárias
 Diplomado em Contabilidade
DEUG sciences économiques da universidade de  Paris-EST Marne-la-Vallée
 
Cargos eleitivos 
Vereador do associativismo e Relações Internacionais da Câmara Municipal de Aulnay-sous-Bois  
Conselheiro Territorial da Metrópole de Paris, Terres d’Envol  
Presidente Associação de Autarcas Portugueses em França (CIVICA)
Presidente do Conselho das Comunidades Portuguesas de França
Presidente da Associação Cultura Portuguesa de Aulnay-sous-bois
 
Outros Cargos 
Membro do Conselho de Opinião da Rádio e Televisão de Portugal, RTP SA
Membro suplente do Conselho Económico e Social (Portugal)
Presidente da Comissão Organizadora dos Concursos Públicos – Paris, Terres d’Envol
Administrador do Teatro Jacques Prévert de Aulnay-sous-bois
Membro da Comissão das Finanças da Autarquia de Aulnay-sous-bois
Membro da Comissão dos Recurssos da Autarquia de Aulnay-sous-bois
Representante da Autarquia na agencia dos parceiros de Aulnay-sous-Bois
 
Cargos exercidos & diversos 
1989 -  Candidato na Autarquia de Aulnay-sous-Bois (França)
1992/1995 – Membro eleito ao Conselho das Comunidades Portuguesa (Conselho de País)
1995 - Autarca de Aulnay-sous-Bois
1998/2003 - Membro do Conselho Consultivo da Juventude 2003/2008 – Conselheiro das Comunidades Portuguesas
2007/2008 – Comentador programa “tête à tête” na CLPTV
2008/2015 – Conselheiro das Comunidades Portuguesas, membro permanente,
2008/2015 - Presidente da Comissão da participação cívica e política (CCP)
2015– Eleito Conselheiro das Comunidades & Presidente CCP França
2016– Conselheiro eleito ao Território da Metrópole da Grande Paris (01/01/2016-2020)
2016 – Tesoureiro da Associação “Association de la Majorité Municipale”
 
Condecorações e Louvores
Comendador Ordem de Mérito (Portugal, 10 junho 2010)

Efetivos

Maria Manuela Dias Ferreira Leite

Personalidade de Reconhecido Mérito


Licenciada em Economia em 1963 pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras (actualmente Instituto Superior de Economia e Gestão) com média final de 16 valores.


ACTIVIDADE PROFISSIONAL

Investigadora do Centro de Economia e Finanças do Instituto Gulbenkian de Ciência e Técnica do "Serviço de Investimentos" da Fundação Calouste Gulbenkian.

Coordenadora do Núcleo de Finanças Públicas e Mercado de capitais do Gabinete de Estudos do Banco de Portugal com a categoria de técnica consultora.


ACTIVIDADE POLÍTICA

- Secretária de Estado do Orçamento.

- Ministra da Educação.

- Ministra de Estado e das Finanças.

- Deputada à Assembleia da República.

- Presidente do Grupo Parlamentar do PSD.

- Presidente da Comissão Parlamentar de Economia, Finanças e Plano da Assembleia da República.

- Presidente da Comissão Política Nacional do Partido Social Democrata.

De 2006 a 2008 – Membro do Conselho de Estado.


ACTIVIDADE UNIVERSITÁRIA

Assistente no Instituto Superior de Economia de 1966 a 1979 onde leccionou as cadeiras de "Finanças Públicas" e "Economia Pública".

Actualmente

  • Presidente do Conselho de Orientação Estratégica da Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais da Universidade Católica Portuguesa e membro do Conselho Superior da mesma Universidade.
  • Chanceler do Conselho das Ordens Nacionais.

Ricardo Paes Mamede

Personalidade de Reconhecido Mérito


Doutorado em Economia pela Universidade Bocconi (Itália), Mestre em Economia e Gestão de Ciência e Tecnologia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa (ISEG/UL), e Licenciado em Economia pela mesma instituição.

É Professor Auxiliar do Departamento de Economia Política do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, onde lecciona desde 1999 nas áreas da Economia e Integração Europeia, da Economia Sectorial e da Inovação, e das Políticas Económicas. Assume actualmente as funções de Director do Mestrado em Economia e Políticas Públicas do ISCTE-IUL.

 Entre 2008 e 2014 foi Coordenador do Núcleo de Estudos e Avaliação do Observatório do QREN (Quadro de Referência Esstratégico Nacional). Foi Director de Serviços de Análise Económica e Previsão do Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia e da Inovação em 2007 e 2008.

Suplentes

Francisca Rodrigues Sarmento Guedes de Oliveira

Personalidade de Reconhecido Mérito


Professora Auxiliar na Católica Porto Business School da Universidade Católica Portuguesa, tendo-se licenciado na Faculdade de Economia da Universidade do Porto onde concluiu também o mestrado e tendo obtido o grau de Doutor na Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa, com especialização em Economia Pública.

As suas principais áreas de investigação e ensino são a macroeconomia, a economia política e as políticas públicas, áreas em que lecionou várias disciplinas a nível da licenciatura, mestrado e doutoramento e publicou artigos científicos em atas de diversas conferências internacionais bem como em revistas internacionais de renome, nomeadamente  no Cambridge Journal of Economics.

Até setembro de 2013 foi a diretora do mestrado em Business Economics, sendo, desde então, diretora adjunta da Católica Porto Business School com responsabilidade nos programas de mestrado . 

Desde 2016 faz parte do conselho científico e estratégico do Institute of Public Policy Thomas Jefferson – Correia da Serra e também do Conselho Científico da Revista da Associação Portuguesa de Estudos Europeus. É ainda membro fundador da Associação Portuguesa de Economia Política.

Desde 2015 é membro não executivo do Conselho de Administração da EDPRenováveis.

José Albino da Silva Peneda

Personalidade de Reconhecido Mérito


Licenciado em Economia (U.P.). Diplomado em Administração do Desenvolvimento (Institute of Social Studies-Haia).

Exerceu os seguintes cargos: Deputado à Assembleia da República e à Assembleia Municipal da Maia; Secretário de Estado da Administração Regional Local; Secretário de Estado do Planeamento e Desenvolvimento Regional; Ministro do Emprego e da Segurança Social; Representante pessoal do Primeiro-Ministro no dossier das redes transeuropeias; Vice- Presidente e Presidente da Comissão de Coordenação da Região Norte; Vice-Presidente da Sonae Investimentos; Presidente do Conselho de Administração do Jornal de Notícias e da Global Notícias; Deputado ao Parlamento Europeu; Presidente do Conselho Económico e Social (CES); Conselheiro Principal do Presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker; Presidente da Fundação Rei Afonso Henriques, com sede em Zamora, Espanha; Membro do Conselho Superior do Futebol Clube do Porto e Presidente da Assembleia Geral da Santa Casa da Misericórdia de Matosinhos.

Atualmente é Presidente do Conselho Geral da Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD); Membro do Conselho das Ordens Nacionais; Conselheiro Principal do Comissário Carlos Moedas; Presidente das Assembleias Gerais da União das Misericórdias Portuguesas e da Associação Académica de S. Mamede; Membro do Grande Conselho da Fundação Bissaya Barreto; Participa de forma ativa e regular nas atividades do principal “think-tank” do Parido Popular Europeu “European Ideas Networking”.

Para além de variadas intervenções públicas e artigos publicados em diversos órgãos de comunicação social, proferiu nos últimos dez anos mais de 150 Conferências em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente em Espanha, França, Itália, Grécia, Malta, Bélgica, Holanda, Dinamarca, Hungria, Eslovénia, Roménia, Polónia, Venezuela, México, Brasil, Marrocos e Argélia, a convite de diversas instituições académicas e políticas.

Foi distinguido, entre outras, com as seguintes condecorações:

Medalha de Ouro atribuída pelas Câmaras Municipais de Seia (1986), Maia (1989), Torre de Moncorvo (2010), Porto (2013) e Matosinhos (2013)

Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, Portugal, 2010

Grande Oficial da Ordem de Mérito do Grã Ducado do Luxemburgo, 2015

Livros publicados

Atrasos, Centralismo e Eleitoralismo, edição PPE-DE, 2007

O Tratado de Lisboa e os Valores fundamentais da Civilização Europeia, edição PPE-DE, 2008

O Modelo Social Europeu. Que futuro, edição Porto Editora, 2008

10º Aniversário do Euro (Ensaio), edição PPE-DE, 2009


Efetivos

Hugo Daniel Alves Martins de Carvalho

Indicado pelo Conselho Nacional de Juventude (CNJ)


Presidente do Conselho da Direção do Conselho Nacional de Juventude.

Natural de Viseu, nascido em 1990, é o Presidente da Direção do Conselho Nacional de Juventude (CNJ) e Secretário-Geral do Fórum de Juventude da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (FJCPLP). Enquanto jovem ativo no setor da Juventude, destacou-se como escuteiro, músico e atleta. Na qualidade de dirigente associativo, foi Presidente da direção da Associação de Estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (AEFEUP) e membro da Direção da Federação Académica do Porto (FAP). Em 2014 e 2015, assumiu as funções de administrador da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU) com o pelouro da gestão de projetos e orçamento, e foi igualmente eleito representante do CNJ no Conselho Nacional de Educação. No que concerne ao percurso académico é Mestre em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Suplentes

Diana Maria Cardoso Lopes Trindade de Carvalho

Indicada pelo Conselho Nacional de Juventude (CNJ)


Membro da Direção Conselho Nacional de Juventude

Mestre em Ciências Farmacêuticas pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFULisboa). A nível associativo assumiu as funções de Vice-Presidente de Relações Externas da Associação Portuguesa de Estudantes de Farmácia (APEF) em 2016. Em 2017 foi eleita em Assembleia Geral Presidente da Direção da APEF, o que lhe conferiu uma visão alargada do sector da saúde em Portugal.

Entre 2016 e 2017 desempenhou as funções de Delegada Oficial pela APEF na European Pharmaceutical Students’ Association (EPSA) e no Conselho Nacional de Juventude (CNJ).

A nível profissional desempenhou funções na Secção Regional do Sul e Regiões Autónomas da Ordem dos Farmacêuticos em 2017 e é atualmente colaboradora da Novartis Farma Portugal.

Em dezembro de 2017 foi eleita em Assembleia Geral para a Direção do Conselho Nacional da Juventude e assegurará as pastas da Educação, Ciência e Cultura.


Efetivos

Tiago Manuel Rego  

Indicado pela Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ)


Presidente da Direção da Federação Nacional das Associações Juvenis.

Nasceu a 3 de março de 1988, na cidade de Viana do Castelo.

É licenciado em Estudos Básicos de Ciências Farmacêuticas pela Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto e estudante de Direito na Faculdade de Direito da Universidade do Porto.

Assumiu funções em várias Instituições, sendo atualmente presidente da Federação Nacional das Associações Juvenis, cargo que acumula com a Presidência da Federação das Associações Juvenis do Distrito de Viana do Castelo. Foi presidente da Direção da Associação de Estudantes e Representante dos Alunos no Conselho Pedagógico na Escola EB 2,3/S de Barroselas, em Viana do Castelo. Enquanto dirigente associativo é membro dos órgãos sociais de várias associações locais que desenvolvem trabalho com relevante impacto na comunidade, nomeadamente o Centro Recreativo e Cultural das Neves (Associação Juvenil com estatuto de Utilidade Pública), no qual é presidente do Clube de Xadrez, e a Associação de Jovens Dadores de Sangue de Viana do Castelo – Sangue Novo, onde coordena programas de educação para a saúde. Paralelamente à participação associativa juvenil, foi ainda líder de uma organização juvenil partidária e é Deputado da Assembleia Municipal de Viana do Castelo. É socorrista voluntário no Centro Humanitário do Alto Minho da Cruz Vermelha Portuguesa.

No plano institucional é representante no Conselho Consultivo da Juventude da Secretaria de Estado da Juventude e Desporto, no Instituto Português do Desporto e Juventude, no Comité de Seleção da Agência Nacional do Erasmus+ Juventude em Ação, no Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e no Conselho Económico e Social, entre outros espaços de participação cívica.

Suplentes

Rui Gonçalo Maia Rego

Indicado pela Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ)


Conselheiro da Direção da Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ)

Investigador Bolseiro da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). Presentemente desenvolve a sua investigação de doutoramento em Filosofia Contemporânea (Ética), na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Tem-se dedicado ao estudo da filosofia da ação, com especial interesse pelos temas da racionalidade prática; racionalidade na ação; agente; prudência; altruísmo; motivação para agir; valores e consciência. Paralelamente, mantém interesse pelo filosofia medieval e pela filosofia em Portugal.


É membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa (CFUL); Consultor no Gabinete para o Empreendedorismo e Cidadania da Cátedra Convidada FCT/Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização; Investigador colaborador do Instituto Europeu Ciências da Cultura Padre Manuel Antunes (IECC-PMA) e do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CLEPUL).


Adriano Lopes Gomes Pimpão

Vice-Presidente do CES



Alberto João Coraceiro de Castro

Vice-Presidente do CES


Professor Catedrático Convidado na Faculdade de Economia e Gestão da UCP, da qual foi o primeiro director e onde hoje dirige o Centro de Estudos de Gestão e Economia Aplicada.

Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia do Porto. Doutorado pela Universidade da Carolina do Sul. As suas áreas de especialização são economia industrial, economia do trabalho, economia e estratégia empresarial e internacionalização nas quais tem várias publicações académicas e de divulgação.

Presidente do Conselho de Administração da Instituição Financeira de Desenvolvimento.

Administrador não executivo da Mystic Invest, S.A.

Presidente dos Conselhos Fiscais da Mota-Engil e Unicer e da Cruz Vermelha Portuguesa e Fundação AEP.

Membro do Investment Committee da Portuguese Venture Capital Initiative do Fundo Europeu de Investimento.

Foi membro do Conselho Geral e de Supervisão da EDP entre 2006 e 2015

Membro das Direcções da Associação Comercial do Porto e da Associação para o Museus dos Transportes e Comunicações (Alfândega Porto)

Provedor do Cliente do Porto de Leixões.

Presidente da Comissão Justiça e Paz da Diocese do Porto

Imprimir