Composição


Efetivos

Arménio Horácio Alves Carlos

Indicado pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN)

Secretário-Geral da CGTP-IN

João Fernando Freitas Torres

Indicado pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN)

Membro da Comissão Executiva e do Secretariado do Conselho Nacional da CGTP-IN

Suplentes

Carlos Manuel Alves Trindade

Indicado pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses, Intersindical Nacional (CGTP-IN)

Membro da Comissão Executiva e do Secretariado do Conselho Nacional da CGTP-IN

Ana Isabel Lopes Pires

Indicada pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN)

Membro da Comissão Executiva e do Conselho Nacional da CGTP-IN

Efetivos

Carlos Manuel Simões da Silva

Indicado pela União Geral de Trabalhadores (UGT)

Secretário-Geral da UGT


Habilitações Literárias:

Licenciatura em Estudos Europeus;
Frequência da Pós-Graduação em Estudos Europeus na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.


Atividade Sindical

  • Secretário Geral da UGT – União Geral de Trabalhadores, desde 21/04/2013;
  • Vice Presidente do CES (Conselho Económico e Social);
  • Membro do Comité Económico e Social Europeu (CESE), desde 21/09/15;
  • Presidente da MAG/CG do SBC, desde 11/05/2015;
  • Membro do Conselho de Fundadores da Fundação Res Publica;
  • Vice Presidente da CPCS (Comissão Permanente de Concertação Social);
  • Membro do Conselho Geral da Fundação INATEL;
  • Membro do Conselho de Administração do IEFP;
  • Membro do Conselho de Administração do CEFOSAP;
  • Foi Secretário Geral da FEBASE - Federação do Sector Financeiro, desde 12/05/2010 até 31/06/2011;
  • Foi Membro do Comité Executivo Mundial da UNI – United Network International UNIGlobalUnion;
  • Foi Presidente da Direcção do SBC desde 15/03/2007 até 11/05/2015;
  • Foi Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Fundo Social dos Trabalhadores do Banco Espírito Santo;
  • Foi Coordenador do Conselho Europeu de Empresa do Grupo Banco Espírito Santo, entre 2003 e 2007;
  • Foi Coordenador do Grupo Especial de Negociação para a criação do Conselho Europeu de Empresa do Grupo Banco Espírito Santo, entre 2001 e 2003;
  • Foi Membro da Comissão Nacional de Trabalhadores do Banco Espírito Santo, entre 1996 e 1998 e entre 2000 e 2003;
  • Foi Membro da Direcção do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas, entre 1997 e 2000.


Atividade Profissional:

Bancário no Novo Banco do Avelar


Atividade Política:

  • É Presidente da Assembleia Municipal de Figueiró dos Vinhos;
  • É membro da Comissão Nacional e da Comissão Política Nacional do PS;
  • É Presidente da TSS da UGT e do PS.

Lucinda Manuela de Freitas Dâmaso

Indicada pela UGT - União Geral de Trabalhadores


Presidente da UGT - União Geral de Trabalhadores

Suplentes

Ana Paula Mata Bernardo

Indicada pela União Geral de Trabalhadores (UGT)


Secretária-Geral Adjunta da UGT


António Luís  Ferreira Correia

Indicado pela União Geral de Trabalhadores (UGT)


Secretário Geral Adjunto da UGT

Efetivos

António Manuel Frade Saraiva

Indicado pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP)


Nasceu em novembro de 1953 em Ervidel.

Diretor da Metalúrgica Luso-Italiana desde 1989 e Administrador a partir de 1992, adquiriu a empresa ao Grupo Mello em 1996, sendo atualmente Presidente do Conselho de Administração.

Começou a sua carreira na Lisnave, aos 17 anos.

Completou o Curso da Escola Industrial e frequentou o Instituto Superior Técnico.

Membro da Direção da Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos de Afins de Portugal (AIMMAP), de 2001 a 2003, Vice-Presidente de 2004 a 2006 e Presidente de 2007 a 2009.

Membro da Direção da CIP – Confederação da Indústria Portuguesa de 2004 a 2006 e Vice-Presidente de 2007 a 2009.

Presidente da CIP – Confederação da Indústria Portuguesa de Janeiro de 2010 a Janeiro de 2011, altura em que foi eleito Presidente do Conselho Geral e da Direção da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, organização associativa empresarial de cúpula que resulta da integração das componentes institucionais da AEP e da AIP e das Câmaras de Comércio e Indústria na CIP.

Presidente do Conselho Geral da ELO – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Económico e a Cooperação desde 2014

Vogal do Conselho Estratégico da SOFID – Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento, SA, desde 2014

Membro do Conselho Consultivo da ATEC – Associação de Formação para a Indústria desde 2014

Membro do Conselho de Escola do ISCSP

Membro do Conselho de Curadores do ISCTE

Membro do Conselho Superior da PASC – Plataforma de Associações da Sociedade Civil – Casa da Cidadania

Suplentes

Gregório da Rocha Novo

Indicado pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP)


  • Licenciatura em Direito.
  • Técnico Especialista na Área Jurídica e Sócio Laboral da CIP (1974-2002).
  • Responsável pela Área Jurídica e Sócio Laboral da CIP desde 2002.
  • Advogado, com especialização na Área do Direito Laboral e Negociação Coletiva.
  • Consultor jurídico de empresas nas vertentes laboral e comercial.
  • Membro de órgãos estatutários de Empresas e Associações.
  • Negociador de convenções coletivas.
  • Mediador na área das relações comerciais.
  • Perito empregador à CIT (OIT) (1981-2000).
  • Árbitro por parte dos Empregadores nos Colégios Arbitrais no âmbito do CES (2006-2014).
  • Conferencista em iniciativas na área jurídica e sócio laboral.
  • Presidente do Centro de Relações Laborais desde setembro de 2016.
  • Vice-Presidente do Conselho Geral da CIP.
Efetivos

João Manuel Lança Vieira Lopes

Indicado pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)


Presidente da Direção da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Suplentes

Vasco Linhares de Lima Alvares de Mello

Indicado pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)


Vice-Presidente da CCP

Efetivos

Eduardo Manuel Drummond de Oliveira e Sousa

Indicado pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP)


Nasceu a 5 de Maio de 1953

Engenheiro Agrónomo pelo Instituto Superior de Agronomia;

Empresário Agrícola e Florestal no Ribatejo;

Técnico Superior do quadro do Ministério da Agricultura de 1979 a 2013;

Director Agrícola na Estação Zootécnica Nacional entre 1979 e 1983;

Director Executivo da Associação de Regantes e Beneficiários do Vale do Sorraia de 1983 a 2013;

Professor assistente de Agricultura Geral e Máquinas Agrícolas, e Pastagens e Forragens na Escola Superior Agrária de Santarém entre 1981 e 1984;

Director Agrícola da SUCRAL entre 1986 e 1989;

Vice-Presidente da CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal, entre 2005 e 2008;

Fundador da Sociedade Portuguesa de Pastagens e Forragens;

Fundador da APFC – Associação dos Produtores Florestais de Coruche e Limítrofes, sendo actualmente o Presidente da Assembleia Geral;

Vogal do Conselho Nacional da Água entre 1996 e 2007;

Fundador da FeNaReg – Federação Nacional de Regantes de Portugal;

Director Honorário da EIC – Euro-Mediterranean Irrigators Community, com sede em Madrid;

Presidente da Direcção da ANPC – Associação Nacional de Proprietários Rurais, Gestão Cinegética e Biodiversidade e Produtores de Caça, de 1994 a 2014, sendo actualmente Presidente da Assembleia Geral;

Fundador da Associação dos Jovens Agricultores de Coruche, da qual foi Director e Presidente da Mesa da Assembleia Geral;

Foi membro do Conselho Fiscal da ANPROBE – Associação Nacional de Produtores de Beterraba;

Foi membro do Conselho Fiscal da COPSOR – Cooperativa dos Produtores Agrícolas do Vale do Sorraia;

Foi membro da Comissão Nacional Portuguesa de Irrigação e Drenagem

Foi Vice-Presidente do Conselho Consultivo da Água e Ambiente, da CAP;

Foi membro efectivo dos Grupos Consultivos Agrícolas “Arroz” no domínio da Política Agrícola Comum;

Foi vogal do Conselho Nacional da Caça e da Conservação da Fauna;

Foi membro da Comissão Nacional de Homologação de Troféus.

Presidente da Direção da CAP desde 19 de abril de 2017.

Suplentes

Cristina Isabel Jubert de Nagy Morais
Indicado pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP)


É licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa, Pós Graduada em Estudos Europeus pelo Instituto Europeu da Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa e Pós Graduada em Direito do Ambiente pelo Centro de Estudos Judiciários.

É advogada desde o ano de 1992 e desempenha desde 2002 as funções de Chefe do Gabinete da Direção da Confederação dos Agricultores de Portugal.

Recentemente (2015/2016) desempenhou funções de coordenação do Projeto Trasnacional “FAYP – Promover a Agricultura entre os Jovens”, que envolveu uma entidade italiana especialista em questões laborais e sociais, bem como parceiros agrícolas italianos, espanhóis e gregos a par da própria CAP.

Possui um longo percurso profissional ao serviço da Confederação dos Agricultores de Portugal, tendo já colaborado nas seguintes áreas: Política Agrícola Comum, Fiscalidade, Ambiente e Água e Desenvolvimento Rural, mas é a área de trabalho, emprego e social que mais a tem ocupado nos últimos anos, de que se pode destacar a participação assídua na Comissão Permanente de Concertação Social em representação da CAP, no GEOPA – Grupo de Empregadores das Organizações Profissionais Agrícolas da U.E., com sede em Bruxelas e também na Organização Internacional do Trabalho.

Já desempenhou funções de Adjunta do Ministro da Justiça do XIV Governo Constitucional, que terminou em 2002.

 Integra as listas de árbitros a que se refere o artigo 2º do Decreto-Lei nº259/2009, de 25 de setembro, do CES – Conselho Económico e Social, na qualidade de árbitro da parte empregadora desde 2011.

Efetivos

Francisco Maria Malheiro Calheiros e Menezes

Indicado pela Confederação do Turismo Português (CTP)


58 anos, casado e com duas filhas, Licenciado em Gestão e Administração de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa.

No seu currículo soma mais de 20 anos de experiência no setor do Turismo, tendo sido inclusivamente condecorado, pelo então Primeiro-ministro António Guterres, com a Medalha de Mérito Turístico e, pelo então Presidente da República Jorge Sampaio, com a Comenda de Mérito Comercial.

O seu percurso é, desde cedo, marcado por uma forte e ativa participação associativa, tendo sido representante de Portugal na ECTAA - Associação Europeia das Associações de Agentes de Viagens e Tour Operadores, entre 1995 e 2008, da qual foi Presidente durante 3 anos.

Enquanto gestor, desempenhou cargos de anta direcção no Grupo Espírito Santo Viagens e na Springwater Capital, accionista de referência de um dos maiores grupos de turismo da Península Ibérica. Springwater Tourism Group. Macrotur, Poligrupo e Sonicel são outras empresas por onde passou.

Desde 2004 que é o Presidente da Assembleia-Geral da APAVT – Associação Portuguesa das Agências de Viagens, cargo que já tinha desempenhado entre 2000 e 2001, dando continuidade ao seu percurso nesta associação da qual foi Vice-presidente em dois mandatos. Integra ainda os Órgãos Sociais da CTP - Confederação do Turismo Português há já alguns anos, tendo assumido a presidência da mesma em Maio de 2012, renovado o mandato em Março de 2015.

A participação associativa não se limita à área do turismo estendendo-se igualmente a outras, integrando por exemplo, a Associação de Antigos Alunos da Universidade Católica Portuguesa, da qual assumiu a presidência entre 2004 e 2013, e o Conselho Leonino do Sporting Clube de Portugal, clube do seu coração, até 2013.

Suplentes

António Alberto da Cunha Abrantes

Indicado pela Confederação do Turismo Português (CTP)


Especialista em turismo e lazer com experiência de 30 anos, em empresas privadas, organismos públicos e associativos do turismo, nas áreas de desenvolvimento de políticas públicas para o turismo; planeamento estratégico turístico; concepção e implementação de planos de acção para destinos turísticos e, ainda, nas áreas de planeamento e controlo de gestão, gestão de fundos comunitários (EU) e formação profissional no turismo. Lecciona em cursos superiores de turismo, nas áreas da economia do turismo, gestão empresarial, política do turismo e legislação turística. Integrou, como Chefe de Gabinete, a equipa governamental que implementou o Plano Nacional de Turismo de 1986-1989. Coordenou a equipa técnica que elaborou a Estratégia de Eficiência Colectiva de Turismo e Património no Vale do Côa. É Secretário-Geral da Confederação do Turismo Português.


Imprimir

  Efetivos Suplentes
Governo

Primeiro Ministro
Ministro das Finanças
Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (Presidente, por delegação de competências)
Ministro da Economia
Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural

Organizações Sindicais

CGTP - Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses Intersindical

Arménio Carlos
João Torres

Carlos Trindade
Ana Isabel Pires

UGT - União Geral de Trabalhadores

Carlos Silva
Lucinda Dâmaso

Paula Bernardo
António Luís Correia

Organizações Empresariais

CIP - Confederação Empresarial de Portugal

António Saraiva

Gregório da Rocha Novo

CCP - Confederação do Comércio e Serviços de Portugal

João Vieira Lopes

Vasco Mello

CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal

Eduardo Oliveira e Sousa

Cristina Nagy Morais

CTP - Confederação do Turismo Português

Francisco Calheiros

António Abrantes

Imprimir